Você já ouviu falar no termo “toddler”? Esta palavra tem origem no verbo “to toddle”, que significa caminhar de maneira meio desengonçada e sem precisão, e é utilizada para se referir à fase da infância em que as crianças têm entre um e três anos de idade. Ou seja, os pequenos não são mais bebês de colo mas, ainda não são tão independentes, também.

Principais características dessa fase

Nessa faixa etária, os pequenos começam a descobrir e a explorar o mundo com as próprias pernas e, por esse motivo, uma das principais características é a curiosidade. Tudo é novo e interessante. Tudo pode ser explorado, desde uma estante de livros ou um cesto de roupas, até os utensílios da cozinha. Por conta disso, essa fase exige dos pais muita energia e paciência. É essencial que estejam sempre por perto, acompanhando e supervisionando seus pequenos, pois qualquer descuido pode ocasionar desastrosas consequências. Afinal, os toddlers são “ligados no 220” e ainda não têm muita noção do perigo e, ai, se forem contrariados!

Outro traço bem característico nessa idade é ser muito explosivo. O pequeno começa a entender que o mundo não gira ao seu redor e, como ainda não sabe lidar muito bem com suas emoções, acaba reagindo de forma exagerada quando se sente contrariado ou frustrado. Quem nunca ouviu falar sobre os terríveis dois anos? Pois é, essa fase é marcada por aquelas brigas e birras, aparentemente, sem motivo. Novamente, os pais precisam ter paciência e controle da situação. Por mais cansados que estejam, é necessário que tenham calma nos momentos de explosão dos pequenos. Claro, não é preciso deixar a autoridade de lado. Pelo contrário, impor limites é fundamental para o desenvolvimento e a formação de caráter da criança. Mas é muito importante entender que todo mundo passa por essa fase, inclusive, você mesmo já passou, embora não se recorde.

Nessa idade, as crianças começam a compreender as regras do convívio social e isso pode causar decepções e frustrações, mas com o tempo e com ajuda, elas começarão a entender como as coisas funcionam. Se colocar no lugar dos filhos é uma boa opção para resolver os possíveis conflitos. Entender que essas atitudes fazem parte do processo de amadurecimento e buscar a melhor maneira de resolver uma briga é importantíssimo para que os pequenos se desenvolvam de forma sadia. Por mais que, na maioria das vezes, seja difícil manter a calma, lembre-se que gritar de volta não irá resolver o problema.

A verdade é que ter um toddler em casa não é nada fácil. É complicado e muito cansativo, mas é uma fase deliciosa em que os pequenos são interessados e aprendem com muita facilidade. Portanto, tenha calma e aproveite todas as delícias dessa idade, pois como tudo na vida, essa fase vai passar e, claro, vai deixar saudades!

E você? Está passando por isso? Tem um toddler em casa? Compartilhe aqui com a gente suas experiências nessa fase tão complicada e gostosa!

Leia mais:

Profile photo of Ana Clara

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, das histórias às poesias. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.