Além da escola, outra grande responsável pela educação e alfabetização de uma criança é sua família. Tornar o ambiente familiar em uma escola divertida e, sobretudo, com o amor dos pais, é uma boa pedida para desenvolver o gosto do pequeno em aprender.

Entre 2 e 3 anos de idade as crianças já são capazes de reconhecer algumas palavras do alfabeto, e entre 4 e 5 boa parte delas já são compreendidas e faladas. A ajuda de livros ilustrados de história infantil, brinquedos educativos e outros métodos interativos podem ser grandes aliados na fase de alfabetização, assim como é o caso das canções infantis.

Nesse processo de aprendizado, é extremamente importante promover atividades diferenciadas para atrair e agradar a criança. Assim como ouvir histórias, a música tem um grande papel na alfabetização, pois desperta os mais diversos sentimentos e emoções, sobretudo os positivos.

A estrutura da música infantil educativa é basicamente a mesma na maioria dos casos e é baseada em uma didática de memorização e, principalmente, aprendizado. As rimas e as repetições são as grandes responsáveis, pois a criança aprende a cantar e memorizar as vogais e consoantes gradualmente.

Isso se reflete também na comunicação do pequeno que, com a cantoria, desenvolve suas habilidades de fala, além de compreender melhor o significado das coisas.

Tudo isso é trabalhado de maneira agradável, com ritmos atrativos e empolgantes. Autoestima, criatividade e concentração são outros benefícios da música – todo tipo dela!

Variedade

Uma das vantagens desse método é que os pais podem variar sempre que quiserem. Há um acervo grande de músicas infantis educativas, das mais agitadas às mais relaxantes – que ainda podem contribuir com o sono do pequeno.

Em grandes mídias sociais, como o Youtube e Facebook, é possível encontrar canais e páginas com diversas canções infantis.

Mobilidade

Outro grande ponto: as canções podem ser tocadas dentro de casa, no carro, no parque – enfim, nos mais variados lugares. Essa atividade é uma boa alternativa para desenvolver mais rapidamente as habilidades da criança com o alfabeto, visto que a fixação será maior. Quanto mais frequente, maior a capacitação da criança em raciocinar e aprender o alfabeto.

Introduzir a música na rotina da criança vai se refletir não só na praticidade em alfabetizar-se, mas também em despertar sua sensibilização e criatividade, além de aguçar seu gosto musical desde cedo.