Gato Preto, Gata Branca: Livros para crianças mais novas devem ser mais simples?

por | mar 15, 2018 | 5 Comentários

Livros para crianças: como fazer a escolha mais assertiva?

Já falamos aqui no Blog sobre a importância de ler para os pequenos e sobre como a literatura é atemporal, embora alguns livros sejam mais efetivos quando adequados a faixas etárias específicas (por exemplo: livros sensoriais para bebês, livros com histórias curtas e simples para crianças em processo de alfabetização, entre outros).

Quando tratamos da seleção/escolha de livros mais assertivos para as crianças, é preciso distinguir duas questões. Em primeiro lugar, é importante considerar que há livros e materiais mais adequados para cada etapa do desenvolvimento, que podem favorecer o processo de aprendizagem dos pequenos, de acordo com o que eles estão passando ou desenvolvendo naquela fase. Por outro lado, há livros que, a princípio, não têm uma função educativa, são criados para serem lidos e degustados por curiosos olhos. Livros aleatórios… Aqueles que não saem da sua estante ou aqueles esquecidos dentro do armário. Livros destinados àqueles que se interessam por eles. Ambos são igualmente importantes de serem apresentados aos pequenos ao longo de suas vidas.

Gato Preto, Gata Branca: a importância das narrativas para os bebês

Entre os títulos selecionados pela Equipe de Curadoria da Leiturinha, está o livro Gato Preto, Gata Branca, da Editora Carochinha. Esta obra, destinada aos pequenos leitores bem bebezinhos, une esses dois importantes aspectos: material e narrativa. Por um lado, ele traz o contraste, elemento sensorial altamente atrativo e estimulante para os bebês. Por outro, apresenta uma história mais extensa, em um material que remete aos livros mais tradicionais, em brochura, que, à princípio, seriam dedicados às crianças mais velhas.

Nesta obra, Gato Preto é todo preto e só sai de dia; Gata Branca, toda branca, só sai a noite. Um dia eles se encontram e cada um percebe a beleza que há no oposto. Neste livro, a diferença de cada um é reverenciada como sua riqueza e os dois se completam e aprendem um com o outro. Uma bela narrativa, com ilustrações simples que agradam e estimulam a visão dos bebês, ainda em desenvolvimento.

Por que a Curadoria da Leiturinha recomenda este título?

gato preto gata branca

Nós, da Equipe de Curadoria, selecionamos esta obra por acreditar que os bebês também precisam ter acesso e contato com conteúdos mais longos e histórias com começo, meio e fim, de modo que sejam introduzidos às pequenas narrativas, desde cedo. Além disso, as palavras que sempre se repetem neste título (gato preto, gata branca) geram familiaridade aos ouvidos dos pequeninos, passando a ser reconhecidas por eles.

Portanto, leiam! Leiam. Leiam livros pequenos e grandes, narrativas curtinhas, livros de imagem, inventem texto onde há ilustrações, parem no meio da leitura, se sentirem necessidade, ou leiam três vezes seguidas! Um livro grande pode ser aproveitado por um bebê, assim como um pequenino pode ser o preferido de um adulto. A literatura tem este poder de não ser de ninguém e de ser de todos ao mesmo tempo!

Leia também: O que é importante na hora de escolher um livro para bebê?

Escrito por Sarah Helena
Mãe da Cecília, formada em Psicologia, especialista em Filosofia e Mestranda em Educação Profissional e Tecnológica. Sempre trabalhou com famílias, especialmente com os pequenos. Por esse amor ao universo afetivo infantil, hoje, na Leiturinha, ela colabora fortalecendo o vínculo das famílias leitoras através da experiência da literatura.
Relacionados
Como explicar a depressão para crianças?

Como explicar a depressão para crianças?

Infelizmente, a depressão infantil tem se tornado cada vez mais frequente. Apesar do difícil diagnóstico em muitos dos casos, é importante que os pais e responsáveis estejam atentos ao comportamento das crianças e adolescentes. Afinal, quanto mais cedo for feita a...

A Casa dos Pequenos Cientistas: um livro para fazer ciência

A Casa dos Pequenos Cientistas: um livro para fazer ciência

Que tal conhecer um livro que convida as crianças a fazerem suas próprias experiências científicas? É exatamente o que propõe o livro A Casa dos Pequenos Cientistas! Neste livro, que integra ciência e infância, os pequenos e pequenas serão desafiados a fazer ciência....

Como explicar a depressão para crianças?

Como explicar a depressão para crianças?

Infelizmente, a depressão infantil tem se tornado cada vez mais frequente. Apesar do difícil diagnóstico em muitos dos casos, é importante que os pais e responsáveis estejam atentos ao comportamento das crianças e adolescentes. Afinal, quanto mais cedo for feita a...

A Casa dos Pequenos Cientistas: um livro para fazer ciência

A Casa dos Pequenos Cientistas: um livro para fazer ciência

Que tal conhecer um livro que convida as crianças a fazerem suas próprias experiências científicas? É exatamente o que propõe o livro A Casa dos Pequenos Cientistas! Neste livro, que integra ciência e infância, os pequenos e pequenas serão desafiados a fazer ciência....

5 Comentários

  1. Avatar

    Olá.
    É o segundo mês que recebo os livrinhos.
    Daichi, meu filhote, fez 1 ano há poucos dias e gosta muito de ouvir histórias e super curte passar a mão nas imagens, nas texturas etc
    Confesso que achei bem diferente este livro pela falta do colorido que estamos habituados a ver na lida com bebês dessa idade. Percebi que ele não se encantou muito pelo livro (objeto), talvez por essa falta de cores, mas ele está na fase de passar as mãos nas coisas para ver a textura e gostou da capa lisa rsrs
    Entendo que há uma equipe de especialistas que discute os livros adequados para cada faixa etária, e nem estou questionando a história dos dois gatinhos, que por sinal ele gostou bastante de ouvir.
    Só acho que para os nenês até um ano mais ou menos, as cores tem uma representatividade muito lúdica. Embora eu mostrasse as imagens dos gatinhos para o meu menino, acho que ele não estava fazendo tanta distinção dos gatos preto e branco com as palavras em preto e branco também…
    É apenas um compartilhamento de experiência, não necessariamente uma crítica. A história em si é gostosa de ler, principalmente interpretando os personagens em suas falas. Mas se as gravuras tivessem mais cor, penso que seria mais fácil para ele associar “quem” está falando.

    Responder
  2. Avatar

    o meu Filho ama esse livro, se encanta quando leio para ele, mais o filho dele caiu na bacia com água, agora não sei como conseguir ele novamente,

    Responder
  3. Avatar

    Vanessa, crianças muito pequenas não conseguem distinguir cores, somente o preto e branco chamam a atenção deles, daí o livro ser preto e branco. Minha filha ama esse livro, e ela tem 1 a e meio, é o favorito dela, lemos várias vezes ao dia ou seguidas para ela. Este livro que fez ela se apaixonar pela leitura.
    Valeu Leiturinha!

    Responder
  4. Avatar

    Onde posso adquirir?

    Responder
    • Cintia Rodrigues

      Vamos adorar receber vocês em nossa família de leitores, Daniela! 😍 Acesse: http://www.leiturinha.com.br e receba todo mês um livro selecionado de acordo com a fase de desenvolvimento do seu pequeno ou pequena!

      Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *