Aniversário da Leiturinha, os melhores descontos pra incentivar a leitura infantil. Vem pro Clube! Assine agora

O tempo de qualidade com os filhos mora nos detalhes

por | fev 27, 2020 | 2 Comentários

Esses dias estávamos todos em casa, conversando, rindo à toa e minha filha lá no cantinho dela brincando. Eis que ela, discreta como toda criança, levanta de onde está e grita:

— PAPAAAAAAAAI quero fazer cocôooooo.

Olhei para ela, mas antes todos olharam para mim e riram.

— Corre filha, vai lá no banheiro.

Ela saiu correndo e voltou:

— Mas, mas, mas papai quero que segura minha mão.

Respirei fundo:

— Filha vai lá o papai está aqui conversando.

Ela foi ao banheiro, no meio do caminho voltou novamente e disse:

— Papai, eu não ‘fez’ cocô, não consegui.

Perguntei:

— Passou a vontade ou você não quer mais?

— Não quero mais.

Levantei da cadeira, lembrei que já fazia uns dois dias que ela não fazia cocô, a peguei pela mão e disse, vamos lá filha, o papai vai segurar sua mão, a coloquei no troninho me abaixei e fiquei segurando suas mãos.

Ali a olhei nos olhos ( a criança gosta quando você a olha nos olhos para conversar, para elogiar, para escutá-la, aliás qual ser humano não gosta?) e veio aquele sorriso maravilhoso, então ela começou a contar sobre sua escolinha e foi falando de todos seus amiguinhos e amiguinhas. Ela gosta muito de conversar, falaaaaa muiiiiito. Então começou falar todas as coisas boas da escolinha, falava das professoras, da sua melhor amiguinha e desatou a falar…

Meus joelhos já estavam doendo, pois estava abaixado, mas esse cocozinho durou uns 15 minutos e no fim ela conseguiu fazer o tão temido cocô. Foi aí que percebi, a importância da paciência com nossos filhos. Aquele momento não foi apenas uma necessidade fisiológica, foi uma conexão emocional, fortalecimento de vínculo e afeto. 

Às vezes, na correria do dia a dia, a sua impaciência passa despercebida aos seus olhos e quem sofre com ela muitas vezes são nossos filhos e filhas, por quê?

Por que descontamos nossa impaciência em quem apenas quer o nosso olhar, nosso aconchego, nosso carinho e a nossa atenção? A verdade, é que daqui alguns anos (e passa rápido, muito rápido) seu filho e sua filha não caberá mais no seu colo, apenas no coração e esses momentos (ou a ausência deles) serão apenas lembranças em sua memória.

Leia também: 

Escrito por Euller Sacramento
Psicoterapeuta, palestrante e pai da pequena Alice. Ajuda pais e filhos a se (re)conectarem emocionalmente. Acredita que quando pais e filhos se conectam, a maternidade e a paternidade se tornam mais leves, mesmo diante das dificuldades. *Euller é especialista em educação parental e foi convidado pelo Blog Leiturinha para compartilhar sua opinião com as nossas famílias leitoras.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Vamos falar de filosofia para crianças?

Vamos falar de filosofia para crianças?

Você sabia que hoje é o Dia da Pessoa Filósofa? Pois é! O dia 16 de agosto é dedicado aos profissionais que refletem e questionam a sociedade, a política, a religião, os costumes e muito mais. Por isso, apresentar a filosofia para as crianças é possibilitar que elas...

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Anos atrás, lá na época em que nascemos, as mães já costumavam sair do hospital com uma receita pronta: amamente seu bebê de 3 em 3 horas e reveze os peitos. Dez minutos em cada, diziam, senão o bebê pode não adquirir os nutrientes necessários e seu leite vai...

Vamos falar de filosofia para crianças?

Vamos falar de filosofia para crianças?

Você sabia que hoje é o Dia da Pessoa Filósofa? Pois é! O dia 16 de agosto é dedicado aos profissionais que refletem e questionam a sociedade, a política, a religião, os costumes e muito mais. Por isso, apresentar a filosofia para as crianças é possibilitar que elas...

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Amamentação em livre demanda: o que isso realmente significa?

Anos atrás, lá na época em que nascemos, as mães já costumavam sair do hospital com uma receita pronta: amamente seu bebê de 3 em 3 horas e reveze os peitos. Dez minutos em cada, diziam, senão o bebê pode não adquirir os nutrientes necessários e seu leite vai...

Como funciona o cérebro das crianças?

Como funciona o cérebro das crianças?

O cérebro é uma das estruturas mais intrigantes e complexas do corpo humano. Ao longo de toda a vida, esse órgão passa por inúmeras transformações. Especialmente durante a primeira infância, o cérebro recebe uma série de estímulos, que podem ser fundamentais para o...

2 Comentários

  1. Ana

    Que legal! É preciso ter muita paciência mesmo! Mas no fim vale a pena!
    Parabéns pelo texto!

    Responder
  2. Milca

    Que texto maravilhoso, isso nos trás a reflexão do verdadeiro tempo de qualidade: não é “estar por perto” não é “estar ohando”, e sim viver e compartilhar experiência do momento.

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

E-book gratuito! Vamos falar de conscientização ambiental com as crianças?

Descubra a importância do tema e o papel da literatura nessa jornada!

Boa leitura!