Por que ela joga tudo no chão? Que mania é essa de encher e esvaziar potes? Por que ele bagunça tudo que a gente acaba de arrumar? Essas coisas, que às vezes até parecem provocação das crianças, são coisas que crianças fazem para aprender; brincadeiras que ajudam no seu desenvolvimento.

Como verdadeiros pequenos cientistas, os pequenos precisam testar e experimentar o mundo ao redor. Cada vivência traz insights sobre como esse lugar enorme e diferente funciona. Seja como é a gravidade ou mesmo a sensação que da roupa molhada no corpo, tudo é informação nova. Mas, bem… algumas experiências acabam gerando um outro resultado inesperado para os pequenos: adultos irritados. Como funciona esse processo? Oras, repetir o experimento para obter mais dados.

Confira 4 coisas que crianças fazem para aprender que adultos detestam:

1. Arremessar objetos

Por volta dos 12 meses, os bebês começam a fase de jogar coisas no chão, seja lá o que for! Com essa brincadeira, ele experimenta seu poder sobre o adulto e a perda/recuperação de algo. Além disso, desenvolve noções de causa e efeito, afinal, quando o objeto cai e faz barulho, alguém – como resposta – pega! Por isso, ele testa de novo e de novo!

Com essa brincadeira o bebê também entende a noção de permanência, percebendo que tudo (tanto objetos como os adultos que se abaixam para pegar o que caiu) volta a aparecer e não deixa de existir só porque não é visto. Pode ser cansativo, mas é educativo.

2. Batucar nas panelas

Já pensou em quão mágico esses barulhos todos podem ser para as crianças? Elas fazem um barulhão e ainda por cima não quebram, portanto diminuem o medo que ela pode sentir de sua capacidade de destruição – e reduz seus sentimentos de culpa. Embora não tenha sido projetada para isso, é um brinquedo educativo, pois distrai, estimula a imaginação e ajuda a criança a se desenvolver de forma segura e saudável.

3. Se molhar

Brincar com água acalma, distrai facilmente e refresca quando está calor. As brincadeiras de encher e esvaziar recipientes com água, por exemplo, acontecem principalmente quando a criança está aprendendo a controlar os esfíncteres, ou seja, quando está aprendendo a controlar o xixi e o cocô.

4. Construir e…. destruir

Brinquedos que chegam “prontos” dispensam o mais atraente e importante para a criança: o fator imaginação! Por isso, blocos de montar, peças que se encaixam, coisas que podem ser empilhadas, feitas e desfeitas fazem tanto sucesso – e são tão fascinantes. Construir e desconstruir estimula a criatividade, descarrega a agressividade, desenvolve a capacidade de simbolização e o conceito de que dá para reverter coisas.