Ter um primo é ter um amigo, um irmão e um confidente em uma mesma pessoa.

Quando lembramos dos vínculos importantes na infância, muito falamos sobre a relação entre irmãos. No entanto, há uma outra relação tão importante quanto e que, por vezes, nos esquecemos de citar, é a amizade entre primos! Os privilegiados que tiveram a sorte de crescer rodeados por um ou mais primos e primas com idades próximas, sabem muito bem o quão forte e significativo é este vínculo. Ainda que não façam parte da nossa vida diária, por serem da família os primos têm um lugar especial em nossos corações, revelando-se um laço para toda a vida. As brincadeiras até o anoitecer, as tardes de férias juntos, as viagens, almoços e festas em família, as travessuras e os segredos, as brigas que tão logo aconteciam e já eram esquecidas, a cumplicidade de quem se entende apenas com uma troca de olhares… É, não há dúvidas: os primos têm um lugar mais que privilegiado em nossas vidas!

Nossos primeiros amigos

Os primos, muitas vezes, são nossa primeira experiência para além dos limites do nosso lar. Com eles, aprendemos a nos relacionar fora do nosso dia a dia, mas ainda com a segurança de estar em família. Para aqueles que os primos moravam perto, por vezes até no mesmo quintal, a relação quase que diária, incluía almoços, ida à escola juntos, festas do pijama, tardes intermináveis de brincadeiras e os desentendimentos naturais de uma convivência tão próxima.

Já para os que não tiveram tanta sorte e a distância entre os primos era marcada por quilômetros e mais quilômetros, restava apenas aguardar ansiosamente pelas reuniões de família, que demoravam tanto para chegar e passavam em um piscar de olhos! Festas de final de ano e viagens de férias eram momentos preciosos, aproveitados até o último instante e recheados com tudo o que se tem direito: brincadeiras até tarde da noite, gargalhadas de doer a barriga, lanches e refeições deliciosas preparadas cuidadosamente pela vovó/vovô ou titia/titio, tardes de filmes e passeios sem fim! Mal se via o tempo passar e quando se davam conta já aguardavam ansiosamente pelo próximo encontro!

Cumplicidade para toda a vida

Mas a verdade é que de um jeito ou de outro, pertinho ou de longe, a amizade entre primos resiste à distância, às brigas e ao tempo. Quem teve a sorte de contar com um primo como amigo durante a infância, sabe que essa relação persiste aos anos, se tornando um importante pilar em nossas vidas, mesmo depois de adultos. Ainda que se vendo menos, pois cada um tem sua rotina, sua família e seus afazeres, os primos serão sempre aqueles eternos amigos, com quem podemos dividir nossas alegrias e tristezas. E quando bate aquela saudade, nada melhor do que recorrer aos álbuns de família para recordar as deliciosas lembranças de uma infância cheia de cumplicidade, carinho, risadas e felicidade!

Leia mais:

Profile photo of Ana Clara

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, das histórias às poesias. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.