Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

por | out 15, 2019 | 27 Comentários

Ah, as poesias! Leves, doces, simples e encantadoras… Não é à toa que os versos e rimas cativam adultos e crianças. Cecília Meireles é uma dessas pessoas que sabem como ninguém dar vida e magia às palavras, em poemas sensíveis e suaves. Apaixonada por música, estudou canto, violão e violino, mas o amor pelos livros levou a poeta brasileira a se tornar uma professora dedicada às crianças, por quem nutriu um carinho muito especial. Reunimos aqui neste post, 10 lindos poemas de Cecília Meireles, que irão trazer deliciosas recordações da sua infância, e são perfeitos para ler bem juntinho do seu pequeno! <3

Quando eu ainda não sabia ler, brincava com livros e imaginava-os cheios de vozes, contando o mundo.
Cecília Meireles

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

1. Ou isto ou aquilo

Ou se tem chuva e não se tem sol,
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa
estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranqüilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.

Os melhores livros infantis

2. A bailarina

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.
Não conhece nem dó nem ré
mas sabe ficar na ponta do pé.

Não conhece nem mi nem fá
Mas inclina o corpo para cá e para lá

Não conhece nem lá nem si,
mas fecha os olhos e sorri.

Roda, roda, roda, com os bracinhos no ar
e não fica tonta nem sai do lugar.

Põe no cabelo uma estrela e um véu
e diz que caiu do céu.

Esta menina
tão pequenina
quer ser bailarina.

Mas depois esquece todas as danças,
e também quer dormir como as outras crianças.

3. As meninas

Arabela
abria a janela.

Carolina
erguia a cortina.

E Maria
olhava e sorria:
“Bom dia!”

Arabela
foi sempre a mais bela.

Carolina,
a mais sábia menina.

E Maria
apenas sorria:
“Bom dia!”

Pensaremos em cada menina
que vivia naquela janela;

uma que se chamava Arabela,
uma que se chamou Carolina.

Mas a profunda saudade
é Maria, Maria, Maria,

que dizia com voz de amizade:
“Bom dia!”

4. O Eco

O menino pergunta ao eco
Onde é que ele se esconde.
Mas o eco só responde: Onde? Onde?

O menino também lhe pede:
Eco, vem passear comigo!

Mas não sabe se o eco é amigo
ou inimigo.

Pois só lhe ouve dizer: Migo!

5. A chácara do Chico Bolacha

Na chácara do Chico Bolacha,
o que se procura
nunca se acha!

Quando chove muito,
o Chico brinca de barco,
porque a chácara vira charco.

Quando não chove nada,
Chico trabalha com a enxada
e logo se machuca
e fica de mão inchada.

Por isso, com o Chico Bolacha
o que se procura
nunca se acha!

Dizem que a chácara do Chico
só tem mesmo chuchu
e um cachorro coxo
que se chama Caxambu.

Outras coisas ninguém procura,
porque não acha,
coitado do Chico Bolacha!

6. Leilão de Jardim

Quem me compra um jardim com flores?
borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis
nos ninhos?

Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
uma estátua da Primavera?

Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?

(Este é meu leilão!)

7. A língua do Nhem

Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também

a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,

e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,

ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem…

8. Para ir à Lua

Enquanto não têm foguetes
para ir à Lua
os meninos deslizam de patinete
pelas calçadas da rua.

Vão cegos de velocidade:
mesmo que quebrem o nariz,
que grande felicidade!
Ser veloz é ser feliz.

Ah! se pudessem ser anjos
de longas asas!
Mas são apenas marmanjos!

9. Jogo de Bola

A bela bola
rola:
a bela bola do Raul.

Bola amarela,
a da Arabela.

A do Raul,
azul.

Rola a amarela
e pula a azul.

A bola é mole,
é mole e rola.

A bola é bela,
é bela e pula.

É bella, rola e pula,
é mole, amarela, azul.

A de Raul é de Arabela,
e a de Arabela é de Raul.

10. Colar de Carolina

Com seu colar de coral,
Carolina
corre por entre as colunas
da colina.

O colar de Carolina
colore o colo de cal,
torna corada a menina.

E o sol, vendo aquela cor
do colar de Carolina,
põe coroas de coral

nas colunas da colina.

Se assim como nós você e seu pequeno também são apaixonados por poesia, não deixe de conferir: 15 poemas famosos para ler com as crianças!

E para receber os melhores livros infantis para o seu pequeno e estimular o hábito e o gosto pela leitura, faça parte da nossa família de leitores também, assinando o Clube Leiturinha!
Categorias:
0 - 3 | 4 - 6 | 7 - 10 | Cultura | Dicas | Idade | Leiturinha | Mundo
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

27 Comentários

  1. Avatar

    Adoro as publicações deste blog!

    Responder
  2. Avatar

    gosto muito da Cecília Meireles
    muito bom

    Responder
  3. Avatar

    Adoraria ver as publicações do blog no Instagram 😉

    Responder
  4. Avatar

    Li, para minha filha de 6 anos, vários poemas de Cecilia Meireles….ela amou…. pede para que leia sempre, a cada dia, um novo poema…

    Responder
  5. Avatar

    Tudo maravilhoso, vão me ajudar no meu trabalho da faculdade.

    Responder
  6. Avatar

    apaixoneiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii encantada, voltei lá em 1987, eu e meus livros, que papai me deu e me incentivou a lelos, meus desenhos, minhas pinturas, e todo tempo do mundo para colorir e viajar no mundo da imaginação, ao som de aquarela, xiiiiiiii acho q caiu um cisco no meu olho.

    Responder
  7. Avatar

    Gostei muito, estou lendo para minhas filhas.

    Responder
  8. Avatar

    Olá, Ana clara!

    Na procura de poemas de Cecília Meireles, confrontei-me com sua página. Um tesouro escondido entre os cascalhos na poética de Olávo Bilac.
    Como você, alimento minha fantasia com poemas todos os poetas expressivos da Literatura brasileira e alguns estrangeiros.
    A exemplo de Cecilia Meireles, o meu vício não é o ser humano, mas o que ele escreve, em especial o poético. Decoro todos os poemas escolhidos. atualmente já decorei aprox. 200 poemas e cada semana acrescento mais um.
    Sou professor de Literatura brasileira e esse hábito de decorar os poemas que vou trabalhar em sala de aula, faz a diferença.
    Mas, Ana Clara, parabéns pela sua página e vou sempre visitá-la sempre que for possível, para beber o sabor poético de suas publicações. Com carinho!

    Responder
  9. Avatar

    Eu e minha filha Ana Clara de 7 anos, adoramos as publicações!
    Parabéns pelo espaço…S2

    Responder
  10. Avatar

    CECILIA MEIRELLEs usa uma linguagem de fácil compreensão, que encanta e fascina,É um convite a brincar, a imaginar,criar e inventar. Dá vontade de dar continuação na poesia, brincando com as palavras. Adoro.,

    Responder
  11. Avatar

    Amo poesia….gosto muito da autora Cecília Meireles…Trabalho sempre com suas poesias em atividades de leitura ou testo com interpretações.

    Responder
  12. Avatar

    Procurando poesias infantis de Cecília Meireles, deparei-me com essa página e fiquei encantada com a seleção dos poemas, irei aproveitar alguns para um Evento de Literatura Cecília Meireles, em uma escola em Limeira – São Paulo.
    Muito bom voltar a ser criança…
    Parabéns Ana Clara Oliveira por nos brindar com esse trabalho.
    Abraços poéticos
    Veraiz Souza – poetisa

    Responder
  13. Avatar

    Palavras simples,rimas ,sonoridade.As poesias de Cecília Meireles às crianças são quase músicas.Além de educativas e inspiradoras.Nossas crianças deveriam ter mais incentivo à leitura,inclusive às poesias direcionadas à sua idade.

    Responder
  14. Avatar

    Olá Ana Clara!!estava a procura de poemas da Cecília Meirelles para um trabalho da escola de meu filho e me deparei com sua página!!!que linda!!amei!!Parabéns pelo capricho!!bjs

    Responder
  15. Avatar

    Amei as poesias, todas com gostinho de infância! Vou levar para meus alunos!

    Responder
  16. Avatar

    Sou professor, pedagogo, trabalho em escola pública com séries iniciais gosto muito dos textos e poemas de Cecilia Meireles e já até classifiquei alguns para trabalhar com minhas turminhas.

    É muito bom poder contar com ajuda dos que postam essas riquezas pra
    nos auxiliar.

    Responder
  17. Avatar

    A Cecília ocupa um lugar muito especial na lIteratura brasileira. Ela sabe como nos prender em suas poesias. Ela sempre será lembrada por todos nós, de uma forma única e inesquecível.

    Responder
  18. Avatar

    Muito Bom!Ajudou bastante no meu trabalho de literatura

    Responder
  19. Avatar

    Gosto muito dos poemas de Cecília Meireles desde quando eu era criança sempre leio suas obras!!👏👏👏👍

    Responder
  20. Avatar

    Parabéns, Leiturinha!!!

    Lindo projeto!

    Responder
  21. Avatar

    muito bom leiturinha é TOP

    Responder
  22. Avatar

    ameiiii só poderia colocar algumas imagens né……só pra ficar melhor….

    Responder
  23. Avatar

    Amei

    Responder
  24. Avatar

    Ana,
    adorei!!! Parabéns pelo seu trabalho! <3

    Responder
  25. Avatar

    Muito bomm os poemas de cecilia meireles

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *