“Crescer não é tão fácil assim, cada dia na vida é uma nova surpresa…”

Esse é um trechinho da música de abertura do desenho Caillou. A animação, que traz diferentes situações do menino de 5 anos, é antiga conhecida de muitas famílias e já rendeu algumas polêmicas por aí. Apesar de ser um sucesso desde 1997, o desenho gera o incômodo de alguns pais que acham o menino mimado ou birrento.

Inclusive já falamos aqui no Blog sobre como personagens “birrentos” podem ajudar as crianças a refletirem sobre seus próprios comportamentos e consequências de suas falas e ações. Ainda assim, o questionamento de alguns pais e cuidadores sobre a postura de Caillou nos leva a reflexão: será que ele é mesmo um menino mimado?

A psicopedagoga Nathalia Pontes, especialista em Pesquisa e Desenvolvimento Infantil na PlayKids, reflete: “Caillou é muito humano em suas ações, não é um personagem idealizado, portanto desperta identificação na criança de mesma idade, cenário ideal para que a criança aprenda com o desenho”. Esse sentimento de identificação que o personagem gera com a criança é muito importante porque, assim, ela está desenvolvendo a empatia, de se ver no lugar do outro e de perceber sentimentos em comum.

Desenvolvendo a empatia dos pequenos

Esse é um dos pontos mais trabalhados na série, que lida diretamente com emoções recorrentes dos pequenos, como medo, ciúme, euforia e empatia, sempre de maneira leve e sensível. Nos episódios, Caillou tem que lidar com situações diferentes de suas expectativas, e aprende sempre algo novo com essa experiência.

“Caillou é uma série muito sensível e assertiva para orientar as crianças sobre questões familiares e desenvolvimento infantil. A série pode contribuir muito com os pais, quando eles precisam criar o ambiente ideal para abordar um assunto sensível, como a troca de escola, uma recusa a realizar algo novo ou uma divergência com um coleguinha”.

Ou seja, além de ajudar os pequenos a compreenderem seus sentimentos, a série pode contribuir para que pais e cuidadores trabalhem temas sensíveis do dia a dia das crianças e, o melhor: os episódios podem ser assistidos no PlayKids App!

Leia também: 

Profile photo of Ariane Donegati

Jornalista e entusiasta do desenvolvimento infantil, acredita que brincar é sinônimo de aprendizado e felicidade para as crianças.