Conselhos de avós que deveríamos passar aos nossos pequenos

por | dez 27, 2018 | 0 Comentários

Conselhos de avó têm um valor enorme! Não é à toa que diversas culturas consideram pessoas mais velhas e sábias como referência para os mais jovens. Segundo o neuropsicólogo Elkhonon Goldberg, a sabedoria atinge seu auge na velhice. E aí nos lembramos daqueles conselhos e frases que nossos avós costumavam nos falar e que não demos tanta importância. Relembramos alguns conselhos passados pelas gerações dos nossos avós e mostramos como eles podem ser realmente válidos em nosso dia a dia com as crianças. Confira 4 conselhos de avós que servem para os pequenos:

1. O mundo não vai acabar hoje

Uma clara mensagem que muitas vezes custamos a entender. Mas a verdade é que muitas vezes damos importância e urgência para situações ou coisas que não valem tanta dedicação. Seguir esse conselho na correria do dia a dia pode parecer inviável, mas tente o exercício: o que vai acontecer se eu deixar de fazer isso hoje e fizer amanhã ou depois? Se a resposta for algo como “nada” ou “pouco”, talvez não seja um problema relaxar e fazer depois. Ensine isso para seu pequeno desde cedo, mostre que é importante saber esperar e que ter paciência é uma virtude que irá acompanhá-lo pela vida.

2. Tudo na vida passa

São tantas as situações para as quais essa frase cairia como uma luva… Como quando a criança cai e fica com um ralado no braço e sente que aquela dor não passará; ou quando ela fica frustrada por não ter ganhado o presente que queria no Natal

3. Sai da frente da TV e vai ver o céu

Seja da TV, tablet ou celular, ficar tanto tempo em frente às telas é um hábito que deveríamos repensar em nossas famílias. Igualmente, devemos prestar atenção à mesma coisa com as crianças. Vocês podem começar limitando o tempo de uso de celulares e tablets para pais e filhos. Que tal criar uma rotina de passeios, mesmo que pelo bairro, ou de brincadeiras fora de casa?

4. Comer cenoura faz bem para os olhos

Assim como outros legumes e frutas de cor alaranjada, a cenoura tem betacaroteno que se converte em vitamina A e contribui para a retina e outras partes dos olhos. Ou seja, há bastante fundamento científico nessa típica frase de avós. Portanto, mais uma boa lição a ser passada para as próximas gerações.

Leia também: 

Categorias:
Família | Parentalidade
Escrito por Leo Amaral
Midiálogo que ama livros, músicas e desenhos animados. Acredita que a curiosidade é fundamental e deve estar presente em todas as épocas da vida e que quando a tecnologia e a educação se encontram o aprendizado pode ficar ainda mais divertido.
Relacionados
4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

14 brincadeiras para fazer dentro de casa

14 brincadeiras para fazer dentro de casa

Quem tem criança pequena em casa sabe que os pequeninos são ligados 220. Se tem uma coisa que não falta é energia para criar, correr e brincar o tempo todo! Os pais até que tentam, mas nem sempre é fácil acompanhar o ritmo dos pequenos, principalmente em tempos de...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

14 brincadeiras para fazer dentro de casa

14 brincadeiras para fazer dentro de casa

Quem tem criança pequena em casa sabe que os pequeninos são ligados 220. Se tem uma coisa que não falta é energia para criar, correr e brincar o tempo todo! Os pais até que tentam, mas nem sempre é fácil acompanhar o ritmo dos pequenos, principalmente em tempos de...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *