Coleção “Quem sou eu?”: livros para brincar de adivinhar

por | mar 23, 2020 | 0 Comentários

Que criança não gosta de adivinha? Brincar de adivinhar faz bem! Tanto para a cognição, estimula a criatividade e exercita a capacidade imaginativa. Por isso, em tempos de retiro em casa, nada melhor que correr a essas brincadeiras que trazem ganhos emocionais. Tanto para o desenvolvimento, diversão e entretenimento dos pequenos. e entretém as crias.

A fantasia na fase dos Pré-Leitores

A criança agora começará por meio da fantasia a organizar o seu meio ambiente. Como assim? Ela irá internalizara representação de cada coisa que se apresenta a ela. É a partir da fantasia e da imitação que o pequeno passará a socializar e a interagir com o meio. Segundo o Psicanalista Bettelheim, para dominar os problemas psicológicos do crescimento, ser capaz de superar dependências infantis e obter um sentimento de individualidade e de autovalorização, a criança necessita entender o que se está passando dentro de seu eu inconsciente. Ela pode atingir essa compreensão fantasiando. Por isso o estímulo a imaginação e a fantasia é tão importante nesta fase. 

Um Livro-Passatempo

Entre as crianças bem pequenas, os nossos Leitores de Berço e Brincantes, os livros cartonados, com recortes e interativos, já são um verdadeiro sucesso. Não é muito diferente com a turminha dos Pré-Leitores, que agora também passarão a receber este tipo de livro. Com histórias contextualizadas ao cotidiano, a coleção Quem sou eu? da Editora Ciranda Cultural chegou para complementar a rotina dos pequenos que estão em casa. A diversão desta leitura estenderá para  toda família! A brincadeira proposta é descobrir qual é o animal que o texto sugere, através do formato recortado na página. 

A combinação de elementos presentes nas ilustrações e o que irá compor a figura do bichinho. 

Como mediar essa leitura?

Seu pequeno ainda não conhece todos os animais presentes nesta leitura? Não tem problema! A ideia é justamente instigar a curiosidade dele mesmo. Por isso, pesquise imagens reais ou vídeos dos bichos do livro. Mostre pra ele as diferentes características de cada um deles. Boa leiturinha!

Para receber livros incríveis como esse e incentivar a leitura em sua casa desde cedo, faça parte do Clube Leiturinha!

Escrito por Caroline Lara
Líder da Equipe de Curadoria da Leiturinha, é formada em Psicologia e mãe do Caetano. Leitora compulsiva, é apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!
Relacionados
4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *