Aniversário da Leiturinha, os melhores descontos pra incentivar a leitura infantil. Vem pro Clube! Assine agora

Como se informar em tempos de Coronavírus?

por | mar 19, 2020 | 0 Comentários

Nas últimas semanas, temos visto uma avalanche de notícias sobre o avanço do novo Coronavírus no Brasil. Embora o grupo de risco seja restrito, o alto nível de transmissão do vírus traz preocupações e exige medidas preventivas por parte de todos nós. Isso, unido ao mundo conectado em que vivemos, em que somos bombardeados por informações a todo momento, causa um sentimento de medo e incerteza perante a crise. Por isso, mais do que nunca, é fundamental que estejamos atentos na hora de nos informar sobre o que está acontecendo para que fake news sobre Coronavírus não prejudiquem ações preventivas necessárias ou instaurem um sentimento de pânico geral. 

Mas, afinal, como se informar em tempos de crise?

Em primeiro lugar, busque informações em sites oficiais e confiáveis

Portais como da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde e secretarias do estado e município são os melhores lugares para buscar informações oficiais. Buscar páginas e sites de outras fontes confiáveis, especialistas e pesquisadores sobre o assunto também é uma forma de evitar informações equivocadas e boatos. 

Na dúvida, cheque!

Se, ainda assim, você viu algo em um site ou programa e ficou na dúvida, cheque! Busque sites oficiais para validar informações que chegam até você e lembre-se: se não tem certeza, não passe adiante.

Não compartilhe conteúdos sem fonte

Em tempos de crise, é comum nos desesperar e compartilhar informações o quanto antes na ânsia de ajudar. Mas é importante ressaltar que uma informação errada ou boato podem, ao invés de ajudar, causar sérias consequências. Por isso, antes de compartilhar uma informação em sua rede social ou com amigos e familiares, tenha certeza dela. Também evite passar adiante informações sem fonte ou autoria. Nesses casos, a desconfiança é nossa maior aliada!

Filtre as informações e dê um tempo para sua cabeça

Sabemos que é difícil pensar em outra coisa nos últimos dias, mas tente não se consumir com tanta informação. Estar bem informado é fundamental para garantir a sua segurança e a segurança de todos nós, mas se permita desligar um pouco também. O excesso de informações pode acabar gerando um sentimento de pânico. Por isso, após buscar informações de confiança e qualidade, desligue um pouco a televisão e o celular e se permita descansar e curtir o tempo com aqueles que você ama (com segurança e cuidados necessários sempre, claro). 

Leia também: 

Categorias:
Família
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
E-book exclusivo Leiturinha
Relacionados
Bater não é educar! Vamos questionar nossas atitudes?

Bater não é educar! Vamos questionar nossas atitudes?

Dia 04 de junho é o Dia Internacional das Crianças Vítimas de Agressão. A data, proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU), chama a atenção de todo o mundo para a dor sofrida pelas crianças vítimas de abusos físicos, mentais e emocionais. Por isso, pensando...

Adotar uma criança é escolher ter um filho

Adotar uma criança é escolher ter um filho

Você sabia que 25 de maio é o Dia Nacional da Adoção? Instituída em 2002, essa data é uma excelente oportunidade para falar sobre adotar uma criança. Afinal, qual a diferença entre gestar ou adotar? Ou, então, quais são os mitos que ainda existem sobre a adoção? Se...

Ser dinda é ser mãe do coração

Ser dinda é ser mãe do coração

Você é dinda(o)? Ou, então, já escolheu a madrinha ou padrinho da sua criança? Pois saiba que essa é uma posição mais do que privilegiada na vida dos pequenos e pequenas! Por isso, ser escolhida(o) para ser dinda ou dindo talvez seja um dos momentos mais incríveis da...

Bater não é educar! Vamos questionar nossas atitudes?

Bater não é educar! Vamos questionar nossas atitudes?

Dia 04 de junho é o Dia Internacional das Crianças Vítimas de Agressão. A data, proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU), chama a atenção de todo o mundo para a dor sofrida pelas crianças vítimas de abusos físicos, mentais e emocionais. Por isso, pensando...

Adotar uma criança é escolher ter um filho

Adotar uma criança é escolher ter um filho

Você sabia que 25 de maio é o Dia Nacional da Adoção? Instituída em 2002, essa data é uma excelente oportunidade para falar sobre adotar uma criança. Afinal, qual a diferença entre gestar ou adotar? Ou, então, quais são os mitos que ainda existem sobre a adoção? Se...

Ser dinda é ser mãe do coração

Ser dinda é ser mãe do coração

Você é dinda(o)? Ou, então, já escolheu a madrinha ou padrinho da sua criança? Pois saiba que essa é uma posição mais do que privilegiada na vida dos pequenos e pequenas! Por isso, ser escolhida(o) para ser dinda ou dindo talvez seja um dos momentos mais incríveis da...

9 maneiras simples de fortalecer os laços da família

9 maneiras simples de fortalecer os laços da família

Criar e fortalecer os laços de afeto entre os membros da família é fundamental para o desenvolvimento infantil. Afinal, esses vínculos reforçam sentimentos positivos e contribuem para a criação de memórias inesquecíveis, que fazem com que as crianças se sintam mais...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book gratuito! Vamos falar de conscientização ambiental com as crianças?

Descubra a importância do tema e o papel da literatura nessa jornada!

Boa leitura!