Você conhece a verdadeira história dos Três Porquinhos?

por | dez 5, 2019 | 1 Comentário

Bruxas, lobos, madrastas, caçadores… Os vilões marcam presença nos contos clássicos da literatura infantil. É o caso das bruxas más nas histórias das princesas e do Lobo Mau dos Três Porquinhos. Mas, mesmo sendo tão importantes, sabe-se muito pouco sobre eles. No geral, sabemos apenas o que eles fizeram: derrubar algumas casas, envenenar algumas maçãs e por aí vai… Mas, afinal, por que esses vilões são autores de tantas maldades? O que está por trás de seus planos malignos? Qual seria a verdadeira história dos Três Porquinhos, por exemplo?

Com a palavra, o Lobo Mau! 

Por que o lobo derrubou a casa dos Três Porquinhos ou tentou enganar a Chapeuzinho Vermelho? Será que só a fome explica tudo isso? Parece que faltam algumas peças e explicações nessa história. E para responder a essas perguntas ninguém melhor do que o próprio Lobo Mau!

Chegou a hora de conhecer a verdadeira história dos Três Porquinhos… 

Finalmente um escritor atento parou para ouvir (criar!) a história do tão famoso Lobo Mau. De autoria dos norte-americanos Jon Scieszka e Lane Smith, o livro A Verdadeira História dos Três Porquinhos!, publicado pela Companhia das Letrinhas e selecionado para os Leitores Iniciantes da Leiturinha, conta a história de Alexandre T. Lobo.  Alex, como prefere ser chamado, apresenta aos leitores o que ele chama de a verdadeira história dos três porquinhos. Tudo começou por causa de uma xícara de açúcar e uma crise de espirros… 

Alex arrisca dizer que sua fama de mau está relacionada à sua alimentação envolver alguns bichinhos fofinhos, como coelhinhos e porquinhos. Mas afirma: esse é apenas o seu jeito de ser. Afinal,  “se os cheeseburgers fossem uma gracinha todos iam achar que você é mau”. 

No final da história, os pequenos leitores acabam percebendo que o Lobo e os porquinhos não são assim tão diferentes. Cada um tinha a sua motivação. O Lobo queria apenas fazer um bolo de aniversário para a sua querida vovozinha. Se nesse meio tempo, algum presunto, ou melhor porquinho, deu sopa, foi um azar (ou sorte?) do destino. 

 

A importância de outras perspectivas 

Assim como na vida, na literatura uma única versão de uma história também tem seus perigos. Um deles é desestimular a criatividade dos leitores, afinal, se existe uma só história, não há espaço para outros olhares. Dessa maneira, a história de Alex, o Lobo, apresenta aos pequenos a importância de buscar e construir outras perspectivas sobre algo. Essa atitude contribui para desconstruir estereótipos e estimular cidadãos cada vez mais empáticos

Essa é uma ótima oportunidade para você e seu pequeno se perguntarem sobre outros vilões. Qual será a versão do Lobo Mau da Chapeuzinho Vermelho? E da bruxa de João e Maria? Se por acaso descobrirem algo sobre a história desses vilões compartilhem aqui com a gente! 

Para receber a seleção dos melhores livros infantis todo mês em sua casa, faça parte da nossa Família de Leitores. Escolha o plano ideal para vocês na Leiturinha!

Escrito por Juliana Freitas
Formada em Psicologia, é apaixonada pela ciência e pelas artes literárias. Estuda o encontro entre a criança e o livro, a criança e o psicólogo e a criança e o mundo.
Relacionados
Empedramento dos seios: o que fazer?

Empedramento dos seios: o que fazer?

Quem é mãe com certeza sabe o que é ter preocupações e incertezas, desde a gestação. Primeiro as dúvidas sobre o nascimento do bebê. Depois, com o recém-nascido, vêm os problemas de amamentação. Empedramento dos seios e outras dificuldades surgem no desenvolvimento...

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Quando penso em uma pessoa distraída logo me vêm à mente a imagem de alguém desatento. Alguém  que não consegue prestar atenção por muito tempo, que afasta o pensamento com facilidade e perde o foco facilmente com coisas que estão ao seu redor. Você conhece alguém...

Empedramento dos seios: o que fazer?

Empedramento dos seios: o que fazer?

Quem é mãe com certeza sabe o que é ter preocupações e incertezas, desde a gestação. Primeiro as dúvidas sobre o nascimento do bebê. Depois, com o recém-nascido, vêm os problemas de amamentação. Empedramento dos seios e outras dificuldades surgem no desenvolvimento...

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Quando penso em uma pessoa distraída logo me vêm à mente a imagem de alguém desatento. Alguém  que não consegue prestar atenção por muito tempo, que afasta o pensamento com facilidade e perde o foco facilmente com coisas que estão ao seu redor. Você conhece alguém...

1 Comentário

  1. Avatar

    Nós amamos a historia, e muito divertida e nos leva a ver o conto de outro jeito !

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *