Você já ouviu falar em livros de não ficção?

Seu pequeno gosta de ciência, história e geografia? Então aqui é o lugar dele! Os livros de não ficção contam histórias, fatos ou abordam assuntos do mundo real através da linguagem literária. Algumas histórias grandiosas se encaixam nesse gênero e a percepção que a criança tem e terá da realidade é, diretamente, atravessada pela sua imaginação e fantasia. Por meio de mediações sensíveis, ou seja, do olhar e das palavras de autores e ilustradores, essas histórias possibilitam que os pequenos experienciem e compreendam melhor sua realidade interna e externa.

5 motivos para o gênero não ficção estar presente na biblioteca do seu pequeno

1. Para entender a realidade da criança e apresentar a nossa realidade para ela

Pode ser até mais fácil conversar com uma criança sobre verdades do mundo sem ter que se preocupar com a nossa linguagem. Mas, para conversar com os pequenos, é necessário muito cuidado com o que falamos. Por isso, usar a literatura como recurso na mediação de assuntos densos pode ser uma ótima pedida.

2. Para ajudar a criança a expressar sua infância

Ser criança é fazer parte de um universo único, cheio de imaginação e novidades, por isso, é preciso aproveitar a linguagem desta fase, que inclui os elementos fantasiosos e a visão de mundo da criança, para conversar sobre temáticas universais.

3. Para colocar a criança como protagonista do seu conhecimento

Essa é a melhor forma de transmitir conhecimento de forma acessível à sua compreensão. As palavras e a forma como comunicamos alguns fatos, podem parecer estranhas no universo de uma criança. Por isso, comunicar com ela utilizando sua própria linguagem é a melhor forma de manter um diálogo sobre qualquer assunto.

4. Para ensinar utilizando a linguagem do universo infantil

Os livros de não ficção, normalmente, apresentam uma linguagem bem-humorada e divertida sobre temas relacionados à aprendizagem, tornando assuntos complicados, acessíveis ao mundo infantil. Além disso, o aprendizado é muito mais efetivo quando associado às emoções como o humor, por exemplo.

5. Para refletir sobre questões do mundo

Temas da educação formal, como biologia e história, por exemplo, podem invadir o cotidiano da criança, estimulando uma postura ativa, em que a leitura acontece junto da reflexão sobre o tema, e, às vezes, até mesmo de experimentos e desafios propostos pelo livro, tornando concreto o aprendizado.

Dica Leiturinha:

A Fuga da Ervilha

A fuga da ervilha

Editora: Cortez
Texto: Pedro Seromenho
Ilustrações: Patrícia Figueiredo

Este livro conta a história da ervilha Pea. Ela veio contar como foi parar dentro do corpo de um menino. Ah… coitada de Pea. No sistema digestivo foi uma aventura atrás da outra! Aposto que agora vocês estão curiosos para saber onde Pea foi parar. Basta abrir um livrinho e partir rumo a uma grande aventura pelo corpo humano junto com essa ervilha aventureira!

Leia mais:

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha. É formada em Psicologia, leitora compulsiva e apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!