Teatro de fantoches: uma ótima forma de se divertir com seu pequeno

por | set 18, 2020 | 6 Comentários

Nós já falamos aqui no Blog da Leiturinha sobre a importância de contar histórias, conversar e interagir com os pequenos para o desenvolvimento da fala e o aumento do vínculo familiar. Dessa forma, a Leiturinha desenvolveu um teatro de fantoches com os mascotes do clube. O intuito é proporcionar um momento de interação e carinho entre a família e a criança e, ou seja, fortalecer a habilidade de expressão dos pequenos.

teatro-da-leiturinha

Para que essa experiência seja completa e o espetáculo ainda mais divertido, reunimos aqui neste post historinhas para você se inspirar e algumas dicas para tornar o momento mais proveitoso e especial. Ah! E disponibilizamos os mascotes para você imprimir e montar o espetáculo aí na sua casa com seu pequeno. Então, vamos lá?

Como tornar o espetáculo mais atrativo?

Para que o momento seja ainda mais completo, aí vão algumas dicas que podem ajudar você durante o teatro de fantoches:

1. Se inspire nos livros favoritos do seu pequeno

Sabe aquele livro que você já leu e releu para o seu pequeno inúmeras vezes e ele adora? Que tal contá-lo de uma maneira diferente? Utilize os personagens do teatrinho para reinventar essa história. Com certeza seu pequeno vai amar interagir com esse espetáculo!

2. Traga a realidade do seu filho para a história

E se os personagens forem pessoas da família e o cenário a casa ou a escola? Ao trazer elementos próximos à realidade do seu pequeno para a história, ele se identifica e fica ainda mais interessado.

3. Improvise e seja criativo!

É legal se inspirar em alguma história, mas é importante não se limitar a ela. Improvisar e brincar durante a apresentação vai despertar o interesse do seu pequeno e tornar tudo mais divertido e engraçado. Enfim, aproveite da melhor forma a interação da criança para dar novos rumos à história!

4. Abuse das interações

Por falar em interação… Lembre-se que este momento é muito importante para o desenvolvimento do seu pequeno e para fortalecer o vínculo entre vocês. Ou seja, incentive o seu pequeno a interagir com a história. Durante o teatro de fantoches, faça o personagem falar diretamente com ele, fazendo perguntas e brincadeiras e dizendo o nome dele. Isso o deixará instigado a participar mais ativamente do espetáculo.

Leia também: 7 dicas para ser um bom contador de histórias para os pequenos

5. Crie novos personagens

Solte sua imaginação e aproveite a oportunidade para criar novos personagens e elementos para sua história. Pode ser um desenho do pequeno ou uma imagem impressa. Basta recortar a imagem, colar em um papelão e improvisar com um palito de sorvete. Assim a história ficará ainda mais recheada de diversão e possibilidades!

Imprima os personagens do seu teatro de fantoches aqui! Depois, é só colar em uma superfície de papelão para montar o espetáculo!

Histórias para se inspirar

Nossa Equipe de Curadoria elaborou divertidas histórias com os Mascotes da Leiturinha que vão inspirar você na hora do espetáculo! Confira:

Uma festa surpresa para Laminha

– Bzzzz… Bzzz… – fazia a Abelhinha Bebel. Ela vinha apressada pela fazenda à procura de seu amiguinho Pocotó. – Pocotóó! Cadê você?

– Oi, oi, oi! – respondeu o cavalo – Que pressa é essa?

– É que hoje é aniversário da Laminha e pensei que poderíamos fazer uma bela surpresa para ela, o que você acha? Vamos?
– Eba!! É pra já! Vamos até a casa do Peninha convidá-lo também?
– É claro, vamos lá! – respondeu Bebel, animadíssima.
Saíram, então, Bebel e Pocotó, em direção à casa do pintinho Peninha, que estava preparando um delicioso bolo de cenoura.
– PENINHAA! PENINHA! – gritaram os dois.
– Nossa, nossa! Que gritaria é essa, amigos? – perguntou Peninha, assustado.
– Vamos fazer uma festa surpresa para a Laminha! Quer ir conosco?
– Opa! Quero sim! Eu levo o bolo que acabei de fazer… Está quentinho!
Os três amigos, então, saíram à procura de Laminha, para lhe dar os parabéns. Chegando perto de sua casa, eles andaram bem devagarzinho para que Laminha não percebesse que estavam chegando.
A porquinha estava sentada em sua poça de lama, distraída, tomando um delicioso banho de sol e de lama, quando os amigos deram um pulo na sua frente e gritaram animados:

– PARABÉNS!!!!
Laminha quase caiu de susto! Mas logo entendeu a surpresa e ficou muito feliz!
Eles comeram o delicioso bolo que Peninha preparou e passaram a tarde toda tomando banho de lama, brincando de pega-pega e esconde-esconde!
– Foi o melhor aniversário de todos os tempos. – comemorou Laminha – Obrigada amigos!

O piquenique da turma

– Olá, eu sou a Bebel! Está uma manhã tão bonita, né? Sábado, sol, passarinhos cantando… O que será que meus amigos estão fazendo?
De repente, Bebel encontra sua amiga Laminha.
– Oi, Laminha, tudo bem? – pergunta.
– Oi, Bebel, tudo bem e com você? – responde a porquinha.
– Tudo bem também! O dia está lindo, você quer sair pra dar uma volta e aproveitar?
– Claro! Que tal chamarmos os outros também?
– Vamos! Adoro quando encontramos todos os amigos aqui na fazenda!
Bebel e Laminha vão juntas procurar pelos amiguinhos. Durante o caminho, encontram Pocotó e Peninha.

– Mas cadê o Lui? – pergunta Bebel.
– LUUUII?? – gritam Peninha e Pocotó.
– Onde será que aquele ratinho se escondeu? – se questionou Laminha.
Os quatro amigos passam quase a manhã inteira procurando por Lui, até que Pocotó se lembra que ele gosta muito de dormir. Vão, então, até o quarto do ratinho e lá está ele, no mais gostoso dos sonhos!
– Bom dia, Lui!! – disseram todos ao mesmo tempo.
– Pessoal, que surpresa boa vocês aqui! Que horas são?
– Quase hora do almoço… – Bebel fala, com o estômago roncando.
– Ei, que tal aproveitarmos que estamos todos juntos e fazermos um piquenique de almoço? – sugere Laminha.
– Ótima ideia! – todos concordam.
Então, cada um leva um lanchinho e fazem um piquenique super gostoso! Depois, passam o dia brincando… Menos Lui, que vai tirar seu cochilo da tarde.

Cadê o queijo do Lui?

Lui é um ratinho muito comilão. Todos os dias quando acorda, Lui come seu delicioso queijo. Mas hoje, Lui não se lembra muito bem onde o guardou.

Em cima da mesa, Lui não encontrou seu queijo. Só encontrou um lindo cacho de uvas roxas. Tão bonitas, que achou um desperdício ficarem ali sozinhas na fruteira… Então comeu todas, uma a uma, com sua boquinha de rato.

Ainda procurando seu queijo, Lui sentiu um aroma vindo de cima da geladeira. Todo esticado, na ponta dos seus pezinhos de rato, encontrou um bolo de cenoura. Tão cheiroso, que achou um desperdício deixá-lo ali sozinho tão alto… Então comeu um pedaço bem gostoso.

Lui abriu a geladeira. Lá em cima, nas rateleiras – digo, prateleiras – avistou três suculentos morangos. Tão vermelhinhos que achou um desperdício ficarem ali sozinhos naquele frio…

Então comeu todos, um a um, lambendo seus dedinhos de rato.

Quando finalmente encontrou, entre o leite e a geleia, seu delicioso… cheiroso… suculento queijo, todo amarelinho e furadinho… Sua barriguinha de rato já estava cheia! Mas Lui achou um desperdício não comer seu queijo depois de tanto trabalho pra encontrar!

Como já disse, Lui é um ratinho muito comilão.

Agora que você tem todas as dicas e materiais para deixar o teatro de fantoches ainda mais completo, chame a criançada e se divirtam em família no mundo da imaginação.

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | 4 - 6 | Atividades | Família | Idade
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

Como ensinar sobre eleições para crianças?

Como ensinar sobre eleições para crianças?

“Criança não tem que se meter em assunto de adulto.” Você já ouviu essa frase? Ou talvez já tenha falado ela? Meu pai sempre esteve no mundo da política. A casa costumava estar sempre cheia de adultos falando sobre política. E quando algum pequeno queria intervir no...

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Você conhece a depressão pós-parto masculina?

Quando falamos em depressão pós-parto, é natural associarmos a mulher que acabou de ter o bebê. No entanto, existem muitos casos de depressão pós-parto masculina, que é pouco falada, estudada, diagnosticada e tratada.  O que é a depressão pós-parto masculina? Essa...

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

5 receitas de tinta comestível para fazer em casa

Toda criança adora uma boa folia, seja brincando, cantando, dançando… E na cozinha então? A folia é mais gostosa ainda. Que tal unir a brincadeira com seu pequeno com a cozinha, ou seja, o útil e o agradável? As tintas comestíveis são extremamente populares entre as...

A importância de escutar as crianças

A importância de escutar as crianças

Que as crianças se manifestam o tempo todo, nós já sabemos. Porém, este tema se amplia e os olhares se voltam para a maneira e situações em que os adultos se dedicam a ouvir tais manifestações. E acredite, escutar as crianças vai muito além de emprestar os ouvidos....

6 Comentários

  1. Avatar

    Amei o kit com o teatrinho. O meu Lorenzo tem 2 anos e 2 meses e ama histórias!!!

    Responder
  2. Avatar

    Preciso ler para minha Laura!

    Responder
  3. Avatar

    Oi Ana Clara.

    Trabalho em um hospital infantil aqui na Mooca, capital de SP, no setor administrativo, e faço a recepção de mães e crianças que vem traze-los para realizar o exame de tomografia.
    Tenho em mente, fazer um trabalho com as crianças, com um casal de fantoches, cujo diálogo seria no sentido de tranquiliza-las antes da realização do referido exame. Confesso que me falta experiência desde a criação dos bonecos, quanto ao conteúdo do diálogo.
    Será que você poderia me ajudar de alguma forma ?
    Desde já, te agradeço muito.

    Responder
  4. Avatar

    Matéria muito completa. Parabéns!!! O Teatro e Fantoches é muito importante para as crianças e sua compreensão de mundo. Ajuda sobremaneira na socialização e na afetividade familiar. Por mais pessoas e matérias que incentivem a atividade na escola, e casa e em outros espaços.

    Responder
  5. Avatar

    Comprei um teatrinho portátil e uns fantoches de 4 bonequinhas LOL. Uma delas é uma LOL unicornio.
    Queria fazer uma apresentação no aniversario da minha netinha, mas sou péssima para criar estorias. Voce recebe encomenda para criar a pecinha de teatro com uma duração de uns 30 minutos?
    Caso positivo, quanto custaria?

    Responder
  6. Avatar

    Eu imprimi as historinhas e os personagens em folha dura. Montei um livrinho para meu neto. Recortei os personagens e colei num palito de picolé. Ficou muito legal e ele amou!

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *