Que criança não gostaria de passear pelo mundo dos jogos? Brincadeiras, desafios e todo tipo de diversão fazem parte disso. Inclusive, foi tudo isso que a turminha de PlayKids Explorer encontrou por lá no Tema Jogos.

Para além de toda diversão, jogos e videogames (ou jogos eletrônicos) são uma fonte interessante de curiosidades e, até mesmo, insights legais sobre o desenvolvimento e os sonhos dos pequenos. Vamos conhecer algumas?

Confira 6 curiosidades sobre o mundo dos jogos:

1. Videogames não são muito diferentes de outras brincadeiras

É muito comum encontrar gente que diz que videogames fazem mal para as crianças. Também não é raro ouvir pessoas defendendo que são benéficos. Porém, estudos recentes indicam, para a frustração de muitos, que videogames não são muito diferentes de qualquer outra brincadeira imaginativa (como bonequinhos, por exemplo). Entretanto, vale um aviso: o tempo considerado saudável para uma criança passar no videogame é no máximo 1/3 do seu tempo livre.

2. O primeiro jogo competitivo

Hoje, alguns dos jogos mais populares do mundo são competitivos, isto é, os jogadores se desafiam entre si. O primeiro jogo eletrônico que permitiu isso se chamava Tennis for Two (Tênis para dois) e sua história é curiosa. Originalmente um equipamento militar para medir a trajetória de projéteis, o físico William Higinbotham achou que podia brincar com isso de outra maneira. Assim, apresentou seu simulador de tênis na exibição anual do laboratório em que trabalhava. Claramente foi a atração mais popular dessa exibição de 1958.

3. Space Invaders e as moedas no Japão

Você já ouviu a lenda urbana de que o Japão ficou sem moedas quando Space Invaders foi lançado? A teoria é que o jogo era tão popular que todas as moedas foram parar nas máquinas de fliperama. Apesar de ter sido muito popular mesmo (a ponto de toda cafeteria e restaurante ter um Space Invaders disponível), a falta de moedas foi apenas uma decisão do governo japonês para reduzir gastos.

4. Pac Man é realmente inspirado em uma Pizza

Todo mundo já percebeu que a figura do Pac Man, o Come-come, se parece com uma pizza sem um pedaço. No entanto, o que pouca gente sabe é que ele realmente foi inspirado nisso. O designer Toru Iwatani conta que durante a produção do jogo, estavam com dificuldades para criar o personagem principal. A grande ideia veio exatamente durante um jantar em que todos estavam comendo pizza e Iwatani olhou para a forma redonda com “boquinha” na mesa.

5. A história do chapéu do Mario

Mario é um dos personagens mais conhecidos dos videogames. Curiosamente, sua primeira aparição não é em um jogo com seu nome. Aliás, Mario nem tinha nome nessa época; era apenas Jumpman (homem-pulo) no jogo Donkey Kong de 1981. Seu chapéu, hoje uma de suas marcas registradas, foi criado para simplificar o personagem, já que animar seu cabelo consumiria memória que o jogo não possuía.

6. Existem muitos profissionais de videogame hoje

É bastante comum que, em algum momento, crianças que gostam de games decidam que querem trabalhar com isso quando crescerem. Esse campo de trabalho hoje vai bem além dos jogadores profissionais e se tornou uma verdadeira indústria. Por exemplo, na produção de jogos, que se assemelha a trabalhar com cinema, existem carreiras de animadores, programadores, roteiristas até profissionais de comunicação. Já na parte dos esportes eletrônicos, é uma indústria parecida com a dos esportes, com técnicos, patrocinadores, organizadores de evento, comentadores…

Quer fazer parte dessa aventura que é o Playkids Explorer? Assine agora mesmo!

Confira os temas de outras aventuras de Mu, Moscovis e cia.:

China
Paris
Índia
Savana

Profile photo of Leo Amaral

Midiálogo que ama livros, músicas e desenhos animados. Acredita que a curiosidade é fundamental e deve estar presente em todas as épocas da vida e que quando a tecnologia e a educação se encontram o aprendizado pode ficar ainda mais divertido.