Pais exigentes: O peso das cobranças excessivas na vida dos pequenos

por | maio 29, 2017 | 3 Comentários

“É preciso exigir de cada um o que cada um pode dar.”

(Pequeno Príncipe)

Que os pais e mães fazem de tudo pela felicidade dos pequenos, não há dúvida. No entanto, algumas vezes, o cuidado e preocupação exagerados podem gerar cobranças e exigências excessivas e isso pode influenciar, principalmente, na construção da autoestima das crianças.  

Claro que uma boa educação, um bom desempenho escolar e dedicação nas demais atividades realizadas são importantes para que os pequenos criem noção de responsabilidade e se tornem adultos interessantes, interessados e preparados para a vida. Porém, essa preocupação com o futuro dos filhos não pode se confundir com exigências desmedidas que não levam em consideração a individualidade e os limites de cada criança. Não podemos nos esquecer que os pequenos e pequenas têm personalidades distintas, o que faz com que cada um tenha mais afinidade e facilidade para determinadas atividades e nem tanto para outras.

Ao criar expectativas para a vida e o futuro dos pequenos, vale se questionar sobre o que, de fato, significa ter um futuro bem-sucedido. Esse termo pode ter diversas interpretações se analisados por pessoas com ambições diferentes. Isso quer dizer que, embora alguns fatores sejam de interesse comum, nem sempre o que é ser bem-sucedido para um é para o outro. Sabemos que todos os pais querem que os filhos tornem-se adultos com boas condições financeiras e de vida. No entanto, é importante entender que os desejos dos pequenos podem não corresponder exatamente ao que desejamos para eles.

Ansiedade, estresse e baixa autoestima podem ser resultado das cobranças exageradas da família, seja porque os pequenos se sentem pressionados e sobrecarregados, ou porque percebem que não se enquadram no ideal de filho perfeito criado pelos pais. Isso contribui para que os filhos cresçam sem autoconfiança ou insatisfeitos profissionalmente.

Portanto, é importante, sim, que a família incentive sempre o melhor de seus pequenos, mas isso deve acontecer de maneira moderada e compreensiva. Quando os pais participam ativamente da vida dos filhos e valorizam o que eles têm de melhor, eles se sentem mais confiantes para buscar melhores resultados por si mesmos. Afinal, devemos sempre lembrar que as crianças não podem ser resumidas a notas, números ou rótulos. Os pequenos e pequenas são muito mais que isso, eles são inteligentes, curiosos, criativos e cada um descobrirá, com a ajuda e o incentivo da família, seu próprio caminho, construindo, assim, o seu próprio sucesso!

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | 10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Família | Idade | Parentalidade
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

A importância de escutar as crianças

A importância de escutar as crianças

Que as crianças se manifestam o tempo todo, nós já sabemos. Porém, este tema se amplia e os olhares se voltam para a maneira e situações em que os adultos se dedicam a ouvir tais manifestações. E acredite, escutar as crianças vai muito além de emprestar os ouvidos....

3 Comentários

  1. Avatar

    Excelente. Matérias interessantes.

    Responder
  2. Avatar

    Matérias esclarecedoras, obrigada por compartilhar seu conhecimento com o mundo! Gratidão 💗

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *