O tempo passa… Nossos bebês já aprenderam tantas coisas, que seus dois ou três aninhos de vida mais parecem uma década para nós! Até aqui, cada desafio foi um grande aprendizado – ainda mais quando falamos sobre dizer adeus às fraldas. O desfralde diurno já aconteceu e seu pequeno já desfruta de maior autonomia depois disso. Vocês aprenderam juntos a dar um passo além, respeitando todos os limites e características um do outro, e agora chegou a hora da última etapa: o desfralde noturno!

Já está na hora do seu pequeno deixar as fraldas durante o sono?

Algumas famílias preferem fazer o desfralde total de uma vez, mas a maioria começa pelo diurno e quando o conquistam, aí então optam por tirar a fralda noturna também, completando o processo.

É muito importante lembrar que o desfralde não é uma questão de idade, mas de maturidade, sendo que cada criança tem seu tempo. É preciso paciência e respeito ao ritmo de cada um para que este não seja um processo desgastante para ninguém. Mas, como saber se é o momento para iniciar o desfralde noturno? Assim como no diurno, é preciso ficar atento a alguns sinais de que seu pequeno está pronto para deixar as fraldas durante o sono:

– Acordar, na maioria dos dias, com a fralda seca.

– Pedir para ir ao banheiro durante o dia, tendo poucos ou nenhum escape (xixi ou cocô no chão, ou na roupa).

– Já ter aprendido a nomear cocô e xixi.

– Demonstrar incômodo em usar a fralda, mesmo que seja só para dormir.

Se sua resposta for sim para estas questões, pode ser um bom momento para tirar as fraldas de seu pequeno de vez!

Papai e mamãe, vocês também estão preparados?

Antes disso, é importante que você também esteja preparado(a) para conduzir o processo de forma tranquila. Aqui vão algumas dicas:

– Converse muito com seu pequeno. Explique a ele que agora dormirá de calcinha ou cuequinha, e que, caso ele acorde, poderá chamá-lo a qualquer hora para ir ao banheiro. Fale sobre como será legal tirar a fralda e sobre como ele(a) está crescendo e ganhando independência com isso, e também o quanto você está orgulhoso(a) por este momento ter chegado!

– Evite dar líquidos à criança antes de dormir, cerca de 2 horas antes.

– Antes de dormir, leve-a ao banheiro para fazer xixi e/ou cocô, e diga que isso é importante para que durma e acorde sequinho.

– Às vezes, é importante acordar a criança de madrugada, pelo menos uma vez, para que ela vá ao banheiro.

– Para diminuir o estresse e o trabalho, adquira um protetor absorvente de berço (ou outro material impermeável) e o coloque sob o lençol. Assim, em caso de xixi na cama, seu pequeno não ficará tão molhado e o colchão estará a salvo.

– Tenha sempre roupas pessoais e roupas de cama extras, em caso de acidentes.

– A cada manhã sequinha, muitos abraços e beijinhos! Comemore e elogie muito a conquista!

– Quando houver escapes noturnos e a cama estiver molhada, não critique ou brigue. Diga que não há problema nenhum nisso e que é normal! Na próxima noite, tentarão novamente.

– Esteja sempre alinhado com a escola. Muitas vezes, na escola, as crianças já deixaram as fraldas na hora do soninho.

Não tenha medo de tentar outra vez

Caso as escapadas sejam muitas, mais do que as noites secas, ou se o processo estiver sendo muito desgastante para você e/ou para seu pequeno, vale a pena repensar se é mesmo o momento de fazer o desfralde noturno. Nesses casos, pare, avalie e repense. Caso volte a colocar a fralda, o faça sem alarde, conversando com seu pequeno, dizendo que isso não é algo ruim e que logo tentarão novamente.

Hora de comemorar!

Tirando de vez a fraldinha, é hora de comemorar! Que tal combinar um passeio em um parque, fazer um programa bem gostoso para celebrar!? Afinal, dizer adeus de vez às fraldas, envolve muito aprendizado e desenvolvimento!

Leia também: Como saber se é a hora certa para o desfralde?

Profile photo of Sarah Helena

Mãe da Cecília, formada em Psicologia, especialista em Filosofia, sempre trabalhou com famílias, especialmente com os pequenos. Por esse amor ao universo afetivo infantil, hoje, na Leiturinha, ela colabora fortalecendo o vínculo das famílias leitoras através da experiência da literatura.