Paris, a Cidade Luz, é cheia de história, cultura e, claro, comidas gostosas! Com a Edição Os Sabores de Paris do PlayKids Explorer, os pequenos puderam conhecer um pouco mais sobre ela. Para deixar o papo ainda mais interessante, trazemos aqui mais algumas curiosidades de Paris.

explorer_paris_certo3

Confira 7 divertidas curiosidades sobre Paris e a culinária francesa

1. As refeições são um verdadeiro evento social

A refeição tradicional francesa é bem mais do que só sentar à mesa para comer. Existem muitas regras de etiqueta, como se servir apenas uma vez, comer com garfo e faca nas mãos certas, cortar o queijo da maneira correta e até mesmo não cortar itens da salada. As comidas chegam em até 5 etapas, dos aperitivos até o cafezinho, em uma ordem que dificilmente varia e que pode durar algumas horas.

2. A culinária francesa tem muitas teorias interessantes

Na culinária francesa, a técnica e o método são bastante estudados e existe uma verdadeira escola desses conhecimentos. Por exemplo, existem cinco molhos base (béchamel, espagnole, velouteé, hollandaise e molho vermelho) e quase todos os outros molhos são combinações ou adições a eles. Em restaurantes franceses existem chefs especializados em cada divisão da cozinha; pode existir um chef dos frutos do mar, um chef dos patês e até um chef dos temperos (esse, inclusive, muito respeitado e importante).

explorer_paris_certo2

3. Queijos na França são coisa seríssima

Os queijos são parte importante não apenas da dieta francesa, mas de sua cultura e sua agricultura também. Existe um sistema, chamado Denominação de Origem Controlada (DOC), que certifica que cada queijo seja feito seguindo suas rigorosas regras de preparo e processos tradicionais, bem como foi feito na região e com os ingredientes nela encontrados.

4. Paris tem fazendas subterrâneas de cogumelos

Paris possui uma cultura muito única de produção de cogumelos: fazendas subterrâneas. Tudo começou quando mineradores deixavam seus cavalos parados na entrada das minas e cogumelos comestíveis começaram a nascer no esterco. O ambiente escuro e o clima quente e úmido do subterrâneo era muito bom para que os fungos pudessem crescer e isso se tornou um negócio. No começo do século passado eram quase 100, mas hoje são menos de 15 fazendas.

5. Acredite se quiser: Petit Gateau não é francês

Um dos pratos cujo nome mais remete à cultura francesa na realidade não é francês! O Petit Gateau possui origem incerta com duas teorias principais. Nenhuma, no entanto, colocando sua criação na França. Uns dizem que é uma sobremesa italiana que foi resgatada recentemente. A maioria, no entanto, credita a iguaria a uma tentativa de restaurantes franceses em Nova Iorque de vender bolos que perderam o ponto enquanto assavam.

6. A Torre Eiffel dá bastante trabalho!

O ponto turístico mais visitado do mundo requer muita manutenção! A Torre Eiffel passa por uma renovação da pintura em média a cada 7 anos. É um trabalho que envolve 25 profissionais, utilizando 60 toneladas de tinta ao longo de 18 meses. Tudo feito à moda antiga, com pincel na mão.

7. A pirâmide de vidro do Museu do Louvre é controversa

A pirâmide de vidro à frente do prédio que abriga o Museu do Louvre é um ótimo elemento para se tirar fotografias, mas entre os franceses é bastante criticada. Muitos dizem que sua arquitetura e seu estilo não têm nada a ver com a cidade. Sua função, no entanto, foi melhorar o acesso do público ao museu, sendo vital para o sucesso deste.

Quer conhecer mais temas como esse com seu pequeno? Assine o PlayKids Explorer em: explorer.playkids.com.

Leia também:

Profile photo of Leo Amaral

Midiálogo que ama livros, músicas e desenhos animados. Acredita que a curiosidade é fundamental e deve estar presente em todas as épocas da vida e que quando a tecnologia e a educação se encontram o aprendizado pode ficar ainda mais divertido.