Conheça 7 benefícios do futebol para crianças

por | set 27, 2018 | 0 Comentários

Futebol é uma verdadeira paixão nacional! Não demora muito para que muitos pequenos, influenciados pela família ou pelos amigos, comecem a falar sobre e jogar futebol. Seu filho já é fã? Isso é ótimo! Listamos aqui 7 benefícios do futebol para crianças:

Descubra a importância do futebol no desenvolvimento do seu filho:

1. Desenvolvimento motor

Como toda atividade física, a principal vantagem do futebol é o desenvolvimento motor. A coordenação motora global, o equilíbrio, a noção espaço-temporal, a noção espacial e até mesmo o ritmo da criança são trabalhados com o futebol.

2. Convivência social

Futebol é uma atividade social e cada criança acaba tendo contato com a maioria das outras crianças envolvidas na brincadeira. Com a evolução das regras da brincadeira para o esporte que conhecemos, esse contato vai ganhando nuances diferentes e mais ricas.

3. Entendimento de regras

Como todo jogo, o princípio norteador (e organizador) do futebol são as regras. Seja a mais básica para os mais pequenos (“Não pode pegar a bola com a mão”), seja algo mais complexo (Sim, em algum momento as crianças estarão discutindo impedimento). A compreensão dessas regras e o respeito a elas é o que permite à criança fazer parte da brincadeira.

4. Trabalho em equipe

Um passo adiante da convivência social, o trabalho em equipe coloca a criança para interagir com outras crianças em prol de um objetivo comum, que pode ser ganhar o jogo ou apenas não deixar a bola sair da quadra. Quanto melhor é essa interação, mais tempo a brincadeira dura e mais interessante ela se torna.

5. Tomada de decisões

O jogo de futebol é também um laboratório de decisões: “se eu chutar a bola forte meu amigo fica feliz?”, “será que eu chuto a bola para a direita ou para a esquerda?”, “quem está livre para chegar à área?”. Essas decisões vão se complexificando conforme a brincadeira se torna esporte de fato e cada situação vai aumentando o repertório da criança bem como seus processos para chegar a alguma conclusão.

6. Disciplina

Não adianta brincar se não se segue as regras, em pouco tempo a criança fica cansada, ou pior, as outras crianças começam a reclamar. A disciplina começa como forma de se manter dentro das regras e evolui para o comprometimento com o esporte em si, saber até onde se consegue correr, saber ouvir seu treinador ou professor.

7. Vencer e perder

Em determinado momento, a brincadeira de bola assume o formato do jogo que conhecemos: dois times jogando um contra o outro. Nesse momento, a coordenação e a compreensão das regras já estão internalizadas, o trabalho em equipe ganha grande destaque na atividade e um novo contexto surge: vencer ou perder.

Por isso é importante que pais, professores e treinadores estejam atentos para a relação da criança com ambos os cenários. Vencer não deve ser equivalente a menosprezar os adversários da mesma forma que perder não deve se tornar uma frustração ou ser motivo para agressividade.

Futebol no desenvolvimento infantil é gol na certa!

Não são poucos motivos para deixar os pequenos brincarem com a bola, não? Mas é importante ter em mente que a cada etapa do desenvolvimento da criança, sua relação com o esporte, em geral, é diferente.

A competitividade nem sempre está presente na prática esportiva infantil. O desejo de se tornar atleta também não. É importante que pais fiquem atentos à suas próprias expectativas com relação aos filhos. Se perguntar, honestamente, “É meu filho que quer isso ou sou eu?” é sempre um bom caminho.

Futebol é brincar; futebol é jogo. Toda criança merece e tem direito a isso. Seja na escola, na rua, na praça ou na escolinha, uma bola no pé e amigos para jogar, futebol não tem contraindicação.

Seu pequeno é apaixonado por futebol? Então compartilha aqui com a gente todo o seu talento!  

Categorias:
10+ | 4 - 6 | 7 - 10 | Criança | Idade | Saúde
Escrito por Leo Amaral
Midiálogo que ama livros, músicas e desenhos animados. Acredita que a curiosidade é fundamental e deve estar presente em todas as épocas da vida e que quando a tecnologia e a educação se encontram o aprendizado pode ficar ainda mais divertido.
Relacionados
4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

4 dicas para combater o preconceito infantil

4 dicas para combater o preconceito infantil

O preconceito é construído socialmente, a partir das nossas interações com o mundo e com os outros. A cada interação e troca, a criança vai absorvendo e compreendendo o mundo. Assim, ela vai construindo os seus valores e suas percepções. Nisso, muitas coisas boas...

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: o que fazer?

Meu bebê não dorme: como vencer a privação de sono e aprender a dormir junto com o bebê? Se fizeram noites infinitas desde que o meu bebê nasceu. Hoje, prestes a completar um ano de vida, nós já experimentamos fórmulas e incansáveis rituais do sono. Hora em hora,...

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Distúrbios da fala em crianças: quais são?

Em primeiro lugar o processo de aprendizado da linguagem não é nada simples e envolve diversos fatores. Para falar, o pequeno precisa escutar bem, ter um entendimento daquilo que ouve, fazer um raciocínio lógico, escolher palavras. Enfim, são muitos fatores...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *