Músicas para bebê: saiba como escolher

por | fev 24, 2017 | 1 Comentário

Atividade melhora a coordenação motora e o desenvolvimento da fala

Nossa casa é o melhor lugar para nossos filhos aprenderem habilidades de comunicação. Uma das mais importantes, a fala, se dá principalmente pelo contato sonoro entre pai e filho, logo nos primeiros anos de vida.

Outro grande aliado para o desenvolvimento da fala e da parte motora é a música infantil, que cativa com suas melodias e facilita para a criança a memorização das sílabas do alfabeto, e também de palavras completas.

Escolhendo a música para seu filho

O bebê ainda está muito vinculado à família nos primeiros anos de vida, e isso significa que ele terá mais afinidade com as músicas que seus pais estão acostumados escutar. Rock, pop, MPB ou até músicas clássicas – quando o assunto é se divertir, vale tudo. Apresentar diferentes estilos musicais, inclusive, contribui na construção do seu próprio repertório sonoro, ou seja, a qual o gênero musical o bebê mais se identificará no decorrer da sua vida.

Para dormir, as mais calmas são uma boa pedida – mas nada de exagerar na escolha, pois o som deve ser agradável para todo o ambiente. O bebê curtirá o momento junto com sua família e, se ele sentir que a música não agrada seus pais, provavelmente vai sentir-se incomodado. A dica é estar atento ao volume. Tanto nos primeiros meses de vida quanto nos primeiros anos, a audição da criança é mais sensível que a dos adultos.

Benefícios da música para a criança

A partir da 20ª semana, os bebês já são capazes de distinguir os sons musicais e se beneficiarem com essa “atividade cerebral”. Os principais benefícios são:

• Armazenamento de palavras ao seu vocabulário;
• Desenvolvimento da fala (dicção) e da criatividade;
• Coordenação motora melhorada;
• Facilidade em comunicar-se;
• Aprendizado de outras línguas.

Agora que você conhece os benefícios da música para bebê e seus diferentes gêneros – inclusive a música infantil educativa – na rotina de uma criança, que tal ligar o som e se divertir com seu filho?

Escrito por oculto
Relacionados
Empedramento dos seios: o que fazer?

Empedramento dos seios: o que fazer?

Quem é mãe com certeza sabe o que é ter preocupações e incertezas, desde a gestação. Primeiro as dúvidas sobre o nascimento do bebê. Depois, com o recém-nascido, vêm os problemas de amamentação. Empedramento dos seios e outras dificuldades surgem no desenvolvimento...

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Quando penso em uma pessoa distraída logo me vêm à mente a imagem de alguém desatento. Alguém  que não consegue prestar atenção por muito tempo, que afasta o pensamento com facilidade e perde o foco facilmente com coisas que estão ao seu redor. Você conhece alguém...

Empedramento dos seios: o que fazer?

Empedramento dos seios: o que fazer?

Quem é mãe com certeza sabe o que é ter preocupações e incertezas, desde a gestação. Primeiro as dúvidas sobre o nascimento do bebê. Depois, com o recém-nascido, vêm os problemas de amamentação. Empedramento dos seios e outras dificuldades surgem no desenvolvimento...

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Você conhece a síndrome dos pais distraídos?

Quando penso em uma pessoa distraída logo me vêm à mente a imagem de alguém desatento. Alguém  que não consegue prestar atenção por muito tempo, que afasta o pensamento com facilidade e perde o foco facilmente com coisas que estão ao seu redor. Você conhece alguém...

1 Comentário

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *