O que é melhor: ler ou ouvir um livro? Existem várias respostas diferentes para essa pergunta, mas a questão é que os audiolivros chegaram com tudo e a cada dia, sua popularidade só aumenta. 

Normalmente, eles são adaptações fonográficas de livros impressos, narrados por contadores de história e com produção sonora, trazendo uma experiência literária ainda mais imersiva. O áudio é o segmento que mais cresce na publicação digital e são imensas as vantagens do audiolivro.

Um novo jeito de contar uma história antiga…

O fonógrafo, inventado em 1877 por Thomas Edison, foi o primeiro aparelho capaz de gravar e reproduzir sons. Estudos publicados sugerem que, após o seu surgimento, alguns poemas começaram a ser gravados e reproduzidos. Porém, com as limitações tecnológicas da época, se tornava totalmente inviável a gravação de livros inteiros. 

Com qual finalidade surgiram os audiolivros?

Após a 1ª Guerra Mundial, a Biblioteca do Congresso Americano criou uma iniciativa para gravar livros completos. Isso permitiu que pessoas com deficiência visual, em especial soldados veteranos, pudessem ter acesso à literatura. Enquanto isso, na década de 1940 no Brasil, as radionovelas foram fundamentais para que o uso do rádio fosse cada vez mais consolidado. Nessa época, também era bastante comum o “teatro em casa”. Ele nada mais era do que a radiofonização de uma peça teatral, com uma única apresentação. Porém, todas as verbas de comunicação se voltaram ao novo veículo que estava em crescimento: a televisão. Por isso, ocorreu o fim das radionovelas.

Os pontos positivos nunca mudam

Desenvolver a criatividade, aguçar a mente, ser um meio de entretenimento, aprimorar as habilidades de pensamento crítico e analítico. Parece simples, não é mesmo? Pois é…

Listamos outras vantagens do audiolivro para que as crianças entrem nessa onda (que, já deixando bem avisado, é difícil de sair):

1. Inclusão.

Uma das partes mais legais do audiolivro é que ele é inclusivo, sendo recomendado para deficientes visuais, pessoas com dislexia e também para quem não teve oportunidade de aprender a ler.

2. Gera empatia. 

Ouvir uma nova história traz experiências diferentes para os pequenos. Além de aprender sobre a vida de personagens diferentes, eles podem aprender novos sotaques e novas identidades.

3. Mais criatividade. 

Ao ouvir histórias, os pequenos trabalham em conjunto com o narrador para criar imagens mentais de situações e personagens, desenvolvendo a criatividade e imaginação.

Novidade chegando no Explorer

Como o Explorer é craque no desenvolvimento de habilidades, trouxemos essa novidade incrível – aos assinantes de 3 a 5 anos – para desenvolver a audição e a concentração silenciosa: os contos agora são narrados, através do Kode!

Os audiolivros auxiliam no desenvolvimento da fala e da leitura. Enquanto o narrador lê o livro, o pequeno aprende novas palavras, expressões, sotaques. Também conseguirão ter mais autonomia para explorar o livro. Além disso, agora a exploração não fica só em casa, a família poderá ouvir os contos levando o pequeno para a escola, na hora do banho ou  antes de dormir…

– Otávio Limão, Gerente de Produto na PlayKids. 

Demais, não é? Para embarcar junto com seu pequeno nessa aventura, conheça agora o PlayKids Explorer e divirtam-se!

Profile photo of Marina Monteiro

Sonha com um mundo onde todo mundo tenha acesso a educação. Queria ser professora de História, virou Publicitária e hoje é Designer de Produto na PlayKids. Seguindo seu sonho, produz conteúdo e entrega, de maneira criativa, conhecimento e diversão.