Se você acompanha o nosso Blog, já deve ter visto muitas e muitas vezes por aqui sobre a Equipe de Curadoria da Leiturinha, sempre trazendo dicas de leitura, preparando listas de livros super legais e deixando o Blog Leiturinha ainda mais recheado e completo. Mas não é só isso que esse time faz! A Equipe de Curadoria é responsável por selecionar cada um dos livros que compõem o Kit Leiturinha, as nossas Coleções de Livros e os produtos educativos da Loja Leiturinha. Com formação em diferentes áreas (pedagogia, psicologia, comunicação, filosofia), experiência com a maternidade e o amor pela literatura em comum, nossas curadoras analisam e selecionam, com olhar atento e cuidadoso, obras não só do Brasil, mas do mundo todo, com o objetivo de entregar às famílias o que há de melhor em literatura infantil de acordo com cada etapa do desenvolvimento. Mas como as escolhas dos livros são feitas?

Entenda a Curadoria da Leiturinha

Hoje, a Leiturinha já promove o hábito da leitura compartilhada em mais de 5.100 cidades brasileiras, entregando mais de 150 mil livros mensalmente, para pequenos de 0 a 10 anos. Ou seja, a tarefa da Equipe de Curadoria não é moleza! Em média, são 100 títulos, de diversas editoras e nacionalidades, analisados mensalmente. Entre eles, 12 títulos são selecionados de acordo com 6 categorias diferentes, levando em conta cada etapa do desenvolvimento infantil.  No entanto, sabemos que cada criança é única e se desenvolve em seu próprio tempo e à sua própria maneira. Também sabemos que cada família tem uma relação muito particular com a leitura, podendo ser mais ou menos íntimas dos livros. Por isso, nossas categorias existem, porém o percurso não é fixo e imutável. Se uma família já tem o hábito de ler para os pequenos desde o nascimento, é provável que a relação com os livros seja mais próxima do que uma família que está começando agora com os momentos de leitura. Por isso, é possível personalizar a experiência na Leiturinha, entrando em contato com a nossa equipe e alterando a categoria do pequeno, de acordo com o seu desenvolvimento e os hábitos da família! Afinal, o mais importante é garantir que o momento de leitura em família seja significativo, fortalecendo os vínculos familiares e contribuindo para o desenvolvimento dos nossos pequenos leitores!

Entenda melhor cada uma das categorias da Leiturinha:

1. Leitor de Berço

leitor-de-berço

Principais estímulos: Sensações, Vínculos, Coordenação Motora
Tipos de livros: Livros de material reforçado, de pano e banho, e livros de contação para leitura compartilhada.

Os livros selecionados para esta categoria visam proporcionar as primeiras experiências literárias da vida! Uma responsabilidade enorme, mas cumprida com muito cuidado e carinho, com livros que atraem pequenos olhinhos e mãozinhas curiosas. Livros resistentes, em contraste (pois a visão dos bebês ainda está em processo de maturação) e com interatividade (pano, banho, cartonado, com recursos sonoros e táteis) são perfeitos para um primeiro contato dos bebês, mas livros que privilegiam a contação também são, pois é importante apresentar as pequenas narrativas desde cedo. Afinal, a leitura é capaz de modelar o cérebro do bebê de forma positiva e seus reflexos são sentidos durante toda a vida. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, áreas cerebrais relacionadas à linguagem expressiva e receptiva, escrita e comunicação, são estimuladas com a leitura. Para as crianças isso significa desenvolvimento da fala, da alfabetização infantil e da inteligência global, isso tudo sem mencionar o ganho afetivo e social que a leitura envolve.

2. Leitor Brincante

leitor-brincante

Principais estímulos: Primeiras palavras, Descobertas, Rotina
Tipos de livros: Livros-brinquedo, interativos com rimas e pequenas narrativas para a leitura compartilhada.

Nesta categoria, além dos livros serem resistentes, eles são apresentados com diferentes narrativas, formatos e recursos, como abas, puxe e ache, texturas e alto relevo, por exemplo. Tudo isso para tornar o momento da leitura mais divertido! As narrativas com começo, meio e fim já são apresentadas com mais frequência, de forma a incentivar os pequenos ao gosto pela leitura desde cedo, por meio do adulto mediador. Em uma fase em que os pequenos começam a explorar o mundo à sua volta, o livro-brinquedo é uma forma de iniciá-los no mundo da literatura de forma sutil e por meio do brincar, privilegiando o contato direto com as obras. Nesse momento, é essencial a presença de algum adulto para mediar o contato dos pequenos com os livros, de forma que, aos poucos, eles conquistem a autonomia necessária para manusear o livro sozinhos.

3. Pré-Leitor

pré-leitor

Principais estímulos: Identidade, Socialização, Faz de conta
Tipos de livros: Livros com ilustrações vivas e textos imaginativos para a leitura compartilhada.

Não é preciso saber ler letras e palavras para ser um leitor. Nessa categoria sabemos que nossos pequenos leitores já têm mais autonomia para inventar e criar suas próprias histórias, são mais habituados com o objeto livro, são inventivos e amam ouvir um bom faz de conta! Porém, muitos ainda são mais atraídos pelo formato do livro do que pela história que ele apresenta. Pensando em tudo isso, esta categoria representa a transição do leitor brincante para o leitor iniciante. Nela, os livros selecionados buscam assumir duas funções: ora brinquedo, ora objeto de leitura, introduzindo materiais como a brochura e conteúdos com foco em pequenas narrativas dos mais variados temas, e outros com recursos interativos, como pop-up, por exemplo. Assim, unimos o melhor dos dois mundos para inserir os pequenos no mundo da literatura! Aqui, a presença do mediador garante uma experiência completa com a narrativa apresentada, mas momentos em que os pequenos lêem sozinhos passam a ser cada vez mais valorizados!

4. Leitor Iniciante

leitor-iniciante

Principais estímulos: Alfabetização, Criatividade, Curiosidade
Tipos de livros: Narrativas mais elaboradas, que auxiliam no processo de alfabetização e autonomia.

A alfabetização é um longo processo. Neste momento, o contato com os livros é fundamental! Esta categoria é para quem quer mergulhar de vez no universo da literatura e conhecer de perto diversos gêneros literários, como fábulas, não-ficção, contos, poemas, entre outros! A mediação da leitura ainda é essencial, e com isso buscamos trazer narrativas mais densas, que estimulem a imaginação e a criatividade com os mais diversos temas. Buscamos por autores e ilustradores de renome, contando com a interpretação dos pequenos para compreender a obra como um todo. Os livros enviados nesta categoria normalmente são em brochura, sempre que possível em letra bastão. Nesse momento, visamos colaborar com a preparação para o processo de alfabetização e ajudar os pequenos a lidarem com seus sentimentos e comportamentos, desenvolvendo a atenção, a memória, o vocabulário e a concentração, bem como valores como empatia e respeito. Com linguagem lúdica e acessível, os livros infantis são ótimas ferramentas no momento de abordar assuntos mais sérios e complicados ou, até mesmo, de auxiliar na rotina dos pequenos.

5. Leitor em Processo

leitor-em-processo

Principais estímulos: Autonomia, Criticidade, Moral e ética
Tipos de livros: Enredos que possibilitam a interpretação de imagens e palavras, com o auxílio de um mediador.

A literatura incomoda, mexe com o leitor e o tira de sua zona de conforto, pois, com isso, amplia seu horizonte, abre seus olhos para o mundo ao seu redor, atuando na construção de sujeitos mais críticos e solidários. Aqui, além dos aspectos mencionados na categoria acima, buscamos por histórias que provoquem esse “desconforto” de forma positiva, causando espanto e maravilhando o pequeno leitor, deixando sempre um gostinho de suspense no ar. Os livros para esta categoria são selecionados por seu caráter inovador e inventivo. Sabemos que nessa etapa os pequenos já são exigentes e querem enredos marcantes! Os gêneros literários apresentados aqui são também muito variados, indo desde livros de não-ficção até aventuras, dramas, comédias, tragicomédias, entre outros! Os temas dizem respeito ao mundo ao seu redor, apresentando um universo em que coexistem as mais variadas possibilidades e pontos de vista. Afinal, em uma fase em que os pequenos estão buscando e construindo regras e padrões ao seu redor, devemos relembrar sobre o papel da imaginação e da fantasia.

6. Leitor Fluente

leitor-fluente

Principais estímulos: Regras, Resolução de conflitos, Cooperação
Tipos de livros: Livros que possibilitam uma leitura mais autônoma e crítica, estimulando o debate de ideias.

Depois de já estabelecida a alfabetização, os pequenos passam a exercer a autonomia conquistada com todo contato anterior que tiveram com os livros. Se tornam agora, mediadores da própria leitura, travando diálogos internos e com outras pessoas sobre a obra lida. Aqui, sabemos que lidamos com um leitor assíduo e que dialoga o tempo todo com a obra. Por isso, os livros enviados nessa categoria, além dos aspectos mencionados no Leitor em Processo, já são mais densos, porém sem perder de vista a importância das ilustrações vivas e instigantes, que tornam as histórias mais completas e verdadeiras obras de arte, para serem revisitados ao longo da vida! As leituras desta fase do desenvolvimento devem agradar primeiramente à criança, mas como nas demais categorias, podem facilmente encantar adultos e gerar ótimos momentos de trocas e diálogos em família.

Vale acrescentar que o encontro entre a imagem e a palavra é uma das chaves para a compreensão da literatura infantil. Existem livros com pouquíssimo ou nenhum texto, em que as imagens nos contam as histórias, mas não as entregam assim tão fácil… É preciso dialogar com as ilustrações, interpretá-las, por vezes, as abstrair conversar com o texto que está por detrás delas e, por fim, captar a essência da história. Isso exige esforço cognitivo, treinando o pensamento abstrato e a habilidade de interpretar imagens e textos, sem falar na imaginação e na criatividade. Há, por outro lado, livros com muito texto, de leitura e interpretações fáceis e rápidas. Portanto, podemos dizer que o livro tem várias camadas a serem desvendadas e, a cada fase da vida, podemos compreendê-lo de formas diferentes. Seja com muito ou pouco texto, o importante é que a relação de troca com a história que ele traz seja rica para o leitor!

 Anteninha: um material destinado aos pais para apoiar a mediação da leitura

Juntamente com cada livro mensal, enviamos também uma carta de apoio aos pais, o Anteninha. Este material fornece informações que ajudam os pais ou responsáveis no momento da mediação da leitura, como quem escreveu e ilustrou a obra, um pouco de seu histórico e os motivos pelos quais a Equipe de Curadoria a selecionou. Além disso, ele também fornece dicas de mediação e atividades para desenvolver com os pequenos de forma a relacionar o conteúdo literário com aspectos da vida cotidiana, ampliando a experiência do pequeno leitor e tornando-a ainda mais rica!

Leia também:

Profile photo of Sarah Helena

Mãe da Cecília, formada em Psicologia, especialista em Filosofia, sempre trabalhou com famílias, especialmente com os pequenos. Por esse amor ao universo afetivo infantil, hoje, na Leiturinha, ela colabora fortalecendo o vínculo das famílias leitoras através da experiência da literatura.