A introspecção na infância

O mundo dos pequenos é dedicado à descoberta e à análise de tudo que os cercam. Se a infância é marcada pela descoberta do mundo, porque existem crianças que se voltam tanto para si mesmas, tornando-se introspectivas? Em grande parte dos casos, a introspecção pode ser uma característica presente desde o início da infância – o pequeno brinca sozinho, faz suas próprias buscas e inventa o seu próprio mundo. Isso não significa problema algum. Os pais devem aprender a respeitar e a conviver bem com essa forma de ser. Assim, ser uma criança introspectiva não dificulta suas habilidades sociais e seus vínculos familiares.

Quando crescemos, perdemos um pouco dessa capacidade de mergulhar em mundos maravilhosos, onde podemos ser fortes gigantes, príncipes e princesas.

mundo de papelEstas são algumas palavras de Jean-Claude R. Alphen, autor do livro infantil O mundo de papel, da  Editora Jujuba. Este título, que foi selecionado pela equipe de curadoria da Leiturinha para compor o kit do clube, conta a história cativante do pequeno Nicolai, um garoto muito quieto que vivia a realidade de uma criança introspectiva.

Nicolai gostava mesmo era de falar em seus desenhos. Desenhava árvores, pessoas, bichos… o que vinha à cabeça, colocava em seu mundo de papel. Isso o fazia sonhar acordado! Por achar Nicolai pouco sociável, os pais se preocupavam e faziam de tudo para ajudá-lo. No entanto, com sua simplicidade, o garotinho acabou mostrando aos pais o quanto era feliz em seu mundo colorido repleto de aventura e imaginação. Esta é uma história delicada e cheia de afetos, que nos convida a enxergar o mundo a partir do olhar da criança.

Leia também: Para não se esquecer da magia das pequenas coisas

Por que a Curadoria da Leiturinha recomenda este livro?

Existem algumas obras que abordam assuntos delicados, como a introspecção, de forma exemplar. O mundo de papel é uma dessas obras e reflete, através de uma atmosfera preenchida com palavras e ilustrações, um mundo intrínseco a Nicolai e a muitos outros pequenos. O que faz desse livro grandioso é sua capacidade de refletir cada detalhe  do mundo composto pela interpretação e pelos desenhos de Nicolai. Além de sensibilizar, este livro cumpre a missão de incitar a reflexão e promover o diálogo sobre temas importantes na infância.

Leia mais:

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha. É leitora compulsiva e apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!