Quando Sinto que Já Sei: documentário explora formatos de escola alternativa pelo Brasil

por | ago 8, 2017 | 0 Comentários

Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.
Paulo Freire

A educação de crianças e adolescentes está sempre em pauta entre as principais preocupações, não só dos pais, mas também dos educadores e da sociedade em geral. Isso porque estudar colabora, entre outras coisas, para que nossos pequenos se tornem adultos mais críticos, interessados, ativos e realizados! Por esse motivo, pais e educadores estão sempre buscando oferecer e proporcionar a melhor educação para nossas crianças e adolescentes.

Leia também: Qual o papel da escola na formação de novos leitores?

Escola alternativa: novos espaços, ideias e perspectivas    

Em busca de novas possibilidades, uma parcela da sociedade tem repensado o padrão das escolas de hoje em dia. A proposta destas pessoas é encontrar outras formas de educar, por meio de novos formatos de escolas com foco na formação de crianças mais críticas, autônomas e questionadoras. Aulas ao céu aberto, diferentes faixas-etárias na mesma turma, maior relação com a natureza e conteúdos interdisciplinares são algumas das características dessas novas formas de ensino.

Quando Sinto que Já Sei

A fim de explorar essas novas maneiras de aprender que estão surgindo e se consolidando pelo Brasil, nasceu o documentário independente: Quando Sinto que Já Sei. O filme percorreu o país mostrando diversos projetos com propostas educacionais inovadoras, baseadas na participação e na autonomia de cada pequeno ser humano. São depoimentos de crianças, pais, professores, educadores, diretores e pessoas das mais diversas áreas, todas com o mesmo desejo: romper com o modelo convencional de escola. Confira:

Você também conhece formatos diferentes de escola? O que acha destas iniciativas? Conta aqui para a gente!

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | 10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Criança | Escola | Idade
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *