3 contos de Natal para ler para o seu pequeno

por | dez 7, 2020 | 8 Comentários

Então, é Natal… A casa está enfeitada, as luzes iluminam toda a cidade, a árvore já está montada, os presentes escondidos e a magia está no ar! É tempo de reunir a família, preparar os mais deliciosos quitutes e desejar e inspirar a paz, a solidariedade e o amor! E para entrar no clima natalino, nada melhor do que histórias e filmes natalinos, não é? Pensando nisso, nós trouxemos aqui 3 contos de Natal para você ler para seu pequeno ou pequena!

1. Lenda da vela de Natal

Lenda antiga de origem austríaca
Autor desconhecido

Contos de Natal: Vela de Natal

Era uma vez, um sapateiro pobre que vivia em uma cabana, perto de uma humilde aldeia. Como gostava de ajudar os viajantes que passavam junto à sua casa durante a noite, o sapateiro deixava uma vela acesa todas as noites na janela da casa, para lhes iluminar o caminho.

Certa altura, deu-se uma grande guerra que fez com que todos os jovens partissem, deixando a aldeia ainda mais pobre e triste. Ao verem a persistência daquele pobre sapateiro, que continuava a viver a sua vida cheio de esperança e bondade, as pessoas da aldeia decidiram imitá-lo. E, na noite de véspera de Natal, todos acenderam uma vela nas suas casas. Iluminando, assim, toda a aldeia.

À meia-noite, os sinos da igreja começaram a tocar, anunciando a boa notícia: a guerra tinha acabado e os jovens regressavam às suas casas! Todos gritaram: “É um milagre! É o milagre das velas!”. A partir daquele dia, acender uma vela na véspera de Natal tornou-se tradição em quase todas as casas.

2. História do sonho do Papai Noel

Autor: J. Letria

Contos de Natal: o sonho do Papai Noel

Certa noite, enquanto dormia, o Papai Noel teve um bonito sonho: era véspera de Natal e todos estavam felizes! Ninguém estava sozinho… Todos tinham família e uma casa com a mesa pronta para a ceia de Natal, onde não faltava comida farta e deliciosa. Não havia pobreza, nem ódio, nem guerras. Todos eram amigos e não havia brigas, palavrões, nem má educação… Havia sim, amor, compreensão e carinho entre todos.

As pessoas que se encontravam nas ruas, a caminho de casa, cantarolavam alegremente músicas de Natal, levando os últimos presentes para colocar debaixo do pinheiro. E o Papai Noel não conseguia deixar de sorrir, de tanta felicidade, ao ver o mundo cheio de paz, amor e harmonia!

No entanto, quando o Papai Noel acordou e viu que tudo não passava de um sonho, ficou muito triste. Afinal, só algumas pessoas no mundo eram felizes, capazes de celebrar o Natal em alegria e paz com os seus, de terem um lar, comida, roupa e amor. Perante esta situação, o Papai Noel declarou em voz alta: “terei de continuar a ajudar as crianças e os adultos a terem um Natal realmente feliz! Vou preparar as renas e o meu trenó, para enchê-lo com presentes e distribuí-los esta noite, de modo a que, pelo menos uma vez por ano, haja alegria no coração de todos nós!”.

Então, quando viu os sorrisos das crianças e dos adultos ao verem os seus presentes, o Papai Noel decidiu manter esta tradição. Continua assim, ano após ano, a cumprir a sua tarefa, até que um dia possa ver o seu lindo sonho totalmente concretizado!

3. Lenda do pinheiro de Natal

Autor: Jean-Baptiste Poquelin Molière

Contos de Natal: Árvore de Natal

Há muito, muito tempo, na noite de Natal, existiam três árvores junto do presépio: uma tamareira, uma oliveira e um pinheiro. Ao verem o Menino Jesus nascer, as três árvores quiseram oferecer-lhe um presente.

A oliveira foi a primeira a oferecer, dando ao Menino Jesus as suas azeitonas. A tamareira, logo a seguir, ofereceu-lhe as suas doces tâmaras. Mas o pinheiro, como não tinha nada para oferecer, ficou muito infeliz.

As estrelas do céu, vendo a tristeza do pinheiro, que nada tinha para dar ao Menino Jesus, decidiram descer e pousar sobre os seus galhos, iluminando e enfeitando o pinheiro. Quando isto aconteceu, o Menino Jesus olhou para o pinheiro, levantou os braços e sorriu! Reza a lenda que foi assim que o pinheiro – sempre enfeitado com luzes – foi eleito a árvore típica de Natal.

Se você gostou desses contos de Natal e quer continuar incentivando a leitura em sua casa, conheça o Clube Leiturinha! Faça parte do maior clube e livros infantis e aproveite para ler e viver as melhores histórias com as crianças!

Leia também:

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Como saber se seu filho tem medo além do normal?

Como saber se seu filho tem medo além do normal?

O medo faz parte da natureza humana e é importante para o desenvolvimento emocional, especialmente das crianças. Afinal, é o medo que nos ajuda a avaliar os perigos e possíveis ameaças a nossa saúde, por exemplo. No entanto, é preciso cuidado com o excesso de medo,...

8 Comentários

  1. Avatar

    Parabéns por essas 3 leituras abençoadas.Amei.Vou compartilhar para que outras pessoas possam ler.👋👋👋🙏🙏🙏😍

    Responder
  2. Avatar

    Amei as leiturinhas.
    Vou contar aos meus netinhos!
    Continue nessa. Leitura é o que há!
    Parabéns!

    Responder
  3. Avatar

    realmente as 3 leituras são lindas . também vou compartilhar para encher de alegria nosso momento de natal………..

    Responder
  4. Avatar

    Muito bom, parabéns meu rapazinho amou.

    Responder
  5. Avatar

    Meu neto (3 anos) já tem assinatura do Leiturinha. Porém, gostaria de presenteá-lo, antes do Natal se possível, com um Kit ou um livro com contos infantis de Natal. vocês têm?

    Responder
    • Avatar

      Oi, Valeria! Tudo bem? Na Loja Leiturinha você encontra a melhor seleção de livros infantis 😊 É só acessar: https://loja.leiturinha.com.br/. Esperamos que você encontre o livro ideal para o seu pequeno!

      Responder
  6. Avatar

    As lendas são ótimas e maravilhosa eu realmente amei

    Responder
  7. Avatar

    Gostei muito da historinha

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *