Prêmio Reclame Aqui

A literatura ajudando os pequenos a lidar com seus medos

por | dez 22, 2017 | 0 Comentários

Na medida que o tempo passa, os pequenos crescem e com eles, também crescem os medos. O motivo do choro a noite muda: o que era uma dor de barriga, agora passa a ser um pesadelo ou a insegurança de um ambiente muito escuro. Na realidade, quando na dose certa, o medo pode ser um aliado. Ele nos alerta para uma situação de perigo ou sobre algum risco que estamos correndo. Por isso, é importante para nós, adultos, compreendermos que o medo é uma das emoções primárias e naturais. Todos nós sentimos medo e isso não é nenhuma patologia, ou seja, não significa nada fora do comum. Mas, quando ele passa a representar sofrimento para quem o sente, o primeiro passo é partir para o diálogo. Caso a idade ainda seja uma limitação para que isso aconteça, a melhor forma de ajudar o pequeno a lidar com seus medos é procurando a ajuda de um profissional.

Como lidar com o medo das crianças?

O acolhimento é muito importante nesse momento. Compreender a origem desse medo é fundamental para combatê-lo. Observe quando ele se manifesta, se vem através de um pesadelo, de uma presença ou de um comportamento. Podemos dizer que uma das principais causas do medo na infância, é a inexistência do limite entre realidade e fantasia.

Na cabeça dos pequenos, o real e o imaginário ainda se misturam. Por isso, precisamos ser cuidadosos quando dizemos que seres que permeiam as crenças deles, não existem. Para nós, é claro que alguns elementos como monstros ou bichos sinistros não existem, mas, para os pequenos, até certa idade, isso ainda é muito vago.

O medo em excesso não protege e nem é benéfico. Ele precisa ser olhado com cuidado e atenção. Dizer que um monstro não existe não ajuda, muito menos irá aliviar o temor do pequeno. A melhor coisa a se fazer neste momento é demonstrar solidariedade e compreensão em relação ao medo do pequeno e afirmar que ele está seguro e que pode contar com você.

Dica Leiturinha:

A literatura também funciona como um apoio neste momento. Ela reflete a imaginação da criança e acessa sua fantasia de forma positiva, de modo que pode alterar distorções da realidade que geram o medo. Nossa Equipe de Curadoria selecionou um livro, para compor o Kit Leiturinha, que auxilia de forma positiva no diálogo sobre o medo com os pequenos. Confira:

Quem-vem-la

Quem vem lá?

Autora: Renata Fernandes
Editora:  Letra A Editora

Em uma tarde tranquila no parque florestal, o silêncio foi interrompido pela correria do pequeno Asdrúbal…”Socorrooo… Socorro… lá vem o monstrooo…” e assim foi uma confusão só. Todos da floresta ficaram com muito medo do tal monstro que assustava tanto o Asdrubal. Será que era mesmo um grande monstro?

Este livro representa o medo dos animais, mas, será que os animais têm medos bobos? Se podemos compreender o porquê de um ratinho sentir medo de um gato, podemos também entender os medos e sentimentos de outras pessoas, mesmo que para nós eles pareçam sem importância.

Leia mais:

Escrito por Caroline Lara
Líder da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *