Crescer pode ser bom, pode ser ruim, pode ser divertido e, por vezes, pode ser doloroso também. Doem os joelhos, os pés, as pernas e os braços, que se esticam e se alongam contra qualquer controle ou vontade. Porque uma coisa é certa: crescer é inevitável.  Assim, o tempo passa e, com ele, vemos os pequenos se desenvolvendo tão rapidamente que fica até difícil acompanhar e, ainda que alguns pais e mães pensem, e até digam: “Você será sempre o meu bebê!”, a verdade é que o tempo nos atravessa e nossos pequenos crescem!

E se lidar com todo esse veloz crescimento pode ser complicado para alguns pais, imagine só para as crianças, que ora se vêem grandes, ora pequenas?

O que vem junto com os centímetros a mais?

Ir deixando, aos poucos, de ser bebê e, depois, de ser criança, significa mais responsabilidades, novas descobertas e diferentes experiências. Isso tudo pode ser muito excitante, mas também pode causar ansiedade e, até mesmo, resistência.

Como assim, de uma hora para a outra, não posso mais ficar no colo da mamãe? Nem brincar no meu brinquedo favorito do parquinho porque sou “grande demais”? Será que, então, agora já sou grande o suficiente para alcançar aquela lata de biscoitos no alto da prateleira? Ou para tomar banho sozinho e ir de ônibus para a escola?

Na infância, tudo é muito intenso e a maneira como os pequenos olham e interpretam o mundo é bastante particular, estando relacionada também com seu tamanho/altura e à  dimensão que as coisas assumem ao seu redor. Assim, as dores e as delícias de crescer se manifestam nos pequenos detalhes e momentos do dia a dia.

Pensando em tratar esse tema de forma inusitada e bem-humorada, a Equipe de Curadoria da Leiturinha selecionou o título Gabriel Tem 99 Centímetros, da Editora Saber e Ler. Como o próprio nome diz, a obra fala sobre um pequeno que começa a perceber que já não é mais tão pequeno assim…

Gabriel Tem 99 Centímetros: um livro sobre crescer, andar de carrossel e cachorros enormes!

A mãe de Gabriel diz que ele já é um menino bem grande. Mas, de vez em quando, ele acha que ainda tem de crescer muito.

Com 175 centímetros, a alemã Annette Huber é a autora deste livro, que conta a história de Gabriel, um garotinho que descobre que já está com 99 centímetros! A partir disso, a autora aborda, de forma deliciosamente divertida, temas como o crescimento, a identidade e a forma como as crianças vêem o mundo à sua volta, discorrendo sobre os pontos positivos e negativos de já não ser tão pequeno mais.

Com os traços simples e coloridos da premiada ilustradora Manuela Olten, a obra  fala com leveza sobre as particularidades que envolvem o processo de crescimento, fazendo-nos mergulhar no universo infantil e ver as ruas, os cômodos, os prédios, as pessoas e até os cachorros através dos olhos e da perspectiva do pequeno Gabriel, que poderia ser qualquer outra criança! Dessa forma, a obra é um convite para refletirmos  sobre como é bom crescer, mas também como é maravilhoso ser criança!

Leia também:

Profile photo of Ana Clara Oliveira

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.