Quando o bebê desenvolve os 5 sentidos

por | dez 13, 2017 | 1 Comentário

O recém-nascido já nasce com seus cinco sentidos desenvolvidos, mas é com o contato e estímulos com o ambiente que ele apura visão, audição, tato, olfato e paladar. Saiba quando se desenvolvem os sentidos do bebê!

Tato

Esse é o primeiro sentido a ser desenvolvido pelo bebê ainda por volta da 5ª ou 6ª semana de gestação. Nessa fase ele começa a sentir o contato entre seus lábios e nariz com o líquido amniótico. Quando o bebê nasce o tato passa a ser um dos principais sentidos para transmitir sensação de segurança e afeto para os pequenos. O contato entre mães e pais com o bebê através da pele, o colo e o carinho estimulam esse sentido e dão conforto para o bebê.

Audição

O segundo sentido a ser desenvolvido pelo bebê é a audição, por volta do terceiro mês de gravidez os bebês conseguem ouvir os batimentos cardíacos da mãe, sua voz e alguns sons externos. Por isso é recomendado que a mãe ouça músicas e leia em voz alta durante a gravidez, como forma de estabelecer os primeiros vínculos com o pequeno. Quando a criança nasce ela já está ouvindo perfeitamente, mas ainda não sabe identificar os sons que a rodeiam. Aos poucos ela se familiariza com certos sons e começa a conhecer a voz da mãe.

Olfato e paladar

Você sabia que o bebê começa a sentir odores desde a barriga da mãe? O odor do útero é o primeiro que ele reconhece e, depois do nascimento, passa a distinguir cheiros, especialmente os familiares a ele, como da mãe e do pai. Já o paladar vai se refinando aos poucos, especialmente depois dos seis meses, quando o bebê pode começar a comer frutas e papinhas salgadas.

Visão

Esse é o último sentido desenvolvido pelas crianças. Quando elas nascem, não enxergam bem, as coisas ficam todas embaçadas. Além disso, os recém-nascidos ficam a maior parte do tempo de olhos fechados, já que depois de nove meses no escuro no útero da mãe, não estão acostumados com a luz, mesmo que mais fracas para nós. Já em ambientes escuros eles abrem melhor aqueles pequenos olhinhos curiosos. Por volta do primeiro mês eles passam a enxergar uma distância de 30 cm e com por volta de 6 meses começam a fixar melhor o olhar. Veja aqui algumas atividades para estimular o desenvolvimento da visão dos pequenos.

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | Bebê | Desenvolvimento | Idade
Escrito por Ariane Donegati
Jornalista e entusiasta do desenvolvimento infantil, acredita que brincar é sinônimo de aprendizado e felicidade para as crianças.
Relacionados
4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

1 Comentário

  1. Avatar

    Muito legal

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *