Beijinhos, abraços, bolos, cafuné, quitutes e muitos mimos! Não há dúvidas, essa é a infalível receita do amor de vó! Não é à toa que entre as deliciosas lembranças da infância, está o cheirinho da casa da vovó, onde passamos momentos inesquecíveis e cheios de carinho!

Amor de avó é amor em dobro

Sempre ouvimos dizer que ser avó é ser mãe duas vezes. E é mesmo! O amor de vó é algo difícil de explicar e ainda mais difícil de medir, mas podemos dizer que, com certeza, a presença da avó é de fundamental importância na vida de qualquer neto.

Se a vovó mora pertinho, ela se torna presença constante no dia a dia dos pequenos, muitas vezes, ajudando e participando ativamente da criação dos netos. Seja na hora de preparar o almoço, ajudar na lição de casa, colocar para dormir, dar banho ou brincar e distrair o pequeno até que os pais voltem para a casa, as avós tornam-se praticamente uma segunda mãe! Quando moram longe, haja paciência para conter a ansiedade de visitar a vovó durante as férias. Quando o tão esperado dia chega, é só alegria! O cheirinho da casa, os quitutes saindo do forno, o sorriso contagiante o abraço tão esperado (e apertado)… Ai, que saudade da infância com a avó!

Mas a verdade é que, de longe ou de perto, o amor de vó transborda e aparece em pequenos gestos cheios de amor e carinho, como aquele seu prato preferido que (até hoje) ela faz questão de preparar quando você vai visitá-la, no coração cheio de orgulho ao falar sobre o neto querido, nas piscadelas cúmplices, nas tardes sem fim e nos olhos marejados na hora da despedida.

Histórias, memórias e lembranças

Revirar as fotografias de família, ouvir histórias sobre a infância dos pais, relembrar o passado… Estar com os avós é descobrir um mundo diferente e imaginar como era viver em uma época tão distante da nossa. Quando somos crianças, essas trocas são ainda mais valiosas e contribuem para que os pequenos conheçam melhor a família e a sua própria história.

É também por meio das histórias dos avós, que tradições familiares são passadas para frente, como aquela famosa receita da vovó, as habilidades com o tricô, as festas em família ou os gostos por músicas, livros, dança e esportes, por exemplo. Ou seja, conviver com a vovó só traz benefícios! Afinal, as lembranças da infância tem um gostinho ainda mais especial e cheio de saudade quando lembramos dos deliciosos momentos juntos da vovó!

E você? Tem uma vovó mais que especial? Ou já é avó de netinhos amados? Conte para a gente como é a relação entre vocês e compartilhe essa homenagem com uma super vovó!

Leia mais:

Profile photo of Ana Clara

Jornalista e autora no Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, das histórias às poesias. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.