Como ensinar sobre eleições para crianças?

por | out 23, 2020 | 2 Comentários

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no assunto era recebida com a frase que iniciei este texto. Então fiquei pensando, será que as famílias sabem como ensinar sobre eleições para crianças? Será que os pais sabem da importância de conversar sobre esse assunto com os seus filhos?

Em outros casos encontramos o oposto: “política não se discute”. E assim, as crianças crescem sem entender o que significa a política no Brasil porque é algo que não se discute ou não é assunto de criança. 

O que vem depois disso

Então acontece assim: quando somos crianças não entendemos o que significa a política e as eleições porque isso não é assunto de criança. De repente, aos 18 anos temos a obrigação legal de votar e escolher alguém para ser nosso representante nas estruturas governamentais. Quando penso sobre isso, a imagem que vem a minha mente é de alguém caindo de paraquedas em terras estrangeiras, sem conhecer o local e sem entender a língua daquele povo.

Piaget, um dos pais da pedagogia moderna, traz o conceito de que as crianças aprendem sobre aquilo que conseguem experienciar. Eu vejo as eleições como um ótimo cenário para trazer essa experiência. Criar cenários onde seja estimulado o debate sadio e respeitoso sobre ideias para o coletivo é uma das formas que podemos explicar as eleições para as crianças. 

Como explicar a política para uma criança?

Mostrar a elas que cada pessoa tem o direito de pensar diferente, de ter uma opinião diferente é uma das grandes conquistas da democracia. Bem como estimular que elas expressem suas ideias e aprendam a ouvir as ideias dos amigos é um jeito de construir a mudança social. 

Acredito muito no poder da escuta. E é por isso que as crianças deveriam ser ouvidas quando falamos sobre política. E se as crianças tivessem voz nas eleições? O que elas estariam aprendendo? E se ouvíssemos quais são suas ideias para melhorar a convivência na escola, em casa, no parque, será que não teríamos adultos mais preparados e dispostos a debater processos de mudança coletiva? 

Converse sobre o assunto

Enfim, é preciso começar a envolver os pequenos seres em construção nos processos eleitorais, dentro dos nossos lares, da escola. Estimular atividades que abordem esse tema, estimular a pensar coletivamente. 

Gostou da matéria? Então conte para nós como é aí na sua casa!

Leia mais:

 

Categorias:
10+ | 7 - 10 | Educação | Família
Escrito por Gabriela Braun
Consultora educacional, educadora parental e mãe do Rafael. Ajuda mães e pais a lidarem com comportamentos desafiadores dos filhos através da educação consciente. * Gabriela é nossa autora convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Relacionados
Como saber se seu filho tem medo além do normal?

Como saber se seu filho tem medo além do normal?

O medo faz parte da natureza humana e é importante para o desenvolvimento emocional, especialmente das crianças. Afinal, é o medo que nos ajuda a avaliar os perigos e possíveis ameaças a nossa saúde, por exemplo. No entanto, é preciso cuidado com o excesso de medo,...

2 Comentários

  1. Avatar

    Olá. Ótimo conteúdo.

    Responder
  2. Avatar

    Boa noite! Estou encantada com a forma que expôs o conteúdo e quero compartilhar com meus alunos. Sou professora de dois 4º anos aqui do Rio de Janeiro. Adorei o Blog Leiturinha! Estão de parabéns!

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *