O primeiro ano do bebê é um momento muito significativo para a família e, por isso, comemorado em grande estilo! Afinal, foi neste último ano que muitas mudanças importantes aconteceram. Vocês viram o rostinho do pequeno pela primeira vez, e também conheceram as longas noites sem dormir. As preocupações mudaram de “o que vamos jantar?” para “será que ele está respirando?”. E descobriram, juntos, diferentes sentimentos de felicidade e também de insegurança. Pensando nisso, preparamos 10 dicas para festa de aniversário de 1 ano de idade do seu pequeno em ordem de prioridades – sim!

1. Primeiro passo: Quando começar?

O ideal é começar o planejamento alguns meses antes, geralmente quatro. Desta forma, se ocorrerem alguns imprevistos, além de ter tempo hábil para contorná-los, é menos “estressante”. Fazer uma listinha com tudo que você planejou vai ser uma mão na roda. Seja em uma planilha com todo o planejamento de orçamento cruzado com datas que você definiu como prazo, ou apenas palavras escritas em uma folha de trás de um caderno. São muitas coisas e cheias de detalhes, é bom anotar tudo e riscar depois.

2. Os convidados

Depois, monte a lista de convidados (e não se preocupe, sempre tem aquela pessoa que é lembrada de última hora, é só pensar este número de forma flexível). É a partir da quantidade de convidados que você consegue administrar melhor o seu orçamento. 

3. O local

Isso é algo que vai impactar todo o resto do planejamento. Por isso, o primeiro ponto é pensar: quanto você pode e quer gastar? Por exemplo: se você convidar muitas pessoas, é mais interessante alugar buffet, entretanto, se for uma festa para menos convidados, dá pra fazer em casa tranquilamente. 

4. O horário

Definidos a quantidade de convidados, o orçamento e o local da festa, um quarto elemento é relevante neste cenário, que também vai impactar todo o seu planejamento: o horário da festa. Neste momento o ideal é pensar no seu pequeno: qual o melhor horário para ele participar de uma festa? Geralmente, o melhor horário é a tarde, por volta das 16h. Isso porque, neste horário o pequeno já tirou sua sonequinha e está mais disposto. A duração da festa também deve ser levada em consideração porque, apesar de ter adultos na festa, ela ainda é direcionada aos bebês. Portanto, para que eles não se cansem muito, o ideal é não passar de 4h de duração.

5. O tema da festa

Como seu pequeno ainda é muito novinho, a escolha do tema da festa ainda é sua. Entretanto, vale considerar os gostos do seu pequeno para essa escolha. Saber qual desenho, brinquedo ou bichinho ele mais gosta pode ser uma opção. Se não, sempre existem temas genéricos como floresta, unicórnios, fazendinha, entre outros. Deixe sua imaginação fluir e uma dica maravilhosa é: quanto mais colorido, mais legal! Ah, a tendência agora é usar decorações que sejam responsáveis com o meio ambiente. Ãhn? Te explicamos: excesso de plástico e lixo impacta diretamente a natureza. Procure opções biodegradáveis para substituir estes itens. Copos de mandioca são uma boa opção. Se você for montar uma grande estrutura na mesa, por exemplo, que tal usar caixas? Assim, você pode reutilizá-las em casa depois para guardar objetos. 

6. Os comes e bebes

Lembrando que os convidados principais são bebês, é importante pensar o cardápio para eles. Petiscos saudáveis, como espetinhos de frutas e sanduíches naturais são super gostosos! Pães de queijo também fazem sucesso entre os pequenos. E para beber, sucos e água. Mas, além dos seus convidados principais, é bem provável que existam pequenos de outras idades e, claro, adultos. Então, para agradar a todos, salgadinhos, docinhos e refrigerantes também podem valer, é só equilibrar as quantidades. 

7. A diversão da festa

Se você quiser e puder contratar animadores, ótimo! Se não, existem outras opções para fazer uma festa bem legal. Espaço com brinquedos, contação de histórias, brincadeiras em grupo, jogos de tabuleiro, música e dança… 

8. Os registros

Se couber dentro do orçamento, é legal chamar um fotógrafo. Se não, peça a um voluntário para tirar algumas fotos durante o evento. É importante que esta seja uma função de outra pessoa porque você tem outras várias preocupações durante o evento e pode acabar esquecendo. Além disso, alguns minutos antes de começar a festa, você pode tirar algumas enquanto ainda estão tudo e todos bem arrumados. As fotos não tem que necessariamente ser profissionais, elas servem para relembrar e registrar momentos especiais, de forma que até o amadorismo as complementa!

9. As lembrancinhas

Seja criativo! O importante é ser algo que tenha significado. Se for possível que seja útil, melhor ainda. Copinhos, pratinhos e colherzinhas com o nome do seu pequeno ou com o tema da festa são super funcionais. E por aqui, você tem que se atentar a duas coisas: calcule um número um pouquinho maior das lembrancinhas (vai que aparece alguém de surpresa?) e não dê pirulitos, balas ou doces, eles podem engasgar os bebês.

10. É hora de curtir este momento!

Sempre que se deparar com um algum imprevisto, lide com leveza e na esportiva. Tente se manter o mais relaxado(a) possível. E acredite: nada vai sair perfeitamente como o planejado. E tudo bem. No final vai dar certo, os convidados vão gostar e, principalmente, seu pequeno vai se divertir. Respeitar os limites do seu pequeno vai ajudar bastante. Afinal, é uma festa! Além de ser celebração da vida de alguém tão importante que chegou há pouco tempo neste vasto mundo. Também é um momento de estar próximo dos amigos e familiares para dar risadas e criar boas e duradouras lembranças!

Boa diversão!

Leia mais:

Profile photo of Paula Piffer

Estudante de Comunicação, faz parte do time de Conteúdo da PlayKids. Acredita que a literatura transforma as pessoas e a educação transforma o mundo!