Como lidar quando a criança tem medo do Papai Noel?

por | dez 21, 2020 | 1 Comentário

Com a chegada do fim do ano, surge uma figura muito peculiar à época do Natal. Para muitas crianças, esse personagem inspira encantamento e curiosidade. Porém, para uma outra parcela significativa dos pequenos, o bom velhinho pode gerar sentimentos de medo e desconfiança. Pensando nisso, como lidar quando a criança tem medo do Papai Noel?

Por que as crianças têm medo do Papai Noel?

Basta imaginarmos a cena: quando a família chega ao Shopping Center, a decoração elaborada e o grande movimento de pessoas já anunciam que, ali, uma figura muito aguardada se encontra à disposição para receber os pequenos e pequenas. Os adultos, animados com essa possibilidade, rememoram suas próprias lembranças. Por isso, seguem decididos a promover este encontro entre o Papai Noel e as suas crianças.

No entanto, ao chegarem na fila, a realidade lhes apresenta um cenário bem diferente. Afinal, há crianças em prantos e bastante desconfortáveis com a situação. E então, seus próprios filhos também manifestam um estranhamento diante dessa inesperada aproximação.

“Ora, o que está acontecendo?”, indagam os pais. Afinal, o garotinho ou garotinha parecia tão entusiasmado. E, agora, pôs-se a chorar copiosamente. Então, por que será que as crianças têm medo do Papai Noel?

Independente da idade da criança, o medo é parte da condição humana. Ao ampliarmos a compreensão da cena que se apresenta, é natural que este medo surja diante do personagem. Aliás, o medo é um sentimento comum frente aquilo que é estranho. Ou seja, não familiar.

Por isso, muitas vezes o medo não está associado apenas a essa figura símbolo das festas natalinas. Eventualmente, palhaços e super-heróis, por exemplo, também despertam o temor, inclusive em adultos.

O que fazer nesta situação?

Se há choro, estranheza, desconforto ou ansiedade, o melhor a fazer é acolher e respeitar a criança. Perguntas como: “O que você está sentindo?” ou “Você quer chegar perto do Papai Noel?” ou ainda, “Quer dar uma volta e depois voltamos?”, ajudam a orientar na condução e promovem o contato da criança com este sentimento. Além disso, dão à elas o lugar de fala.

A partir daí, cabe também a sensibilização e compreensão dos pais, em não forçar ou exigir da criança o que ela não tem condições de atender. Com paciência e respeito, os pais podem até sugerir: “Podemos ver de longe o Papai Noel e, quando você quiser, nos aproximamos” ou então “Está tudo bem se você não quiser ir”. Até mesmo mostrar outras crianças que se aproximam tranquilamente do Papai Noel pode ser uma opção para acalmá-las.

Como ajudar as crianças a superar o medo?

Situações anteriores ao encontro com o Papai Noel podem ajudar na familiarização dos pequenos e pequenas com essa figura em questão. É o caso de incluí-los na organização e decoração da casa para o Natal, por exemplo. Vocês também podem escrever juntos a cartinha de Natal, contar histórias, cantar temas natalinos e até fazer o Calendário do Advento.

Trata-se de um movimento de trazer “para perto” a fantasia e a imagem do Papai Noel. E, assim, de maneira lúdica, criar condições que estimulem a imaginação e lhes proporcionem segurança. Porém, se ainda sim a criança demonstrar desconforto ou medo, acolha e guarde as expectativas para o ano seguinte. Afinal, está tudo bem!

Neste Natal, que tal presentear as crianças com livros selecionados por especialistas? Na Loja Leiturinha, você confere os melhores livros infantis. Acesse o site e aproveite o frete grátis no último mês do ano!

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | 10+ | 4 - 6 | Criança
Escrito por Juliana Di Lorenzo
Mãe da pequena Olívia e Psicóloga. Após vivenciar as transformações e vicissitudes da maternidade, escolheu por dedicar seus estudos e práticas à psicologia Perinatal e Parental. Atua no atendimento clínico e grupos terapêuticos, pois acredita nas possibilidades da fala e escuta compartilhada. * Juliana é nossa autora convidada e seus textos não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Leiturinha.
Relacionados
Como explicar a depressão para crianças?

Como explicar a depressão para crianças?

Infelizmente, a depressão infantil tem se tornado cada vez mais frequente. Apesar do difícil diagnóstico em muitos dos casos, é importante que os pais e responsáveis estejam atentos ao comportamento das crianças e adolescentes. Afinal, quanto mais cedo for feita a...

Como explicar a depressão para crianças?

Como explicar a depressão para crianças?

Infelizmente, a depressão infantil tem se tornado cada vez mais frequente. Apesar do difícil diagnóstico em muitos dos casos, é importante que os pais e responsáveis estejam atentos ao comportamento das crianças e adolescentes. Afinal, quanto mais cedo for feita a...

1 Comentário

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *