A amamentação pode ser o momento mais valioso entre a mãe e o bebê, e além de criar um vínculo extremamente importante, é essencial para o desenvolvimento da fala, respiração, deglutição e mastigação da criança.

Durante os longos meses de gravidez, mães e pais fazem milhares de planos e pesquisam todas as informações possíveis para criar o bebê da melhor maneira possível. Por outro lado, se algo não sai como o planejado, pode surgir um grande sentimento de culpa. O período da amamentação não só não fica de fora de todos esses planos e questionamentos, como pode ser um dos momentos mais frustrantes da maternidade para as mães que desejam e não conseguem ou encontram dificuldades pelo caminho.

Dores e empedramento do leite

Uma das principais dificuldades que as mamães encontram durante o período de amamentação é o empedramento do leite, que pode gerar mastite, inflamação extremamente dolorosa, causando até mesmo febre. Mas afinal, o que é que causa esse empedramento?

Se a movimentação da linguinha não estiver correta, o bebê não vai conseguir sugar todo o leite e esvaziar a mama, deixando sempre um restinho lá. Quando isso acontece, esse leite vai empedrando e fica cada vez mais difícil de sair. O bebê suga, suga e nada de encontrar o alimento procurado. Então ele tenta trocar a movimentação da língua para tentar tirar o leite de alguma forma, podendo morder e machucar o mamilo da mãe. É aí que surgem as fissuras que podem doer muito e se transformar na tão temida mastite.

Para resolver e até mesmo evitar o problema, diferentemente do que se acreditava em épocas passadas, o mais importante não é observar só a pega do bebê durante a amamentação. Às vezes o problema realmente está na pega, mas, em muitos casos, a pega está correta. Por isso, o segredo está em observar a sucção. Se a sucção não está boa, o ideal é corrigi-la o quanto antes para que não atrapalhe esse momento tão precioso entre a mãe e o recém-nascido.

Quase todos os casos de dificuldades na amamentação são facilmente resolvidos corrigindo esse movimento. Por isso, antes de se frustrar ou até mesmo desistir de amamentar, é importante saber que procurar um profissional especializado pode corrigir o problema e deixar a mãe muito mais segura e confiante.

Leia também: 10 coisas que eu gostaria de ter ouvido sobre dificuldades na amamentação

Profile photo of Flávia Puccini

Fonoaudióloga, mestre em processos e distúrbios da comunicação e especialista em motricidade orofacial. É consultora de amamentação e laserterapeuta. Carinhosamente, contribui com seu conhecimento no Blog, à convite da Leiturinha.