Conheça a origem do gênero literário e confira as histórias mais famosas

Se por si só os textos têm um grande poder no crescimento das crianças, as fábulas com moral então carregam um compromisso maior ainda. Mais do que simples histórias, esse gênero literário aborda temas cotidianos para transmitir algum ensinamento ou lição para a formação das crianças.

As fábulas de Esopo

A fábula é um gênero que surgiu lá no oriente por um escravo chamado Esopo – e daí a expressão Fábulas de Esopo. As histórias do escravo eram simples e continham um caráter moral bem expressivo, além de contarem com características inusitadas, como a utilização de animais com características humanas – desde trejeitos até pensamentos.

Os modos mais devidos e indevidos de comportamento são abordados em uma perspectiva ética e moral, com o objetivo de enriquecer a formação das crianças como seres humanos. Não deixando, claro, de proporcionar uma leitura prazerosa e divertida para os pequenos.

As fábulas mais famosas

Podemos citar entre algumas das fábulas de Esopo mais conhecidas:

• A Raposa e as Uvas;
• A Lebre e a Tartaruga;
• O Corvo e o Jarro.

Além das fábulas escritas pelo escravo, muitas outras desenvolvidas por outros autores se popularizaram ao longo de tempo, como:

• O Leão, o Lobo e a Raposa;
• A Raposa e o Esquilo;
• A Cigarra e a Formiga.

Moral

Toda fábula tem sua moral, e toda moral tem um ensinamento para a vida dos nossos filhos. Ao escutar a história, a criança aprende uma lição que promove a reflexão para seu cotidiano. Assim, o pequeno pode aplicar o aprendizado em seu dia a dia e, consequentemente, crescer como pessoa ética.

A infância é o momento mais adequado para conhecer as fábulas, pois é nesse momento da vida em que a pessoa formula suas perspectivas e valores.