Precisamos falar sobre bullying

por | nov 22, 2017 | 0 Comentários

A palavra vem carregada de medos e ressalvas. Mas para falar sobre isso com as crianças é preciso que pais, cuidadores e educadores saibam o que realmente significa, quais seus possíveis efeitos e como evitar que os pequenos passem por isso ou façam isso com outras crianças. Precisamos falar sobre bullying!

O termo vem da palavra inglesa bully que significa brigão, valentão. Bullying é, portanto, o ato de ser um “valentão”, ou seja, de humilhar, intimidar, ameaçar ou maltratar alguém de maneira repetitiva. Nos últimos anos esse tipo de violência tem ficado cada vez mais evidente. E as escolas são os ambientes em que esse tipo de ação mais aparece.

São inúmeros os motivos que levam as pessoas praticarem o bullying com as outras. Em alguns casos, a mesma pessoa que é alvo de bullying de um grupo, faz bullying com outras pessoas. Portanto ao abordarmos o assunto com as crianças temos que ter consciência que eles podem ser tanto vítimas quanto “valentões”. E isso não significa que eles sejam más, às vezes a origem dessa prática pode ser por insegurança da criança, que para se defender aponta os defeitos dos colegas. Por isso é importante a presença ativa dos pais e cuidadores que devem se ater ao comportamento dos pequenos.

“Tudo é bullying agora”

Desde a difusão do termo, essa frase ficou cada vez mais comum. Muitos pais e professores alegam que o que antes era considerado natural hoje foi problematizado. Isso não é uma verdade absoluta. Antes de mais nada, os adultos devem entender que nem tudo é bullying mesmo. Por exemplo, argumentações entre colegas de sala, discussões ou brigas não são. O bullying apresenta quatro sinais clássicos:

1. Intenção de ferir alguém;

2. Repetição da agressão

3. Presença de espectadores

4. Concordância do alvo sobre a ofensa

Além disso, apesar do termo ter se popularizado nos últimos anos, esse não é um fenômeno recente. Talvez lendo esses sinais você tenha se identificado e hoje saiba que passou por bullying na infância.

Preocupações

Isolamento da família e dos amigos, queda de rendimento escolar, desculpas recorrentes para não ir ao colégio, doenças psicossomáticas podem ser sinais de que o pequeno está  passando por uma situação complicada. Crianças com baixa autoestima e mais retraídas dificilmente tendem a reagir ao bullying e acabam se tornando um alvo dos valentões.

O que fazer?

Muitas crianças não conseguem pedir ajuda e enfrentar o medo ou a vergonha. Se seu filho estiver passando por isso e conseguiu te contar saiba que este já é um importante avanço. O próximo passo é fortalecer a autoestima da criança e mostrar que ela está em um ambiente seguro. Converse com a escola e explique a situação, eles devem zelar por um espaço de boa convivência e não podem deixar o problema passar.

Conversas constantes sobre respeito, tolerância e até autoaceitação podem ser a porta de entrada para que crianças e adolescentes entendam sobre a gravidade do bullying e que prejudicar uma pessoa não fará com que elas se sintam melhores. Os espectadores também devem ter consciência de seu papel no bullying. Ao assistir a cena eles estão endossando o comportamento do agressor. Um exercício comum é fazer uma dinâmica em que cada criança assume o papel da outra. A empatia é uma importante arma contra o bullying e deve ser praticada desde crianças pequenas.

Leia mais:

Escrito por Ariane Donegati
Jornalista e entusiasta do desenvolvimento infantil, acredita que brincar é sinônimo de aprendizado e felicidade para as crianças.
Relacionados
Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Ah, as poesias! Leves, doces, simples e encantadoras... Não é à toa que os versos e rimas dos poemas cativam adultos e crianças. Cecília Meireles é uma dessas pessoas que sabem como ninguém dar vida e magia às palavras, em poemas sensíveis e suaves. Apaixonada por...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Os melhores poemas de Cecília Meireles para crianças

Ah, as poesias! Leves, doces, simples e encantadoras... Não é à toa que os versos e rimas dos poemas cativam adultos e crianças. Cecília Meireles é uma dessas pessoas que sabem como ninguém dar vida e magia às palavras, em poemas sensíveis e suaves. Apaixonada por...

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Alguém Viu Meu Chapéu? Um livro Original Leiturinha

Extra, extra! Saiu do forno mais um livro Original Leiturinha para os leitores do clube! E este é um livro tão intrigante. Mas antes de falar sobre ele, espere um instante. Ops! Acho que perdi meu chapéu! Você o viu? Ele se parece com um barco e é feito de papel!  A...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *