Sabe aquela história de que, após se tornarem mães, as mulheres têm a sensação de que já não são mais as mesmas? Pois é, a ciência comprovou que isso, realmente, acontece! Uma pesquisa publicada na revista científica Nature Neuroscience apontou que a gravidez provoca alterações no cérebro das mulheres, relacionadas ao instinto materno, podendo durar pelo menos 2 anos.

Os pesquisadores compararam exames do cérebro pré e pós-gravidez de 25 mães de primeira viagem e também analisaram o cérebro de pais, assim como o de homens e mulheres sem filhos. O resultado? Apenas os exames das mamães indicavam alterações cerebrais!

De acordo com os estudos realizados, as mudanças encontradas no cérebro das mamães, envolviam o encolhimento da substância cinzenta (área mais racional) e aumento das áreas irracionais. E mais, quanto maiores as alterações, maior o vínculo entre as mães e seus pequenos. Essas mudanças estão intimamente relacionadas ao instinto materno, aumentando a capacidade de reconhecer as necessidades e o estado emocional do bebê, de decodificar potenciais ameaças à sua saúde e segurança e uma atenção refinada para detectar qualquer perigo à sua cria. Ou seja, o foco é o bebê! Isso explica porque, após o nascimento do pequeno, memorizar e se lembrar de coisas novas pode parecer tão mais difícil…

Informações por Diário Catarinense

Incrível, não é? Além de todas as mudanças no corpo das mães, o cérebro também se adapta para a maternidade! E você? Sentiu alguma mudança após o nascimento do seu pequeno? Compartilhe aqui com a gente!

Leia mais:

Profile photo of Ana Clara

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, das histórias às poesias. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.