Ô de cima: A importância da coletividade em tempos de isolamento

por | jul 3, 2020 | 0 Comentários

Imagine só se um dia, as pessoas se isolassem em suas casas, morando a uma distância segura um do outro, e só se comunicassem por mensagens, sem se verem, sem se falarem ou se tocarem. Essa situação soa familiar? Neste momento de quarentena e distanciamento social, a história “Ô de Cima” cai como uma luva. Essa história convida as crianças a repensarem a importância da coletividade e da convivência.  

“Ô de cima”

A história da ilustradora suíça Popy Matigot, foi publicada em 2019. Ela não tem relação direta com a pandemia que se espalhou pelo mundo neste ano. O livro conta, na verdade, que os moradores da vila “Ô de Cima” escolheram se isolar por vontade própria em suas casas. Os motivos também são diferentes dos nossos e bem intrigantes. Eles não queriam ter que lidar com os jeitos e manias uns dos outros. Os barulhos, as conversas dos vizinhos, os hábitos esquisitos, enfim, aceitar as humanidades estava fora de questão! 

É nesse cenário tão segregado que um menino esperto e brincalhão, o Piu, aparece e se destaca. Ele vira o garoto de recados da Vila, subindo de casinha em casinha para fazer a comunicação entre os vizinhos. Até o momento em que ele começa a brincar com a sua tarefa, como toda criança, e cria uma enorme confusão. 

A importância da convivência é o tema principal 

As crianças percebem logo de cara que esse é o tema principal. Mas, para além do texto, vale prestar atenção ao que acontece nas imagens. As “casas-poleiros”, que parecem tão organizadas e funcionais no início, dão lugar a um caos. É um sobe e desce de escadas, um vaivém de recados, gritos de um lado e de outro. Tudo isso em uma tentativa frustrada de comunicação entre as pessoas. Se por um lado é uma bagunça engraçada, por outro é comovente perceber que a vida não é possível sem as nossas trocas e sem a inclusão uns dos outros.

Um livro que ensina a valorizar as pessoas e as particularidades

É Piu que, com uma de suas ideias maluquinhas, encontra a solução para o problema. Quando os moradores de “Ô de Cima” finalmente se reencontram ao vivo (não para discutirem, mas para se ouvirem e se conhecerem melhor) nós, os leitores, respiramos aliviados. Isso porque nós também estamos ansiosos pelo dia em que poderemos voltar às ruas. Para poder reencontrar nossos amigos, dar as mãos e voltar a viver em comunidade. 

Quem sabe, depois dessa reflexão, a gente traga um novo olhar para as relações. Valorizando as particularidades de cada pessoa e admirando, até mesmo, as suas manias!

Para receber livros incríveis como esse e incentivar a leitura em sua casa desde cedo, faça parte do Clube Leiturinha!

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

A importância de escutar as crianças

A importância de escutar as crianças

Que as crianças se manifestam o tempo todo, nós já sabemos. Porém, este tema se amplia e os olhares se voltam para a maneira e situações em que os adultos se dedicam a ouvir tais manifestações. E acredite, escutar as crianças vai muito além de emprestar os ouvidos....

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *