Desenvolvimento da fala: descubra o que é esperado para cada idade

por | jul 11, 2017 | 2 Comentários

Você sabia que pode colaborar – e muito – com o desenvolvimento da linguagem do seu filho? Pois é, a participação da família nos primeiros anos de vida da criança é fundamental para ajudá-la a desenvolver sua fala. Para entender um pouco como funciona o desenvolvimento da fala em cada idade, conversamos com a fonoaudióloga Magali Oliveira, que atua diretamente com crianças na rede pública de Poços de Caldas, esclarecendo alguns pontos importantes sobre o assunto.

O que é esperado para cada idade?

1 ano

Espera-se que a criança fale as primeiras palavras. A princípio palavras isoladas como mamãe, papai, mamá, além de já emitir onomatopeias (au-au, miau, bibi). Com 1 ano e meio, ela começa a combinar duas palavras, como “da mamá”. 

2 anos

Aparecem as primeiras frases de 2 ou 3 palavras, como “eu que papá”. Por volta de 2 anos e meio, frases de 3 e 4 palavras.

3 anos

Espera-se que a criança seja capaz de repetir trechos de histórias e produzir frases de 4 a 5 palavras. Já inicia uma conversação e canta músicas infantis.

4 anos

A criança já elabora frases de 5 ou 6 palavras e consegue narrar fatos e histórias.

5 anos

A criança usa os tempos verbais, pede informações e utiliza orações em períodos simples e composto.

6 anos

É esperado que a criança já articule todos os sons da fala, utilize frases gramaticalmente corretas e narre fatos e histórias com desenvoltura.

Quando a família deve se preocupar?

Embora isso seja o esperado para cada idade, sabemos que cada criança é única e tem seu próprio ritmo de desenvolvimento e amadurecimento. No entanto, em alguns casos, como atrasos e dificuldades, é necessário que a família procure um profissional para orientar e acompanhar o pequeno. Segundo a fonoaudióloga Magali Oliveira, “a família deve se preocupar quando percebe uma diferença muito grande entre a fala do seu filho se comparada às crianças da mesma idade”. Por isso, é muito importante que os pais observem com atenção e interesse o desenvolvimento da linguagem do seu pequeno, “caso a criança esteja com três anos, por exemplo, falando com muitas trocas ou uma fala difícil de entender, a família deve procurar orientação de um profissional”, afirma Magali. Com 6 anos, espera-se que a criança esteja falando todos os sons da fala, mas vale ressaltar que a fonoaudiologia já pode ser aplicada antes disso, caso a criança não demonstre o desenvolvimento da fala esperado  para a sua idade. Na dúvida, é indicado que a família consulte um fonoaudiólogo.

Como estimular a fala do seu pequeno?

A família tem um papel fundamental no desenvolvimento da linguagem na infância e é muito importante estimular, desde cedo, a fala da criança. Magali Oliveira elencou algumas dicas que podem ajudar você a estimular a fala do seu filho:

  • Converse sempre com seu pequeno, pronunciando as palavras da forma correta;
  • Brinque com criança, imitando sons de animais, contando historinhas e cantando músicas infantis;  
  • Nomeie objetos e ações, isso amplia o vocabulário da criança;
  • Ouça com atenção aquilo que a criança tem a lhe dizer.

Leia mais:

Categorias:
0 - 3 | Bebê | Desenvolvimento | Idade
Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Relacionados
Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

Marina e Makolelê: livro infantil sobre gentileza e empatia

“Rabo de peixe, cara de gente!” Makolelê é um gorila que todos os dias vai até Marina, uma sereia, para zombar dela. Um dia, Marina resolve falar como se sente quando ouve essas provocações. Essa é uma história sobre empatia, amizade e respeito construído entre seres...

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Mas, pode? A importância da leitura na primeira infância

Todas as crianças têm o direito de entrar em contato com os mais variados gêneros literários e tipos de livros. É a partir deste encontro que elas poderão desenvolver o gosto genuíno pelos livros. Além de aproveitar integralmente os benefícios que os livros tem as...

2 Comentários

  1. Avatar

    Interessante. Boas dicas para os pais. Observar e incentivar a fala dos filhos.

    Responder
  2. Avatar

    Meu filho , Arthur 1 ano e 9 meses apresenta atraso na Fala , capou algumas palavras no início como banana, batata e mamae , logo depois ficou em silêncio , e agora balucila bastante e com dificuldade … está tendo tratamento com Fonofiologa , mas o que tem contribuído nessa meses foi assinatura da leiturinha , ele ama que eu leia pra ele , tem vontade e já pega livro correr atrás de mim e aponta com dedinho como se estivesse falando ou querendo uma responta . Obrigada leiturinha , tem me ajudo muito com a intervenção precose do meu filho , cada mês uma surpresa é uma esperança diferente em ler e aprender sempre mais . 👏👏

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *