Aniversário da Leiturinha, os melhores descontos pra incentivar a leitura infantil. Vem pro Clube! Assine agora

Meu filho come mal: o que fazer?

por | jul 12, 2017 | 3 Comentários

Uma alimentação saudável é fundamental para o crescimento e desenvolvimento dos pequenos. Bons hábitos alimentares contribuem para um melhor rendimento e para a maturidade física e psicológica da criança. Por isso, é muito importante que a família introduza, desde cedo, alimentos nutritivos e ricos em vitaminas na vida dos pequenos. Mesmo que esta não seja uma tarefa fácil!

Meu filho não quer comer

Conforme vão crescendo, as crianças tendem a resistir a determinados alimentos, em geral, os mais saudáveis como frutas, legumes e verduras. De acordo com Ana Elisa Casalinho, nutricionista materno infantil, “normalmente, a criança começa a rejeitar os alimentos saudáveis quando conhece os industrializados. Geralmente, isso acontece por volta de 1 e 2 anos de idade, quando a família começa a liberar esses alimentos, mesmo não sendo a hora ainda.”.

Como lidar com essa situação?

Quando essa resistência começa a surgir, é importante que a família encontre formas para garantir uma alimentação saudável e, se for o caso, procure orientação profissional com um nutricionista. Para Ana Elisa, é preciso desconstruir a ideia de que a criança precisa comer, não importa o quê. Esse pensamento acaba fazendo com que os pais ofereçam alternativas, geralmente industrializadas, quando o filho não quer comer. É aquela ideia de que “é melhor que meu filho coma um biscoito, do que não coma nada”. Isso desencadeia maus hábitos alimentares, pois, se toda vez que a criança não quiser comer, a família oferecer um industrializado, a criança vai deixar de comer outras coisas que são saudáveis.

O importante é a qualidade

Muitas vezes, os pais ficam com receio de que o filho não esteja comendo tanto quanto deveria. No entanto, é preciso lembrar que nem sempre a quantidade esperada pelo adulto é a quantidade necessária para a criança. Uma refeição pequena, mas rica em alimentos nutritivos pode ser o suficiente para satisfazer as necessidades e o apetite do pequeno. “O importante é que a criança coma com qualidade, não importa o quanto”, ressalta Ana Elisa.  

Como estimular uma alimentação saudável?

Segundo a nutricionista, uma alimentação saudável ao longo da vida começa com uma introdução alimentar correta. Portanto, é importante que os pais tenham muito cuidado e atenção no momento de iniciar a educação alimentar dos filhos.

Outras dicas também podem ajudar a manter bons hábitos alimentares em sua família:

  • Na hora de comer, nada de distrações como televisão, computador ou celular. O ideal é que as refeições sejam realizadas na mesa e em família;
  • Não dê castigo ou faça trocas por presente para estimular que a criança coma corretamente;
  • Dê o exemplo. Faça as refeições junto com seu pequeno e explique para ele quais alimentos são bons e quais devem ser evitados ou consumidos com moderação;
  • Estabeleça algumas regras durante as refeições, como determinar que a criança pelo menos experimente cada um dos alimentos preparados, mesmo que julgue não gostar;
  • Deixe a criança se sujar com a comida, é fazendo que se aprende;
  • Leve os pequenos à feira! Essa é uma ótima oportunidade para despertar a curiosidade e experimentar novos alimentos.

Dica Leiturinha:

Vamos levar os pequenos para cozinha e aproveitar este momento para experimentar novos sabores e aperfeiçoar as receitas prediletas?

Tem-criança-na-cozinha1.1

Tem Criança na Cozinha: Culinária Divertida

Editora: Ciranda Cultural

São mais de 70 receitas divertidas e fáceis de fazer. Que tal aprender a fazer uma banana preguiçosa, uma torta de legumes, um frango desmontado ou vitaminas? Através da culinária, podemos despertar a vontade dos pequenos de conhecer novos alimentos. Não tem erro! É só estar atento e se divertir 🙂

Bagunça-na-cozinha-1.1Bagunça na cozinha: O 1º livro do aprendiz de cozinheiro

Autor: Bill Borges
Editora: Callis

Lave as mãos, coloque o avental, escolha uma receita e conheça os utensílios e eletrodomésticos que estão presentes no universo de uma cozinha. A cada página, uma curiosidade! Conheça mais sobre cada alimento e aproveite este livro para descobrir o prato predileto do seu pequeno chef!

Os livros indicados fizeram parte das Coleções Leiturinha. Conheça as Coleções que estão no ar!

 Leia mais:

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Vamos falar de filosofia para crianças?

Vamos falar de filosofia para crianças?

Você sabia que hoje é o Dia da Pessoa Filósofa? Pois é! O dia 16 de agosto é dedicado aos profissionais que refletem e questionam a sociedade, a política, a religião, os costumes e muito mais. Por isso, apresentar a filosofia para as crianças é possibilitar que elas...

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Anos atrás, lá na época em que nascemos, as mães já costumavam sair do hospital com uma receita pronta: amamente seu bebê de 3 em 3 horas e reveze os peitos. Dez minutos em cada, diziam, senão o bebê pode não adquirir os nutrientes necessários e seu leite vai...

Vamos falar de filosofia para crianças?

Vamos falar de filosofia para crianças?

Você sabia que hoje é o Dia da Pessoa Filósofa? Pois é! O dia 16 de agosto é dedicado aos profissionais que refletem e questionam a sociedade, a política, a religião, os costumes e muito mais. Por isso, apresentar a filosofia para as crianças é possibilitar que elas...

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Anos atrás, lá na época em que nascemos, as mães já costumavam sair do hospital com uma receita pronta: amamente seu bebê de 3 em 3 horas e reveze os peitos. Dez minutos em cada, diziam, senão o bebê pode não adquirir os nutrientes necessários e seu leite vai...

Como funciona o cérebro das crianças?

Como funciona o cérebro das crianças?

O cérebro é uma das estruturas mais intrigantes e complexas do corpo humano. Ao longo de toda a vida, esse órgão passa por inúmeras transformações. Especialmente durante a primeira infância, o cérebro recebe uma série de estímulos, que podem ser fundamentais para o...

3 Comentários

  1. Tainara Paula

    ola leiturinha boa tarde o meu filho Lorenzo tem muita dificuldade em come mais essas dicas que vcs me reram vai facilita minha vida obrigada

    Responder
  2. ARY LOPES CARDOSO

    A TORTA
    SOU PEDIATRA E TRABALHO MUITO NA ÁREA DE ATUAÇÃO DA NUTROLOGIA. COM ISSO RECEBO MUITOS PAIS ANGUSTIADOS QUE VÊM COM UMA PERGUNTA: MEU FILHO NÃO COME…COMO RESOLVER ISSO?
    DEPENDENDO DA IDADE A MINHA RESPOSTA VAI VARIAR.
    SE É MEU CLIENTE DESDE O NASCIMENTO, FAÇO COM QUE ELES SE LEMBREM DA PRIMEIRA CONSULTA DO SEU FILHO, COM APENAS ALGUNS DIAS, QUANDO LHES FALEI QUE PARA EDUCAR BEM O FILHO, BASTAVAM SEGUIR TRES MANDAMENTOS :
    1 – NÃO COMPARAR
    2 – USAR O BOM SENSO TODOS OS DIAS
    3 – FAÇA COM QUE SEU FILHO MORE NA CASA DE VOCÊS. NÃO VÃO MORAR NA CASA DELE.

    ISTO SIGNIFICA QUE SE O CASAL LEVA EM TORNO DE VINTE MINUTOS PARA ALMOÇAR OU JANTAR, É PRECISO QUE O SEU FILHO COMECE A ENTENDER ISSO COMO UM LIMITE DA CASA AONDE ELE VEIO MORAR.

    O CASAL PRECISA TAMBÉM ENTENDER QUE NO PRIMEIRO ANO DE VIDA, UMA CRIANÇA SAUDÁVEL GANHA EM TORNO DE TRES VEZES O PESO DE NASCIMENTO, E O SEU CRESCIMENTO DEVERÁ SER DE METADE DO QUE TINHA AO NASCER. SÃO IMPRESSIONANTES OS GANHOS NESSES PRIMEIROS 12 MESES. A CRIANÇA PRECISA COMER MUITO, PROPROCIONALMENTE AO SEU TAMANHO. GANHA CERCA DE 6 KILOS E CRESCE 25 CM NUM ANO. HAJA ALIMENTO PARA QUE ISSO ACONTEÇA!

    APÓS O PRIMEIRO ANO, PAULATINAMENTE AS NECESSIDADES NUTRICIONAIS VÃO DIMINUINDO DE UMA FORMA QUASE QUE ABRUPTA. DOS 12 MESES AOS 24, O GANHO DE PESO FICA AO REDOR DOS 2,5 KILOS, CAINDO PARA 2 KILOS DOS 2 ANOS EM DIANTE ATÉ AOS 9 ANOS NAS MENINAS E ATÉ AOS 11 ANOS NOS MENINOS. ESTAMOS FALANDO DE UMA CRIANÇA SAUDÁVEL QUE CRESCE NUM PERCENTIL 50. GUARDADAS AS DEVIDAS PROPORÇÕES E VARIAÇÕES DO NORMAL, ESSES VALORES NÃO SÃO MUITO VARIADOS.

    OS PAIS, DE UM MODO GERAL, NÃO FICAM INFORMADOS DESSAS VARIAÇÕES E PASSAM A COMETER ALGUNS ERROS CLÁSSICOS:
    _ INSISTEM
    _ BRINCAM (TV, CELULAR, YOU TUBE, ETC)
    _ IRRADIAM ( A MÃE FICA APREGOANDO AS VANTAGENS DA VERDURA E QUE ISSO FAZ BEM E VAI CRESCER OU QUE VAI PASSEAR……)
    _ NADA DÁ CERTO – FORÇAM E FINALMENTE
    _ SUBSTITUEM – QUASE SEMPRE COM UMA “TETÊ”

    UM POUCO MAIS VELHOS, PRÉ ESCOLARES OU JÁ ESCOLARES, OS ARGUMENTOS E AS DIFICULDADES PARA SE ALIMENTAR NORMALMENTE SÃO MAIS COMPLICADAS. OS ENFRENTAMENTOS COM OS PAIS, O USO DO CELULAR NA MESA, O “EU NÃO GOSTO DISSO”, “AH, SÓ TEM ISSO DE COMIDA” , “DE VERDINHO EU NÃO GOSTO”….E ASIM POR DIANTE.

    COMO ENFRENTAR ESSA TURMA. ORIENTAÇÃO TRANQUILA – FAÇAM UMA TORTA E DESDE QUE NÃO HAJA MAIS NADA PARA SER SERVIDO OU SUBTRAÍDO DA DISPENSA OU DAS GAVETAS ESOCNDIDAS, PASSE A OFERECER UMA GRANDE TORTA NA REFEIÇÃO.
    ELES OLHAM E COM UMA CARA DE DESCONFIANÇA JÁ ADIANTAM QUE NÃO GOSTAM DE TORTA. OS PAIS, CORTAM UM PEDAÇO PARA CADA UM E COMEÇAM A COMER, SEM NENHUM COMENTÁRIO. DENTRO DA TORTA TEM – ARROZ, FEIJÃO, VERDURAS, LEGUMES, CARNE, QUE PODE SER GRELHADA OU MOÍDA. AÍ A CRIANÇA VÊ AQUILO E JÁ AVISA QUE NÃO GOSTAM E NÃO QUEREM. OS PAIS SÓ PRECISAM TIRAR OS PRATOS SEM MAIORES COMENTÁRIO. NO JANTAR, A TORTA É SERVIDA NOVAMENTE ( POIS ELA É GRANDE)…MAIS UMA VEZ A MOLECADA CHIA. NO DIA SEGUINTE, O QUE TEMOS NO ALMOÇO…..TORTA – A MESMA. E ASSIM POR DIANTE. EM GERAL, NO TERCEIRO DIA, NA HORA DO JANTAR, JÁ COM UMA FOME DO CÃO, ELES ACABAM PEGANDO UM PEDAÇO DA TORTA E ATÉ GOSTAM.
    EM RESUMO…..NÃO CEDAM , E LEMBREM-SE QUE EM CASA AONDE TEM COMIDA NINGUÉM MORRE DE FOME.

    Responder
  3. Lays fernanda

    Onde comprar os dois livros acima?

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book gratuito! Vamos falar de conscientização ambiental com as crianças?

Descubra a importância do tema e o papel da literatura nessa jornada!

Boa leitura!