O medo, na medida certa, tem o papel de nos proteger de possíveis riscos e ameaças à nossa sobrevivência. Portanto, sentir medo é natural em todas as fases da vida. Na infância, como tantas outras coisas, é o momento em que os pequenos descobrem e conhecem esse sentimento. Isto ainda é algo novo e eles não sabem ao certo como lidar. Por esse motivo, a participação e o apoio dos pais é fundamental para tornar o processo, para a criança com medo, mais tranquilo e fácil de ser superado.

Diálogo, apoio e compreensão

Medo de escuro, de altura, de se separar dos pais, de ser esquecido na escola, de dormir sozinho, dos pais se divorciarem, de personagens assustadores, de barulhos e ruídos estranhos, da rejeição social… São muitos os medos que envolvem cada etapa da infância e é importante que os pais estejam preparados para ajudar os filhos a lidar e superar cada um deles. Como em tantas outra situações, o melhor caminho é o diálogo. Escute seu filho, esteja aberto para ouvir e conversar sobre suas inseguranças. Mostre a ele que o medo que está sentindo é algo natural e que todos sentem ou já sentiram em algum momento da vida, inclusive você.

É importante deixar claro que que você está do lado do seu pequeno e que ele pode contar com você. Isso o deixará mais seguro para que, aos poucos, supere seus medos. Sarah Helena, psicóloga e curadora na Leiturinha, afirma que “levar a sério o que as crianças dizem é um grande sinal de que elas podem confiar nos pais para falar sobre algo tão íntimo e delicado. Criado o ambiente de confiança, os pais podem ajudar seus pequenos a entenderem melhor seus medos, identificar o que é fantasia e o que é realidade e a buscarem, juntos, as melhores formas para superá-los. Às vezes, só de entender melhor o medo, ele já fica bem menorzinho!”.  

Superproteger a criança com medo não é a melhor opção. Por outro lado, se utilizar dessa fragilidade no momento de repreendê-la por alguma atitude, pode assustá-la ainda mais. O ideal é ser coerente e compreensivo, optando pelo caminho do meio. Uma dica é fazer jogos e brincadeiras que ajudem a enfrentar a situação. Se o medo é de dormir sozinho, por exemplo, torne este momento mais leve e lúdico com brincadeiras e histórias antes de dormir.

Leia também: Ler histórias para dormir aumenta o vínculo entre você e seu bebê

Quando procurar ajuda?

Algumas vezes, os medos comuns da infância podem persistir em maior medida, a ponto de influenciar na vida do seu pequeno. Além disso, algumas crianças ainda podem desenvolver medos específicos e mais difíceis de serem superados, decorrentes de situações traumáticas que tenham vivido, como cair da bicicleta ou ser mordido por um cão, por exemplo. Nesses casos, se as conversas e o apoio dos pais não forem suficientes para que a criança supere seu trauma de infância, é indicado que a família procure a ajuda de um profissional. Segundo Sarah Helena, “a ajuda de um psicólogo pode ser muito útil. Ela é indicada, especialmente, quando o medo estiver gerando sofrimento para o pequeno, atrapalhando seu desenvolvimento, o impedindo de realizar atividades cotidianas e interferindo na rotina familiar.”.

A literatura infantil também pode ajudar!

Já falamos diversas vezes aqui no Blog da Leiturinha como os livros infantis podem ser uma ótima ferramenta para apresentar assuntos complexos para as crianças e também ajudar no diálogo sobre situações difíceis de serem abordadas. Com os medos da infância, não seria diferente, “a literatura sempre pode ajudar, já que os livros dialogam diretamente com o imaginário infantil, trazendo elementos fantasiosos que ajudam a criança a se identificar com seus próprios medos, de forma indireta e sutil” afirma a psicóloga Sarah.

Leia também: Desfralde, alimentação e medo: confira 7 livros infantis que podem ajudar

Dica Leiturinha:

livro-rose-e-o-trem-fantasma

Rose e o trem fantasma

Editora: Roda & Cia
Texto e Ilustrações:  Philip Waechter
Tradução: Hedi Gnadinger

Rose é uma coelha que anda tendo pesadelos com seus maiores medos… Os monstros! Cansada deles, ela resolve procurar um especialista em sonhos que lhe receita um livro maravilhoso! Determinada, Rose vai a um trem fantasma em um parque de diversões e aplica todas suas novas habilidades em combater monstros por lá, superando, assim, seu medo e voltando a ter divertidos sonhos.

Leia mais:

Profile photo of Ana Clara

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, das histórias às poesias. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.