O livro de imagem

O livro ilustrado, ora chamado de livro-ilustrado, livro de imagem ou, em Portugal, livro álbum é um segmento antigo de livros com imagem. Entre títulos referência deste gênero literário, podemos destacar Onde vivem os monstros, de Maurice Sendak. Outros nomes nacionais destacam-se: Odilon Moraes, com obras como Pedro e Lua e a Princesinha Medrosa, Eva Furnari e Ângela-Lago. Esta última, uma autora de referência na harmonização de páginas, diagramação, imagem e, por vezes, texto. Sobre o segmento, Ângela trouxe à tona o livro de imagem, ressignificando o campo da produção literária brasileira em suas produções. Desde suas primeiras obras, a autora preconiza o equilíbrio entre ilustração e texto, não deixando de menor importância nenhum dos dois aspectos no livro.

Quem é Ângela Lago e sua importância na Literatura Infantil

Ângela Maria Cardoso Lago nasceu em 1942 em Belo Horizonte, Minas Gerais. E, gradualmente, se tornou uma das maiores escritoras e ilustradoras de Livros Ilustrados no Brasil. Podemos afirmar também – Ângela Lago é poeta. A autora contribuiu para a construção do caminho estreito entre ilustração/imagem e palavra. Nisso, a autora se tornou um nome de referência no segmento livro de imagem no Brasil e, também, no exterior, recebendo diversos prêmios. Ângela também foi indicada em 1990 e 1994 para o Prêmio Hans Christian Andersen – Illustration, International Book Board for Young People, pelo conjunto de obras.

O que é mais importante: a palavra ou a imagem?

A ilustração, muitas vezes, é vista como um complemento da palavra. Quando tratamos do livro ilustrado ou de imagem, palavras e imagens se complementam, sendo indispensável a leitura de uma sem a outra para que a mensagem da obra seja compreendida. A construção de um livro ilustrado passa pela imagem, pela palavra e também pelo livro enquanto objeto. Segundo Ângela Lago:

O ângulo de abertura das folhas modifica a forma como vemos o desenho. Com o movimento da passagem das páginas podemos destacar a composição e o sentido de uma ilustração. Usando a dobra do meio do livro e a curvatura da folha aberta como recurso podemos enfatizar perspectivas, acentuar movimentos, assinalar aspectos da narrativa. O livro de imagem, vale repetir, é um campo de experimentação.

Achei

ACHEI!

Autora e ilustradora: Ângela Lago e Zoé Rios
Editora: RHJ

Este é um livro conceitual. Um poema diferente, que conta com ilustrações bem-humoradas e coloridas, fazendo da palavra – arte. ACHEI! encanta as crianças e impulsiona os pequenos ainda mais no processo de alfabetização. Leia pausadamente junto com a criança. Angela Lago e Zoé Rios, que também participou da construção deste livro, brincam com as imagens e com a estrutura das palavras, por isso, fique atento, vocês encontrarão muitas coisas dentro delas!

Ângela nos deu um depoimento sobre a construção deste livro. Segundo a autora:

Este livro foi feito com uma amiga. Trabalhar com Zoé é uma alegria. Ela une simplicidade ao prazer, ao gosto pelo que faz.  Além disso, viveu muitos anos no meio de crianças como professora e é hoje uma pessoa de extrema competência na área de psicologia e educação. Nós duas acabamos nos divertindo muito e eu torço para que os leitores percebam isso e sorriam conosco.

Leia mais:

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha. É leitora compulsiva e apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!