“A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar.” (Rubem Alves)

Saudade-abraçoA Saudade

Não há hora, nem idade para senti-la. A saudade é um sentimento que em alguns momentos faz bem, em outros nos incomoda, mas todos nós – em algum momento da vida – sentimos. Para ajudar as crianças a entender e lidar com este sentimento tão profundo e bonito, elaboramos uma dica de leitura. Mas antes disso, vamos entender o significado da palavra saudade.

Significado

Saudade é substantivo abstrato, tanto que, apesar de ser um sentimento universal, sua definição só existe na língua portuguesa. A origem dessa palavra é no latim solitas/solitatis, que significa isolamento/solidão, e segundo o que dizem os dicionários, saudade significa “recordação nostálgica e suave de pessoas ou coisas distantes, ou de coisas passadas – uma espécie de nostalgia”.

O poeta chileno Pablo Neruda em sua poesia, dizia:

Saudade – O que será… não sei… procurei sabê-lo

em dicionários antigos e poeirentos

e noutros livros onde não achei o sentido

desta doce palavra de perfis ambíguos.

(…) *

Também, o que se sabe, é que tem muita gente que sente saudades da dita “melhor época da vida”: a infância. O poeta Casimiro de Abreu mesmo, em um de seus poemas “Meus oito anos”, fala sobre isso:

Oh! Que saudades que tenho

Da aurora da minha vida

Da minha infância querida

Que os anos são trazem mais!

Que amor, que sonhos, que flores,

Naquelas tardes fagueiras

As sombra das bananeiras,

Debaixo dos laranjais!

Pode se dizer então que ela é um dos sentimentos mais intensos e poéticos. Por esse motivo, separamos um dos livrinhos mais especiais enviados pelo nosso clube em 2016, que fala justamente sobre esse sentimento tão bonito! (Confira os 15 melhores livros infantis de 2016).

Dica de leitura: Quando a gente tem saudade

quando-a-gente-tem-saudadeAutor: Vana Campos
Editora: Cachecol

Toda a complexidade da palavra saudade cai ao chão quando pensamos na simplicidade que cada autor: Vana, Nic e Inês, tiveram ao expressá-la através de um texto simples e acessível aos pequenos.

“Quando a gente tem saudade, o coração fica meio vazio, cabe até um elefante dentro dele…”

Onde será que a saudade mora? Que forma tem? Talvez não seja possível saber tudo sobre ela… Apenas surge, em alguns momentos pela lembrança de um instante marcante, de alguém ou de um lugar. Com uma linguagem poética, a leitura mostra quando e como este sentimento aparece e o quanto ele pode incomodar… As ilustrações aguçam a imaginação e tocam ainda mais o pequeno leitor.

leia-2

O final do livro ainda dá uma dica: que tal enviar uma carta para quem você tem saudade?!

*Pablo Neruda, in “Crepusculário”

Você também quer receber, mensalmente, os melhores livros infantis em sua casa? Experimente por 1 mês grátis e incentive a leitura desde cedo!

 

Profile photo of Caroline Lara

Faz parte da Equipe de Curadoria da Leiturinha. É leitora compulsiva e apaixonada em provocar emoção, despertar a fantasia, entreter e alegrar pequenos através da literatura. Acredita que quanto menor nosso tamanho, maior a criatividade!