Os livros são portas para o conhecimento, e quase todo mundo sabe disso. O que talvez algumas pessoas não saibam é que o costume de ler deve ser desenvolvido nos primeiros anos de vida, para que assim se possa ter um aprendizado mais saudável e uma criatividade apurada, mesmo que a criança ainda não seja alfabetizada.

A leitura começa nos primeiros anos de idade e o contato inicial é nada mais do que uma experiência igual aos dos brinquedos. O olhar vai levá-lo a tocar nos livros para bebê, estabelecendo assim o primeiro contato físico. Mesmo que a criança não entenda ainda o que está escrito ou ilustrado alí, é importante que ele se acostume com tal material.

Os livros infantis, em sua maioria, são repletos de enormes desenhos. Para quê? Para atrair a atenção do bebê, tenha ele 1 ano, 2 anos, 3 anos ou mais. As cores e formatos diferentes vão aguçar a curiosidade do pequeno até que ele tenha vontade de estabelecer o contato.

O contato com o livro nos primeiros anos de idade vai ser o pontapé inicial para o hábito da leitura quando a criança crescer. Após algum tempo, quando a criança estiver na alfabetização ou já alfabetizada, a prática de ler terá mais propriedade.

Para crianças existem até mesmo livros segmentados, que auxiliam num maior desenvolvimento do raciocínio e em uma perspectiva mais elevada de aprendizado – além de entreterem os pequenos.

Os livros para colorir, por exemplo, estimulam o senso criativo e outras habilidades das crianças. O que no começo eram apenas rabiscos tornam-se desenhos e ideias com teores singulares. A partir daí, os passos para o conhecimento ficam mais fáceis.

Incentivar a troca dos livros com os colegas de classe pode ser uma ótima ideia, pois as crianças irão trocar ideias e assim conquistar um conhecimento ainda maior de diferentes assuntos.

A tecnologia mudou tudo, até mesmo o jeito de ler. Para crianças alfabetizadas e que possuem dispositivos móveis que se conectam à internet, também existem opções de livros online, possibilitando até mesmo uma leitura mais interativa e divertida, com animações, vídeos e outras ilustrações.

Seja uma história infantil ou uma ilustração de desenhos animados, o contato com esses livros pode ser a chave para um jovem apaixonado e interessado em leitura, que assim terá grandes chances de absorver assuntos com mais facilidade.