As crianças, no processo de amadurecimento cognitivo, absorvem muitas informações diariamente – não apenas na escola, mas também nos momentos de aprendizado e diversão dentro de casa. Nesse ponto, é muito importante que elas tenham uma experiência agradável, lúdica e sempre variada durante toda sua formação intelectual, tanto na fase de alfabetização infantil quanto depois dela.

Para isso, existem formas muito simples de unir o aprendizado a momentos de diversão e lazer: é o caso da produção de brinquedos com sucata, cujas vantagens vão além do aproveitamento de materiais que você já tem em casa e certamente seriam descartados. Com eles, as crianças podem aprender bastante, com a vantagem de aplicar o conhecimento adquirido na escola ou em casa.

Reciclagem com brinquedos feitos de sucata

A principal razão pela qual é feita essa atividade é ensinar os filhos a reciclar, ou seja, como reutilizar materiais que, à primeira vista, são descartáveis. Brinquedos de garrafa pet ou de papelão podem mostrar a eles o real valor de um material reciclado e a capacidade de transformação das coisas. Além disso, seja no ambiente escolar, seja no familiar, enquanto são criados os mais diversos brinquedos pelas crianças, é possível ensiná-las sobre o descarte correto de lixo e os problemas que ele causa na natureza, sempre com uma linguagem apropriada para a idade de cada uma delas.

As crianças, a partir daí, verão uma oportunidade nova de brincadeira sempre que se depararem com materiais recicláveis. O mais importante é que, aos poucos, elas conquistarão uma consciência ambiental, essencial para o dia a dia e para a formação do seu papel de cidadão. Uma dica é encaixar na rotina da família um momento de criação, em que as crianças montem e personalizem seus próprios brinquedos.

Compartilhando brinquedos de sucata

Além do reaproveitamento de lixo, outro ponto imprescindível quando se pensa em brinquedos com material reciclado é a ideia de viver com o essencial, isto é, de doar aquilo de que não necessitamos. Ao produzirem seus próprios brinquedos, as crianças podem doar aqueles que utilizam menos, tanto os comprados prontos quanto os feitos por elas – e assim entender melhor sobre a sociedade como um todo e sobre o ciclo maravilhoso que envolve a doação. O mais importante é que elas comecem com brinquedos, mas que levem para a vida essa associação. Que tal reservar um dia do ano para elas separem o que não costumam usar para doação?

Se pensarmos nas diferentes atividades de alfabetização e no amadurecimento intelectual dos pequenos, os brinquedos de material reciclado podem ajudá-los de diversas formas, já que, por meio desses objetos lúdicos, é possível construir uma maneira de as crianças aprenderem de forma divertida, tanto sobre o conteúdo regular ensinado nas escolas, quanto sobre o conhecimento que o mundo exige.