Esquenta Best Friday Leituria. Aproveite!

O mundo mudou e nos forçou a valorizar o que realmente importa

por | mar 27, 2020 | 3 Comentários

Ah, como o mundo mudou tão rapidamente… E como essa mudança alterou tantas visões que tínhamos, de nossa família e nossas filhos. Como percebemos a importância de coisas que antes não eram prioridade. Pois bem, reflita comigo.

AH, MUNDO…

Há alguns dias, eu brincava com minha filha e num determinado momento ela cansada sentou ao meu lado. Me olhou  nos olhos e deu aquele sorriso lindo:

— Vamos papai, vamos continuar.

Lá fomos nós correndo pela casa. No meio do caminho parou, me abraçou pediu colo.. Quando a peguei, passou um filme na minha cabeça.

Como é possível amar tanto alguém? 

É algo louco, inexplicável. Impossível não pensar na pandemia que estamos vivendo. Até alguns dias atrás a vida toda estava dentro da normalidade. Pessoas vivendo a correria do dia a dia. Sem tempo para ficar com os filhos ou cansados de mais para olhá-los nos olhos.

Hoje a situação mudou e fomos obrigados a ficar mais tempo em casa com quem amamos. Quanta ironia. O mundo precisou parar e dizer: “olha, as relações humanas são importantes, então fique com quem ama”, mesmo que o objetivo seja não propagar a contaminação.

A rotina fora de casa nos torna completos estranhos…

O que fazer agora? Ficamos tanto tempo fora, que nos tornamos estranhos uns para os outros. Sabe quando você encontra uma pessoa estranha e fica sem assunto, pois é. 

O pensamento que vem à cabeça é: “Quando saí de casa meu filho nem andava, olha como ele cresceu e eu na correria do dia a dia não percebi. Não me recordo qual foi a primeira palavra que ele(a) disse, aliás, tenho uma vaga lembrança e hoje estou aqui trancado em casa olhando para meu filho e pensando como cresceu.”

Precisamos fazer nossa parte!

Ah, mundo… 

Farei minha parte para combater este vírus e vou olhar o copo meio cheio. Um dia eu chorei quando fiquei sabendo da chegada do meu filho, contei aos amigos e amigas. Quando nasceu, eu fugi, com a desculpa de que precisava trabalhar mais, pois tinha uma boca a mais para alimentar.

A famosa falta de tempo…

Ah, mundo…

Sempre me peguei dizendo não ter tempo, vivia cansado. Quando não eu, era meu filho. Enchia meu filho de atividades durante o dia para que chegasse em casa morto de cansaço, para minha alegria.

Re-conexão!

Ah, mundo…

Agora preciso (re)conectar com a pessoa que sempre disse para todos que convivem comigo ser a mais importante do mundo. Mas que na correria do dia a dia ficava lá embaixo na lista de prioridades. Pois sempre acreditei que ao sair de casa ia retornar e lá estará ele me esperando.

Novas descobertas…

Ah, mundo…

Não imaginava que meu filho fazia coisas incríveis. O sorriso dele é tão bonito e eu não tinha me dado conta disso.  Não percebia que ao olhar para ele e sorrir, ele sorria de volta. Que sensação gostosa. Foi preciso uma pandemia para eu perceber tudo isso.

Ah, mundo…

Não importa o quanto a notícia seja ruim, sempre teremos que focar no lado bom da história, mesmo que seja mínimo. O meu lado é este: voltei a (re)conectar com meu filho. Agora é cuidar, esperar a pandemia passar e viver.

Leia mais:

Escrito por Euller Sacramento
Psicoterapeuta, palestrante e pai da pequena Alice. Ajuda pais e filhos a se (re)conectarem emocionalmente. Acredita que quando pais e filhos se conectam a maternidade e a paternidade se tornam mais leves, mesmo diante das dificuldades. - Euller é nosso autor convidado e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Esquenta Best Friday Leituria. Garanta vantagens exclusivas! Cadastre-se agora!
Relacionados
Descubra os benefícios da leitura na infância

Descubra os benefícios da leitura na infância

São muitos os benefícios da leitura na infância. 📚 Afinal de contas, ela é fundamental para o desenvolvimento das habilidades cognitivas e de comunicação das crianças. Muito antes de aprender a ler, os pequenos e as pequenas já podem se familiarizar com o formato...

8 grandes autores negros da literatura infantil

8 grandes autores negros da literatura infantil

Quem são e de onde vêm as vozes das histórias que ouvimos? "Ao ler um conto/história ou ver uma ilustração, dificilmente nos damos conta de quem as escreveu ou as criou. Quem são as vozes que entoam nossos contos preferidos? Quem são as pessoas por trás daquela obra...

Brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam

Brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam

Quem tem criança pequena em casa sabe o quanto isso pode ser divertido e, ao mesmo tempo, um pouquinho trabalhoso, não é? Às vezes, é preciso imitar um cientista para inventar ideias novas de brincadeiras para fazer com as crianças! Mas, com certeza, mães e pais...

Descubra os benefícios da leitura na infância

Descubra os benefícios da leitura na infância

São muitos os benefícios da leitura na infância. 📚 Afinal de contas, ela é fundamental para o desenvolvimento das habilidades cognitivas e de comunicação das crianças. Muito antes de aprender a ler, os pequenos e as pequenas já podem se familiarizar com o formato...

8 grandes autores negros da literatura infantil

8 grandes autores negros da literatura infantil

Quem são e de onde vêm as vozes das histórias que ouvimos? "Ao ler um conto/história ou ver uma ilustração, dificilmente nos damos conta de quem as escreveu ou as criou. Quem são as vozes que entoam nossos contos preferidos? Quem são as pessoas por trás daquela obra...

Brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam

Brincadeiras para fazer com as crianças antes que elas cresçam

Quem tem criança pequena em casa sabe o quanto isso pode ser divertido e, ao mesmo tempo, um pouquinho trabalhoso, não é? Às vezes, é preciso imitar um cientista para inventar ideias novas de brincadeiras para fazer com as crianças! Mas, com certeza, mães e pais...

3 Comentários

  1. Sonia Regina Rodrigues

    Euller Sacramento… seus textos são maravilhosos. Vc é um excelente profissional.

    Responder
  2. KARINA

    LINDO TEXTO

    Responder
  3. janaína

    UAAAAL muita coragem sua em admitir, escrever E publicar o parágrafo “Precisamos fazer nossa parte!”

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *