Prêmio Reclame Aqui

6 dicas para ajudar seu filho a parar de roer unhas

por | set 14, 2018 | 9 Comentários

Roer unha é um dos hábitos mais comuns na infância, junto com chupar dedo. Quando percebem que os filhos estão roendo as unhas, muitos pais reagem de forma a proibir o hábito de maneira rápida e imediata. Quem nunca ouviu falar de alguém que colocou pimenta ou esmalte com gosto amargo nas unhas das crianças? Claro que é importante estar atento e não incentivar esse hábito, pois, além de machucar os cantinhos das unhas e dos dedos, roer a unha pode ainda levar bactérias para a boca das crianças, uma vez que as mãozinhas estão sempre em contato com tudo. Mas qual a melhor maneira de ajudar?

parar de roer unhas (2)

Enquete realizada no Instagram da Leiturinha.

Como ajudar os pequenos a parar de roer unhas?

Em primeiro lugar, é importante entender que este hábito geralmente está associado à necessidade de suprir alguma falta, para se acalmar, para lidar com a ansiedade e o medo ou, até mesmo, como um ato involuntário. Portanto, para ajudar o seu pequeno a parar de roer unhas, é preciso investigar os motivos que o levaram a desenvolver este hábito, pois ele pode estar escondendo questões maiores. Reunimos aqui 6 dicas para ajudar seu pequeno a parar de roer unhas:

1. Tente descobrir o que está levando a criança a roer unha e então agir sobre o problema: Mudança de escola, a chegada de um irmãozinho, separação dos pais, alguma angústia… Muitas vezes, por mais próximos que os pais sejam dos pequenos, algo pode escapar ao olhar. Portanto, esteja atento(a) aos sinais de que seu pequeno está passando por algum problema. 

2. Ajude seu filho a ter consciência do hábito e incentive-o a perceber quando e onde ele rói as unhas: É muito importante identificar em que momentos a criança tende a roer unha e mostrar para ela o que ela está fazendo, pedindo, educadamente, para ela parar.

3. Combine com seu pequeno um “sinal secreto” para alertá-lo quando estiver roendo as unhas: Pode ser dar um toque no braço ou dizer uma palavra-chave.

4. Tentem encontrar alguma atividade que possa substituir a necessidade de roer as unhas: Para algumas crianças, os trabalhos manuais são uma ótima maneira de manter as mãos ocupadas e relaxar. Para outras, aprender a tocar um instrumento também pode ajudar muito.

5. Recorra ao diálogo: Se a criança já é maiorzinha (a partir de 3 ou 4 anos), você pode conversar e explicar que este hábito não é saudável e pode causar problemas, sendo importante que ela tente se “policiar” para parar de roer a unha assim que perceber que está fazendo isso.

6. Busque orientação de um psicólogo: Caso nenhuma dessas dicas funcione com seu pequeno, uma boa alternativa é procurar um profissional que possa orientar a melhor forma de agir para ajudar a criança. Isso também pode ajudar muito quando a causa do hábito está relacionada com problemas que a criança esteja passando e que você não sabe como lidar.

Confira também: Atenção aos sinais de que seu filho precisa de um psicólogo

Escrito por Ana Clara Oliveira
Jornalista e editora do Blog da Leiturinha, é fascinada por tudo que envolve o mundo da leitura, da educação e da infância. Acredita que as palavras aproximam pessoas, libertam a imaginação e modificam realidades. Gosta de escrever, viajar e aprender sempre.
Livros selecionados por faixa etária, todo mês na sua casa. Saiba Mais.
Relacionados
Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Banhinho é Bom: o Castelo Rá-Tim-Bum como você nunca viu

Já parou para pensar que tomar banho é uma das atividades que mais repetimos ao longo da vida? Imagina só quantos minutos você já passou debaixo de um chuveiro. Essa atividade é tão relevante para o ser humano e para a vida em sociedade que não é de surpreender que o...

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

Maternidade Real: A visão de mulheres reais sobre ser mãe

“Viver a maternidade real é me doar a todo momento. É pensar e estar com ele no meu pensamento 24 horas por dia. É me preocupar, é sentir esse medo, acho que até mesmo um medo de perder. É querer aproveitar cada momento como se fosse único e pedir que o tempo pare."...

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

Qual é a importância da leitura na educação infantil?

De modo geral, os livros têm a capacidade de formar cidadãos ativos na organização de uma sociedade mais consciente e crítica. Mas qual é a importância da leitura na educação infantil, especificamente? Neste texto, você irá descobrir por que desenvolver o hábito da...

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal: 5 dicas para noites mais tranquilas

Meu filho dorme mal, o que fazer? 😴 Se essa pergunta não sai da sua cabeça, é bom prestar atenção nas informações que temos para você! O sono é importante para que o desenvolvimento mental e físico das crianças ocorra de forma saudável. Como essa fase de crescimento é...

9 Comentários

  1. Luana Lis

    Eu roía as unhas. Mas aí eu percebi que minhas unhas ficavam muito feias. Uma vez eu pintei a unha e falei assim: “Dessa vez eu não vou mais roer as unhas, eu vou parar de roer as unhas” então depois disso eu nunca mais roí as unhas.

    Responder
  2. Marta

    Minha filha tem dois anos e começou a roer as unhas. Percebo que quando ela fica agitada, agora sei que é insegurança. Não consigo ver isso como positivo. Eu rui unha quando pequena. Era muito ruim. Meus dedos doíam sempre, tudo que tocava fazia doer, mas não conseguia parar. Só consegui na adolescência. Preciso ajudá-la. 😔

    Responder
  3. Adriana Cardoso da Hora

    Minha filha tem 5 anos, começou a roer a unha esse ano. Lendo o texto pode ter sido a mudança da escola, mas sempre a policio e já conversei sobre os problemas causados por essa mania é não resultou em nada. Vou continuar orientando-a caso permaneça levarei ao especialista.

    Responder
  4. Thais Andrade

    Minha filha tem 5 anos, roi as unhas a um tempo. Ano passado voltei a trabalhar, em março teve que mudar de escola, e percebo que o que já era ruim piorou.
    Eu tento ajudar o máximo, mas percebo que vai ser preciso ajuda de profissional. Ontem ela roeu tanto a unha que sangrou, nos abraçamos e choramos juntas. Marquei o pediatra pra me dar o encaminhamento para o pediatra.

    Responder
  5. Luciene Valente

    Meu filho de quase dois anos esta roendo a unha e eu estou muito apreensiva em saber o pq? Meu namorado tbm roe a unha mas não acredito q seja por isso (observar) o pai. Estou achando q é ansiedade e agitação. Não sei, realmente não sei 😵

    Responder
  6. May

    Meu filho só tem 3 anos está devorando as unhas desde os dois. Não sei mais o que fazer.

    Responder
  7. Sônia Maria Santos Oliveira da Silva

    Meu neto está a amais de dois anos roendo unha ele já vai fazer 9anos levei na piscicologa paguei as consultas e não adiantou nada qual eo especialista que eu posso levar pra me ajudar ele a aparar de roer unha

    Responder
  8. Luciene

    Meu neto tem 4 anos, quando entrou a pandemia tiramos ele do colégio, está fazendo aulas online e logo a seguir a mãe ficou grávida. Desde então ele está roendo as unhas , o que fazer. O pai enrolou os dedos com esparadrapo micro pore, pra ver se ele se controla. Será que é uma forma correta de ajudar a criança? Preciso de uma resposta.

    Responder
Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *