Os impactos psicológicos do isolamento em gestante e puérperas

por | mar 24, 2021 | 1 Comentário

Não há dúvidas de que a rotina de grande parte das famílias foi alterada devido às medidas de isolamento social. Atualmente, as entidades e institutos que atuam na atenção prioritária de gestantes e puérperas estão estudando melhor esses grupos da população. Esse estudo tem o propósito de investigar quais são os impactos psicológicos em gestantes e mães de bebês gerados a partir do cenário de pandemia em que nos encontramos.  

Pesquisa realizada sobre os impactos psicológicos em gestantes e recém-mães 

Uma pesquisa realizada pela Escola de Profissionais da Parentalidade (EPP) durante a pandemia do novo coronavírus divulgou dados preliminares acerca dos impactos psicológicos em gestantes e mães de bebês neste período de isolamento. 

A pesquisa em questão contou com a participação de mais de 1000 mulheres em todo o país. Entre as gestantes e mães no pós-parto, os principais receios apresentados são:  

  • 79% com medo de não ter acompanhante na sala de parto.
  • 73% com medo de ocorrer transmissão vertical (quando o bebê é contaminado ainda na barriga da mãe).
  • 66% com medo de má-formação.
  • 64% das gestantes e 58% das mães de recém-nascidos têm medo de não poder amamentar.

E qual é a realidade?

  • O direito ao acompanhante durante o parto continua garantido por lei. Ou seja, não sofreu mudanças devido à pandemia.
  • Em relação à transmissão vertical, cientistas apontam que ainda é cedo para afirmar se o vírus pode ou não ser transmitido pela mãe durante a gestação. 
  • Não há estudos que comprovem a presença do vírus no cordão umbilical ou no líquido amniótico, nem indícios que mostrem que este possa causar aborto ou má formação. 

Em relação às lactantes, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) diz:

  • Não há evidências científicas de que o leite materno transmite o vírus para o bebê. 
  • A recomendação é que as mães diagnosticadas com a COVID-19 continuem amamentando devido aos benefícios que o leite materno oferece ao bebê. 
  • Cuidados como o uso de máscaras, higienização adequada dos seios e das mãos (da mãe e do bebê) antes e após a amamentação ou ordenha do leite materno permanecem. 
  • Para aquelas diagnosticadas com a COVID-19, se estiverem tossindo muito, indispostas ou não se sentirem seguras, a recomendação é tirar o leite e entregar para um cuidador saudável alimentar o bebê. 

É importante sempre estar atento às novas atualizações 

Em Abril de 2020, gestantes e mulheres com bebês de até dois meses foram incluídas no grupo de risco para o coronavírus pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Porém, é importante que tais grupos fiquem atentos às novas atualizações. 

A atenção se estende aos cuidados redobrados com a saúde mental dessas mulheres. Compreender como elas articulam o cenário atual, além dos aspectos emocionais relacionados à gestação ou pós-parto, contribui para entender como essas mulheres estão lidando com a situação. Ou seja, compreender os impactos psicológicos da pandemia nas mães é fundamental para poder enfrentar este momento com mais calma.

Fortalecer a família, companheiro ou companheira que estarão junto dessa mulher, também é essencial para ampliar os recursos e fornecer suporte adequado para as angústias e superação dos medos e dificuldades encontradas.

A literatura como ferramenta de apoio nos impactos psicológicos da pandemia

Estar grávida ou ter um recém-nascido é sempre uma montanha russa de emoções. E é impossível desconsiderar os impactos psicológicos que o momento de pandemia e isolamento social causam nestas mulheres. Por isso, selecionamos alguns títulos diretamente da Loja Leiturinha que podem ajudar a amenizar essas ansiedades e angústias, além de fortalecer laços familiares (mais importantes neste momento do que nunca!).

Confira nossas recomendações:

Vamos pensar mais um pouco?

Mario Sergio Cortella é famoso por instigar grandes questionamentos de vida em seus fãs, e no livro Vamos Pensar Mais Um Pouco? não é diferente. Cortella é autor de várias obras publicadas no campo da Filosofia e Educação, onde conduz o leitor a uma leitura reflexiva que pode ser aplicada na vida pessoal, profissional e também em ambientes corporativos. Combinado com o encanto das ilustrações de Mauricio de Sousa, cada página desse livro é um convite para repensar temas cotidianos e estimular mais conversas em família. Trocar ideias em turma abre nossa mente e, com a Turma da Mônica, isso acontece com muita alegria e leveza!

Clique aqui para conferir este livro na Loja Leiturinha!

Família é tudo!

O livro Família é Tudo! vem com 50 lindas frases sobre família, todas ilustradas e carregadas de amor, sabedoria e bom humor. Nele, você vai encontrar frases sobre pais, mães, filhos, avós, tias, primos e também os amigos – que são os nossos familiares escolhidos pelo coração.

Além disso, a publicação conta com páginas para você preencher e deixar com a cara da sua família. Uma leitura leve e inspiradora para unir as pessoas que você ama!

Adquira esse título aqui na Loja Leiturinha!

Mulher & Mãe: 100 Perguntas Para Reconectar-se e Buscar Novas Perspectivas

Muitas mulheres, ao se tornarem mães, sentem que estão, de certa, forma perdendo suas próprias identidades. Pensando nisso, o livro Mulher & Mãe: 100 Perguntas Para Reconectar-se e Buscar Novas Perspectivas traz 100 perguntas para que cada mulher reveja seus valores e sua situação de vida, a partir de temas como autoestima, finanças, gratidão, espiritualidade, sexualidade, autocuidado e autovalor.

Clique aqui para ver esse produto na Loja Leiturinha!

Leia mais:

Escrito por Juliana Di Lorenzo
Mãe da pequena Olívia e Psicóloga. Após vivenciar as transformações e vicissitudes da maternidade, escolheu por dedicar seus estudos e práticas à psicologia Perinatal e Parental. Atua no atendimento clínico e grupos terapêuticos, pois acredita nas possibilidades da fala e escuta compartilhada. * Juliana é nossa autora convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Relacionados
O que são os saltos do desenvolvimento do bebê?

O que são os saltos do desenvolvimento do bebê?

Quem tem um bebê em casa sabe o quanto esses pequenos mudam rápida e constantemente. Todo os dias são recheados de novos aprendizados, novas caras e bocas, sempre! Essa fase de constante mudança é marcada pelos famosos saltos de desenvolvimento. Mas, afinal, o que e...

Mommy Burnout: o esgotamento de mães sobrecarregadas

Mommy Burnout: o esgotamento de mães sobrecarregadas

Sentir-se exausto(a) após um dia de trabalho (seja dentro ou fora de casa) é normal. Afinal, quem nunca passou o dia todo sonhando com o momento de terminar todas as tarefas, tomar um banho e se jogar na cama até o outro dia? Sentir-se cansado(a) é normal e faz parte...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: essa costuma ser uma queixa comum entre os pais e responsáveis. Mas, afinal, existe alguma fórmula mágica para lidar com isso? Como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o seu bebê? Embora as noites em claro sejam constantes...

O que são os saltos do desenvolvimento do bebê?

O que são os saltos do desenvolvimento do bebê?

Quem tem um bebê em casa sabe o quanto esses pequenos mudam rápida e constantemente. Todo os dias são recheados de novos aprendizados, novas caras e bocas, sempre! Essa fase de constante mudança é marcada pelos famosos saltos de desenvolvimento. Mas, afinal, o que e...

Mommy Burnout: o esgotamento de mães sobrecarregadas

Mommy Burnout: o esgotamento de mães sobrecarregadas

Sentir-se exausto(a) após um dia de trabalho (seja dentro ou fora de casa) é normal. Afinal, quem nunca passou o dia todo sonhando com o momento de terminar todas as tarefas, tomar um banho e se jogar na cama até o outro dia? Sentir-se cansado(a) é normal e faz parte...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: essa costuma ser uma queixa comum entre os pais e responsáveis. Mas, afinal, existe alguma fórmula mágica para lidar com isso? Como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o seu bebê? Embora as noites em claro sejam constantes...

5 benefícios das cantigas populares para os pequenos

5 benefícios das cantigas populares para os pequenos

As cantigas populares fazem parte do patrimônio cultural da humanidade. De forma geral, são músicas associadas ao folclore. Ou seja, às tradições, costumes e até lendas de um povo. Por isso, costumam ser cantadas em momentos de roda ou cirandas, por exemplo. E não são...

1 Comentário

  1. Avatar

    Estou gestante (26 semanas), tenho lido tudo sobre as orientações sobre o vírus e as gestantes. Nesse momento a prevenção é o melhor remédio. Sou professora e minha rotina é bem intensa com planos de aula, busca de material para confecção, gravação aulas. Portanto, não sofro muito com o isolamento,pois a rotina é bem intensa. Espero que esse momento passe e eu tenha mais segurança em parir na maternidade sem receio de contaminação.

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *