Tem gente que acha que a casa ficou mais apertada nessa quarentena. Mas, outros, viram os cômodos crescerem e abrigarem lagoas, montanhas, pomares e muitas aventuras. Esse olhar de uma casa que vira mundo é do pequeno personagem do livro Dentro de Casa, da autora Bruna Lubambo e Editora Aletria

O livro foi produzido como o título diz: dentro de casa!

Isso porque, além de escrever a história, Bruna também ilustrou a obra ali mesmo na sala de casa, utilizando tinta acrílica e giz. Ela mora com o marido e o filho em Belo Horizonte, capital mineira, e foi nesse mesmo espaço que a obra também ganhou trilha sonora para a versão do e-pub, formato digital do livro. 

A criação é do marido de Bruna, o músico Zé Henrique Soares, que faz parte da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Em um quarto-estúdio, ele gravou a trilha com instrumentos como marimba, caixa clara, tom-tom, vibrafone, chocalhos e apitos.

Um mundo inteiro dentro de casa!

O menino protagonista de Dentro de Casa conquista o leitor ao contar sua própria história sobre uma “coisa muita estranha” que aconteceu em sua casa. Ele nos convida a passear pelos cômodos e, junto com ele, passamos a ver lagoa no lugar do banheiro, montanha onde era quarto e um grande pomar na cozinha.

Escrevi esse livro porque como mãe me sentia triste por não poder deixar meu menino brincar na rua, na terra, com os coleguinhas por causa da quarentena. Mas descobri que ele via tudo muito diferente e nossa casa acabou virando um mundo. 

Ela lembra que a ideia do livro não é dizer aos pais que eles precisam “transformar a quarentena numa grande aventura”. É uma obra sobre a generosidade das crianças com as pequenas coisas. “Elas olham de perto, param por um instante, desmontam, inventam e escutam. O tamanho das coisas vem da intimidade que temos com elas, já diria Manoel de Barros. É como acontece com o amor. Mas a verdade é que quem costuma fazer isso são as crianças e nós somos convidados a acompanhá-las”, afirma.

A editora da Aletria, Rosana de Mont’Alverne, afirma que a obra é uma oportunidade para um respiro mais esperançoso em meio a um cenário tão conturbado e um convite à imaginação e à criatividade. “Dentro de Casa é sobre o olhar de uma criança, mas que também pode ser o nosso: é possível enxergar novas formas de viver mesmo quando as portas estão bem fechadas”, diz.

Três perguntas para a autora, Bruna Lubambo:

1. Como “Dentro de Casa” nasceu?

O livro surge das minhas inescapáveis preocupações de mãe. Poxa vida, meu menino curtia tanto brincar com os outros… brincar na rua, com os vizinhos. Estava começando a aprender o que são amigos. Do nada tudo ficou diferente. Todo mundo sumiu. Parques e praças também sumiram. Se pararmos para pensar, para uma criança com dois anos hoje, boa parte de suas lembranças e experiências são em isolamento. Quão determinante será isso para as relações que meu filho irá construir? Vira e mexe isso ficava – e ainda fica – passando pela minha cabeça. Apesar de ser um livro “infantil”, acho que escrevi esse livro foi para mim mesma, para eu olhar com mais generosidade para as miudezas daqui de dentro, da forma como meu filho estava olhando. Reparei que meu menino estava construindo uma coisa bonita demais! Grande demais! E isso vai ficar nele, na gente. 

2. A narrativa traz um olhar otimista para o isolamento?

Não é otimista. É resiliente. O isolamento é muito difícil. O isolamento com crianças traz um desafio atrás do outro. São muitas dificuldades, cansaços, tristezas, preocupações. Mas também traz muitas alegrias e descobertas. O encanto permanece. “O encanto é a única cura possível para a inevitável tristeza”, como diria Valter Hugo Mae. 

3. Se pudesse definir em uma palavra sobre o que é esse livro, qual seria? 

Encantamento. Encanto de criança levada, ansiosa por tudo o que ainda há para se ver. Mundo estranho, que recomeça todos os dias.

Sobre o lançamento:

O livro será lançado online em uma série de ações que começam no dia 9 de julho, no perfil do Instagram da Editora Aletria (@aletriaeditora). O lançamento oficial será no dia 11 de julho no Instagram da contadora de histórias @marianebigio. Haverá contação da história, entrevistas com Bruna Lubambo e oficinas para as crianças.

Confira também: 

Profile photo of Thaíne Belissa

Jornalista, atua como editora-assistente e coordenadora da comunicação na Editora Aletria. Tem especialização em Neurociências Aplicadas à Educação, quando estudou o potencial das histórias para elaboração de angústias e desafios na infância. É criadora do podcast Conto Reconto, que oferece pílulas de leveza por meio da leitura de histórias infantis e de uma boa conversa.