Como ajudar seu pequeno a enfrentar os medos

por | ago 12, 2014 | 1 Comentário

Como ajudar seu pequeno a enfrentar seu medo? Lidar e entender seus temores? O que fazer em situações angustiantes?

Por Fernanda Veiga | Leiturinha.

O medo é normal, todos nós o temos, faz parte de nossa existência. Ele ativa os sinais de alerta em nosso corpo diante situações perigosas. É na infância que se detecta o medo que vai se aflorando de maneira mais intensa, à medida que a criança cresce.

O difícil é saber como agir com os temores que surgem desde os primeiros anos de vida. Para isso, os pais devem identificar qual o limite entre o medo normal e o medo exagerado. Segundo a psicóloga, palestrante e consultora Maria Tereza Maldonato, o ideal é buscar o equilíbrio, ou seja, a falta do medo expõe a criança a um mundo de riscos e o excesso dele acaba fazendo com que ela se feche diante do mundo.

O que se espera é que a criança aprenda a dominar seus temores e não seja dominada por eles. Essa é a tarefa dos pais: estar atentos aos sinais demonstrados pelos seus filhos, sabendo conversar sobre o que lhes causam pavor. Instigar sua fala é importante para a expressão oral da criança, mas devem lembrar-se que nem sempre ela se expressa através da fala.

O medo excessivo pode causar sintomas como, dor de barriga, palpitação, náuseas, descontrole para fazer xixi, deixando a criança totalmente fora da sua normalidade. Situações do cotidiano da criança, tais como, a escola, a ida ao médico, tomar vacina, entre outras, podem favorecer o surgimento do medo. É importante que os pais saibam a origem do medo e como lidar com ele, para melhor ajudá-la na superação deste sentimento.

Saiba um pouco mais sobre como lidar com o medo de seu pequeno:

  • Nunca use o medo da criança como meio de autoridade, de poder sobre ela. Nunca deixe-a sozinha em lugares escuros. Isso acentuará mais os seus temores. São atitudes que não ajudarão seu pequeno a enfrentar seus medos;
  • Quando a criança for para ambientes que não são familiares, como a escola, casa de algum amigo, ou no próprio médico, deixe que ela escolha algum objeto familiar para acompanhá-la. Isso lhe dará mais segurança, pois afinal terá algo que compartilha com a família;
  • Use estratégias para distraí-lo do seu medo, conversando sobre isto com naturalidade e sem exageros;
  • Fale a verdade sobre os medos reais. A mentira não ajudará a enfrentar seus temores, ele precisa construir noções dos perigos reais.

Que tal um livro para ajudar os pequenos a superar o medo? Nós preparamos aqui uma dica de leitura especial com a ilustre participação do monstro do armário. É uma leitura leve e bastante descontraída para vocês lerem juntos. Boa Leiturinha!

Categorias:
0 - 3 | 4 - 6 | Comportamento | Criança | Idade
Escrito por Fernanda Veiga
É a pedagoga responsável pela escolha do primeiro livro da Leiturinha. Hoje, 4 anos depois, prepara com muito carinho as coleções de livros da nossa loja e aguarda a chegada de sua pequena Helena.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

1 Comentário

  1. Avatar

    Bem interessante,esclarecedor!
    É bastante difícil administrar p medo dos filhos, o instinto é protegê-los e as vezes esquecemos a orientação!

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *