Os primeiros meses de vida daquele serzinho pequenino passam vagarosos, enquanto são presente. Mas, assim que viram passado, nos damos conta da rapidez em que apareceram os primeiros sorrisos, resmungos e interações.

É chegada a hora do primeiro desapego. Aquele ninho que se forma quando o bebê está no colo, precisa se desfazer por alguns momentos, pois a volta ao trabalho está próxima.

Por um lado, é um alívio e isso é inegável. Por mais que amemos a convivência com o pequeno, nossa mente anseia por novos ares. O trabalho passa a ser um momento de descanso. Passamos tanto tempo dedicadas à tarefa de criar um ser humano, que é reconfortante um instante em prol de qualquer outra coisa.

É a hora em que voltamos a nos ver como mulher, além de mãe. É a oportunidade de brilharmos, de nos destacarmos e levarmos o cuidado que foi aprendido para o ambiente de trabalho.

Por outro lado, surge a insegurança e o receio em se afastar da cria, afinal, quem cuidaria dela tão bem quanto nós?

Tantos momentos juntinhos, por tanto tempo como um só ser, que a dor da separação quase transpassa o emocional para o físico. O corpo todo precisa se adaptar à nova rotina e, por isso, é importante estar ciente que como toda adaptação, é um momento delicado.

É muito comum, durante o trabalho, captar no ar o choro do bebê, o chamado choro fantasma. Além disso, para quem amamenta, os seios podem ficar tão cheios a ponto de vazar leite.

São as dores do parto que tendem a se normalizar e virar rotina.

Com o tempo, tanto nós, quanto a cria, aprendemos que, ao fim do dia, é nos braços um do outro que nos encontramos.

Dicas para uma volta ao trabalho mais tranquila para mamãe e bebê

Se você ou alguém que você conhece, está se preparando para esse momento, aqui vão algumas dicas importantes:

Crie um período de adaptação

Para se sentir mais confiante e amenizar um pouco a preocupação, algumas semanas antes de retornar ao trabalho, você pode deixar seu pequeno em curtos períodos de adaptação com o cuidador. Será bom para todos, pois tanto você quanto o pequeno e o cuidador estarão habituados à nova rotina.

Estoque o leite materno

Se você amamenta, saiba que não é necessário interromper a amamentação antes da hora! Você pode tirar o leite durante o intervalo e deixar congelado para oferecer depois ao seu pequeno. Não é necessário complementar com leite artificial, se você estiver conseguindo tirar leite suficiente, e a sua produção não diminui tanto!

Não se culpe

Não há nada de errado em dedicar-se a outros compromissos. Ao tornar-se mãe, você não deixa de ser uma mulher, de ter uma vida e um espaço seu, e só seu. Jamais deixe de correr atrás dos seus sonhos e de suas vontades. Não deixe que te convençam que seu pequeno interrompeu seus sonhos e caminhos, pelo contrário, lute por seus ideais, pois garanto que sua cria terá muito orgulho de você!

Boa sorte nessa nova etapa!

Leia também:

Profile photo of Victória Silveira

Sou Victória Silveira, escrevo como convidada para o Blog da Leiturinha e, no amanhecer dos meus 19 anos, acabei por me reconhecer como escritora, amante das Artes e mãe da Helena.